Deputados debatem taxa de mortalidade por Covid-19 no RN e comentam ações administrativas do governo

De posse de dados indicando maior taxa de mortalidade por Covid-19 entre a população mais pobre, o deputado estadual Vivaldo Costa (PSD) demonstrou preocupação com as políticas do governo estadual. O assunto foi debatido durante o horário destinados aos deputados, na sessão remota da Assembleia Legislativa desta terça-feira (16).

Segundo o parlamentar, um estudo feito pelas universidades do Rio Grande do Norte e do Ceará, indica que um total de cinco, entre 100 pessoas que moram na zona Oeste de Natal, morrem. E na zona Leste ou Sul, o número vai de uma para 100. “A governadora Fátima Bezerra deve priorizar as áreas de ocupação, as favelas, não só em Natal, mas em todo RN. E esse processo tem que ser rápido. Tem áreas de ocupação onde as pessoas não têm água”, citou.

Ainda na temática das ações para combater o avanço da Covid-19, a deputada Eudiane Macedo (Republicanos) comunicou sobre ofício encaminhado ao Governo do Estado solicitando testagem no esquema drive thru na zona Norte de Natal. “Todos sabem que a zona Norte está registrando altas taxas de pessoas com o novo coronavírus, por isso temos que tentar amenizar esses números”, observou.

O ginásio Nélio Dias é o local sugerido pela parlamentar. Eudiane ainda criticou as pessoas que continuam sem seguir as recomendações feitas nos decretos governamentais. “Se cada um de nós tivesse feito a nossa parte da maneira que foi indicada desde o começo, tenho certeza que não estaríamos perdendo tantas vidas”, concluiu.

Leia maisDeputados debatem taxa de mortalidade por Covid-19 no RN e comentam ações administrativas do governo

ABSURDO: Em 9 dias, Assú teve taxa de crescimento do COVID-19 de mais de 40%

Se alguém pensa que a Prefeitura do Assú junto com a Secretaria Municipal de Saúde e a SESAP/RN, estão fazendo um trabalho exemplar com ações do COVID-19, está muito enganado. Pois, em apenas 09 dias, Assú saltou de 146 para 206 infectados, ou seja, um crescimento de mais de 40% por cento. No vale, pulou de 386 para 558 infectados.

A negligência aliada a ausência do prefeito, mais sua falta de gestão, e o pior, a sua equipe de aliados e comissionados, que cobre os próprios olhos e tentam vender essa imagem de que a gestão está fazendo o possível para conter o novo corona vírus, o que torna isso um absurdo, imoral e desumano.

A vida das pessoas merece respeito, e isso é algo que a gestão não tem pelo povo, gestão essa que é liderada por Gustavo Soares, que tem como mentores Ronaldo e George Soares, e toda essa situação chega a causar náuseas e lembram as cenas de terror macabro que vemos em filmes. Por isso, eles premeditadamente sabem os milhões de recursos que vem, mas ainda assim, preferem cruzar os braços e fazer o teatro barato que são acostumados.

Se não estivesse chegando recursos do Governo Federal, ainda assim eles teriam dinheiro para garantir melhorias na saúde, pois o São João não aconteceu, e eles tem mais de 2 milhões que seriam gastos e não foram, mas escondem os recursos. Porém, ninguém sabe onde estão sendo aplicados, mas o Ministério Público está atento, porque o que vai ter de prefeito detido por causa do mau uso dos recursos do COVID não está no gibi.

Quem quiser ser negligente e usar de forma errada os recursos, que faça. Mas vai ter um preço a ser pago, e serão as vidas perdidas de pessoas que não tem culpa, e irão morrer porque não tem atendimento na saúde pública nem do município e nem do estado, e ainda vão enfrentar processos judiciais que irão os impedir de concorrer a cargos públicos.

Não tenho dúvidas de que esse ano, as urnas vão mostrar o que realmente os maus políticos merecem, que é um pé na bunda bem grande.

Ministro da Defesa se reúne com comando das Forças Armadas que realiza desinfecções de prédios públicos em Natal

Ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, esteve em Natal nesta terça-feira (16) — Foto: Pedro Vitorino

 

O ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, esteve em Natal nesta terça-feira (16), para reunião com o Comando Conjunto Rio Grande do Norte e Paraíba, que realiza o trabalho de desinfecção de prédios públicos no estado.

Durante o encontro, o Comando apresentou ao ministro as atividades que vem realizando para a contenção do novo coronavírus.

O general Fernando Azevedo e Silva esteve no Grupamento de Fuzileiros navais, no bairro das Quintas, Zona Oeste da capital, onde participou também de um evento de entrega de cestas básicas a participantes de um projeto social desenvolvido pelas Forças Armadas.

Em seguida, o ministro da Defesa deixou a capital potiguar e seguiu para Recife (PE), onde segue com a agenda do ministério.

G1 RN

Sisu: MEC divulga novas datas para inscrições do 2º semestre de 2020

Abraham Weintraub segue no Ministério da Educação - Prisma - R7 R7 ...

O Ministério da Educação informou, nesta terça-feira (16/06), um novo prazo para a abertura das inscrições do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) para o segundo semestre de 2020.

Os alunos poderão se inscrever de 7 a 10 de julho. Estudantes de diversas partes do país cobraram a iniciativa nas redes sociais.

O período de inscrição inicialmente divulgado pelo governo começaria nesta terça-feira e seguiria até 19 de junho, às 23h59. Mas o edital sequer foi publicado.

Sisu
O Sisu é o sistema do MEC que reúne milhares de vagas de graduação em universidades públicas brasileiras. A seleção é feita online, por meio da nota no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de anos anteriores – para isso, é preciso não ter tirado nota zero na prova de redação.

“Até o momento, mais de 51 mil vagas foram disponibilizadas por 57 instituições públicas. O número pode aumentar. Nessa edição, haverá a novidade da oferta de vagas em cursos a distância”, afirmou o ministro da Educação, Abraham Weintraub.

Metrópoles

Ezequiel pede investimento em recursos hídricos para região Potengi/Trairi

Com o objetivo de solucionar a falta de água em municípios do Rio Grande do Norte, o deputado Ezequiel Ferreira (PSDB), presidente da Assembleia Legislativa, solicitou ao Governo do Estado investimentos em recursos hídricos direcionados para as regiões Potengi e Trairi. O pedido foi encaminhado a governadora Fátima Bezerra (PT), ao secretário estadual do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, João Maria Cavalcanti, e ao diretor-presidente da Caern, Roberto Sérgio Linhares.

Ezequiel apresentou requerimento para que seja realizado um estudo de viabilidade técnica para perfuração e instalação de poços tubulares nas comunidades rurais Lagoa de Novilhos, Lagoa do Tanque, Lagoa dos Cavalos, Sítio Lagoa da Carnaúba e Sítio São Severino, localizados no município Senador Elói de Souza, região Potengi.

“Nosso objetivo é prevenir os problemas que poderão surgir, caso o abastecimento d’água da cidade esteja sob ameaça. Estas comunidades rurais são as que, atualmente, mais necessitam de ações do Estado para a instalação e perfuração de poços”, disse o deputado.

Já para a região do Trairi, Ezequiel solicitou a realização de um estudo de viabilidade técnica para extensão da rede de distribuição de água, para o município de Jaçanã, que se encontra há mais de 60 dias sem água. A bomba que leva água até a cidade precisou ser trocada e o novo equipamento possui capacidade inferior ao antigo, não conseguindo assim distribuir água para a região. “Além disso, o município possui apenas uma caixa d’água para antender aos moradores, o que é insuficiente”, disse.

MPRN ajuíza ação de improbidade administrativa contra prefeito de Angicos

Prefeitura Municipal de Angicos - Homenagem do Prefeito de Angicos ...

Ação aponta que Deusdete Gomes de Barros contratou pessoal sem o devido processo seletivo prévio. MPRN pede condenação por 111 atos de improbidade

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) ajuizou uma ação de improbidade administrativa (ACP) contra o prefeito de Angicos, Deusdete Gomes de Barros. No documento, o MPRN aponta que o gestor efetuou a contratação de pessoal sem o devido processo seletivo prévio. A Promotoria de Justiça de Angicos pede que o prefeito seja condenado por, ao todo, 111 atos de improbidade administrativa.

A ação é decorrente de um inquérito civil instaurado pelo MPRN em 2019 para apurar a contratação de pessoal sem processo seletivo prévio. Uma lei municipal do ano passado autorizava a contratação temporária de 111 pessoas, mas exigia que o Executivo municipal, no prazo de 90 dias após a publicação da lei, realizasse processo seletivo simplificado visando à contratação de pessoal.

O prefeito descumpriu o previsto na lei, não realizando o processo seletivo. Em resposta às indagações do MPRN no inquérito civil, o prefeito limitou-se a encaminhar cópia de uma Portaria, publicada em 30 de maio de 2019, sobre a nomeação de membros da Comissão para realização e acompanhamento de Processo Seletivo Simplificado. Na ação, o MPRN alega que após o envio dessa Portaria, Deusdete Barros não promoveu nenhuma providência para realizar o Processo Seletivo Simplificado.

Além de não realizar o processo seletivo, o prefeito realizou, pelo menos, 5 contratações temporárias para os cargos de agentes de combate a endemias e agentes comunitários de saúde, sem a comprovação de surto ou urgência epidêmica no ano de 2019.

Para o MPRN, ao realizar contratações temporárias, sem processo seletivo prévio, Deusdete Barros “agiu ao arrepio da lei, configurando, assim, ofensa ao princípio da legalidade”. O MPRN pede a condenação civil do prefeito por 111 atos de improbidade administrativa, – número de contratos temporários que deveriam ter sido antecedidos de processo seletivo.

MPRN

VALE DO AÇU: Prefeitos fazem politicagem com mais de 15 milhões pra ações do COVID e massacram a população

O Vale do Açu tem 558 pessoas infectadas pela COVID-19, e conta com 06 leitos, uma simples matemática, mostra o quão desproporcional é essa conta, para cada 70 pessoas doentes há um leito disponível, lembrando que não é UTI, apenas 2 leitos de estabilização, 4 de média complexidade e na UPA tem apenas 2 leitos tipo semi uti. E isso, parece que é grande coisa, quando escutamos o deputado George Soares, o seu irmão turista, Gustavo Soares, o “santo” prefeito de São Rafael, Reno Marinho, e os demais prefeitos do Vale do Açu, falando nos benefícios que eles conseguem pra região.

Até hoje, o grande feito das gestões dessa safra de prefeitos, foi a aliança regada a cargos e nomeações no gabinete do deputado George Soares, e segundo comentam, na Prefeitura do Assú. Fora isso, não existe uma ação efetiva que beneficie a população, além, do falatório da velha política, que é ir pra rádio, e acusar os outros. Em resumo, eles conversam demais e não anunciam absolutamente nada, além de armar esse teatro que as pessoas já estão cansadas.

Em quase quatro meses de pandemia, esse grupo de prefeitos junto com o líder do governo, não abriram a quantidade de leitos de UTI que seria humanamente possível para atender pelo menos uma pequena parcela da população da região, que é estimada em mais de 160 mil moradores, e que juntos, receberam e irão receber até o fim da pandemia, mais de R$ 15 milhões de reais.

A população da região não vê os prefeitos e líder do governo, reunidos para anunciar ações concretas, tipo redução nos salários, corte das gratificações, implantação de leitos de UTI, tudo pensando em salvar vidas na região, e principalmente, definindo estratégias para auxiliar os municípios a conseguirem respiradores e monitores.

Agora fica a pergunta pra os prefeitos que a população quer saber, o que vocês tem feito com os mais de R$ 15 milhões do Governo Federal para ampliar a rede e tratar os pacientes com Covid-19? Parem de criar cortina de fumaça, trabalhem e mostrem isso, porque a população precisa em face ao alto índice de infectados na região.

Estudo mostra que coronavírus já circulava no país antes do isolamento

Um estudo que envolveu pesquisadores do Brasil e do Reino Unido mostra que o novo coronavírus (covid-19) já circulava no país antes da adoção de medidas de isolamento social. Para fazer a análise, o grupo identificou 427 genomas do vírus no Brasil a partir dos dados de 7,9 mil amostras de laboratórios públicos e privados. O trabalho foi publicado na plataforma medRxiv e ainda não passou pela revisão da comunidade científica.

O estudo identificou que entre 22 e 27 de fevereiro, três tipos do vírus, provavelmente vindos da Europa, estavam presentes no país e conseguiram se estabelecer antes das medidas para restringir o contágio. O primeiro caso no Brasil foi confirmado em São Paulo, no dia 24 de fevereiro, em um homem que tinha voltado de viagem à Itália. As primeiras medidas de isolamento social só foram adotadas no estado a partir de 16 de março, e a quarentena, com fechamento dos serviços não essenciais, em 24 de março.

O trabalho também mostra que as medidas de isolamento social conseguiram reduzir a disseminação da doença no país. Para avaliar esse impacto, os pesquisadores cruzaram o número de mortes diárias com dados sobre o deslocamento da população fornecidos pela empresa de geolocalização InLoco e pelo Google.

Apesar dos efeitos positivos da quarentena, o estudo mostra que com a queda na adesão ao isolamento social em São Paulo, houve também um aumento na velocidade de transmissão da doença.

Leia maisEstudo mostra que coronavírus já circulava no país antes do isolamento

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: