ASSÚ: Gravações com promessas de cargos pela atual gestão poderão ser investigadas pelo Ministério Público

Segundo circula nos bastidores, já está nas mãos do Ministério Público, várias gravações de possíveis negociações da atual gestão do prefeito Gustavo Soares com eleitores, em que são feitos acertos para nomeações de cargos comissionados, que podem ser configurados como compra de votos nesse período eleitoral.

O burburinho é grande, de que os órgãos fiscalizadores aguardam apenas a publicação no Diário Oficial dessas nomeações, para que iniciem as possíveis investigações e assim, coibam esse tipo de prática que além de ser ilegal, é
imoral.

FALTA TRANSPARÊNCIA: Prefeito de Jucurutu licita obra de quase 2 milhões e TCE determina paralisação

O deputado estadual, Nelter Queiroz, que sempre lutou pelo povo do RN e em especial pela sua terra natal, trouxe a público em sua rede social no Instagram, uma determinação do Tribunal de Contas do Estado do RN, em que o prefeito de Jucurutu, Valdir Medeiros, o “liso” que agora banca de “rico”, licitou uma obra de R$ 1 milhão e 600 mil reais e o TCE determinou a paralisação.

O TCE diz que a obra foi suspensa por indícios de corrupção e Nelter ainda disse: “O prefeito maldosamente iniciou a obra, pois a decisão já estava nas redes sociais”, se referindo a péssima conduta do prefeito Valdir.

A auditora do TCE, Ana Paula de Oliveira Gomes, suspeita de ter fortes indícios no valor da obra e a outra suspeita é que o dono da construtora é um vereador do partido político do prefeito de Jucurutu.

Valdir Medeiros já vem com condutas duvidosas há muito tempo e isso tem chamado atenção dos órgãos públicos fiscalizadores. Agora, vamos aguardar como vai ser o desfecho dessa história.

Comissão de Educação da ALRN aprova inclusão do pescado no Programa de Compras do Governo

A Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia, Desenvolvimento Econômico e Social (CECTDES) realizou nesta quinta-feira (10), a primeira reunião presencial após a retomada dos trabalhos híbridos na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte. Na pauta da reunião, 21 projetos de Lei foram apreciados pelos deputados Francisco do PT, Hermano Morais (PSB) e Eudiane Macedo (Republicanos), presidente e membros da comissão.

“A comissão inaugura esse novo momento da Assembleia Legislativa, que é a volta dos trabalhos presenciais. É importante lembrar que estamos seguindo todas as orientações de biossegurança e das autoridades de saúde para estarmos aqui”, disse o presidente da Comissão, Francisco do PT, ao abrir os trabalhos.

Entre as matérias aprovadas pela Comissão, destaque para o Projeto de Lei nº139/2020, de autoria do deputado Francisco do PT que inclui um percentual mínimo na aquisição de produtos junto a pescadores artesanais e aquicultores familiares no Programa Estadual de Compras Governamentais da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Pecafes).

“A criação do Pecafes é marco fundamental para todos que fazem a agricultura familiar no Rio Grande do Norte, funcionando como um importante instrumento para o fortalecimento dessa. Contudo, acreditamos que é possível ocorrer avanços para esse setor e o aperfeiçoamento do programa. É nesse sentido que apresentamos essa proposição legislativa: melhorar aquilo que já é ótimo. E o fazemos olhando para os pescadores artesanais e aquicultores familiares”, disse o autor da matéria Francisco do PT.

Outras duas matérias que beneficiam a classe tramitaram na Comissão e foram aprovadas à unanimidade. O projeto de Lei nº 178/2020, de autoria de Francisco do PT que institui no calendário oficial do Rio Grande do Norte, o dia do pescador artesanal e do aquicultor familiar e o projeto de Lei nº 397/2019 que dispõe sobre a política estadual de desenvolvimento e apoio às atividades das mulheres marisqueiras no Rio Grande do Norte, de autoria da deputada Isolda Dantas (PT).

Leia maisComissão de Educação da ALRN aprova inclusão do pescado no Programa de Compras do Governo

Francisco do PT pede cessão de prédios da Emater para cooperativa familiar

Proporcionar utilidade a dois edifícios abandonados pelo Poder Público, no município de João Câmara, e contribuir para a melhoria da Economia Familiar da região. Esses foram os objetivos do deputado Francisco do PT ao solicitar, via requerimento, a cessão de prédios não utilizados da Emater (Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural) para uso da Cooafes (Cooperativa dos Agricultores Familiares, da Pesca Artesanal e Economia Solidária da Região do Mato Grande).

“Existem, hoje, no município de João Câmara, dois prédios da Emater que não estão sendo utilizados. São construções públicas sem finalidade alguma, e isso já faz um bom tempo. Por isso entendemos que esses edifícios serão mais bem aproveitados se forem cedidos para a Cooafes, que ficaria responsável pela manutenção das edificações e, o mais importante, lhes daria utilidade e finalidade pública”, argumentou Francisco.

Segundo o deputado, a cooperativa planeja utilizar os prédios como central de recebimento e classificação de ovos e casa de sementes crioulas.

“Também já existe projeto certificado pela Secretaria do Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar relacionado ao assunto. A proposta é que os cooperados tenham um espaço para agregar valor aos ovos, podendo inserir a proteína nas compras governamentais, para melhorar a renda dos produtores. E o mesmo vai ocorrer para os que trabalham com as sementes crioulas”.

O documento foi encaminhado à Governadora do Estado, Fátima Bezerra (PT), e ao Diretor geral da Emater, César José de Oliveira, para as devidas providências.

Esquema de fraudes em vestibulares tem médicos presos e pagamentos de até R$ 120 mil

Esquema de fraudes em vestibulares tem médicos presos e pagamentos de até R$ 120 mil

Fantástico teve acesso a informações exclusivas sobre uma investigação que desvendou um grande esquema de fraude em vestibulares de medicina em todo o país. Cinco médicos e uma estudante do sétimo período de medicina foram presos nesta semana em três estados, suspeitos de integrarem uma organização criminosa. Eles recebiam dinheiro para fazer o vestibular no lugar de candidatos que pagavam pela fraude.

De acordo com a polícia, o esquema criminoso chegava a até R$ 120 mil e a busca por alunos era feita de boca em boca em cursinhos e colégios.

Essas pessoas conseguiam entrar para fazer a prova no lugar do candidato usando documentos falsos. Só que a quadrilha não contava com a segurança de algumas faculdades – em uma delas, uma das medidas era fotografar os candidatos antes de cada prova; em outra, capturar as impressões digitais.

Os alunos e pais que faziam parte do esquema também estão sendo investigados por estelionato e falsificação de documentos. Se condenados, podem pegar sete anos de prisão.

G1

 

DESISTIU DE NOVO? Gustavo Soares “desaparece” de Assú e gera incerteza em seu grupo

O prefeito do Assú, Gustavo Soares, que é um fantoche nas mãos do irmão, o deputado George Soares, está ausente há quase uma semana do município, e gera muita incerteza dentro de seu grupo, de que esse sumiço pode ser uma possível nova desistência de seu nome na disputa pela Prefeitura do Assú.

Todo mundo sabe que Gustavo não reside em Assú e que nunca se esforçou para governar do jeito certo a cidade que o elegeu em 2016, e que ele tentou cair fora mas foi forçado a dar ré e aceitar ser candidato mesmo contra a sua própria vontade, e estando com péssima avaliação perante a opinião pública e sendo o segundo colocado em pesquisas anteriormente divulgadas.

A única pesquisa em que Gustavo saiu na frente, divulgada pela SETA, não causou impacto no meio político, já que quem mora em Assú e que anda no comércio ou nas ruas, sabe que a pesquisa não condiz com a realidade, em que as pessoas criticam duramente sua ausência e uma gestão negligente, que não cuida do povo.

Agora, vamos esperar até quando o prefeito “doril” vai ficar sem prestar contas a população que paga seu salário pra governar a cidade, enquanto ele passeia e curte a vida luxuosa na capital e esquece suas obrigações.

Judiciário, Ministério Público e estatais lideram os gastos com servidores

A folha de salários de servidores e integrantes do Judiciário e do Ministério Público da União, assim como de militares e empregados de empresas públicas, estão entre as que mais cresceram entre 2010 e 2019, segundo dados do governo obtidos pelo Estadão/Broadcast. No período, o gasto com o funcionalismo do Judiciário subiu 94,2%, enquanto o do MPU mais que dobrou: a alta foi de 114%.

Em valores absolutos e sem descontar a inflação, a despesa com pessoal no Judiciário federal engordou R$ 23,18 bilhões na última década e se transformou numa das principais “torneiras” abertas de gastos dentro do governo.

Os gastos englobam os servidores ativos e inativos e também os chamados membros dos Poderes, como juízes, procuradores e parlamentares, categorias que ficaram de fora da reforma administrativa enviada pelo governo ao Congresso Nacional. Os militares, cuja despesa com pessoal deu um salto de 95% em dez anos, também escaparam da reforma do RH do setor público.

Leia maisJudiciário, Ministério Público e estatais lideram os gastos com servidores

Toffoli nega pedido de Witzel para suspender afastamento

Toffoli nega pedido de Witzel para suspender afastamento

Dias Toffoli negou o pedido de Wilson Witzel para derrubar a decisão do STJ que o afastou do cargo de governador.

“Sempre reputei pertinente, na esteira da jurisprudência editada por esta Suprema Corte a respeito do tema, a possibilidade de decretação e mesmo de prorrogação de afastamentos
desse tipo”, afirmou o ministro na decisão.

O pedido foi apresentado pela defesa logo após a decisão monocrática do ministro Benedito Gonçalves, no último dia 28 de agosto, que determinou a medida.

Na semana passada, por 14 votos a 1, a Corte Especial do STJ referendou o afastamento.

Witzel foi acusado de corrupção e lavagem de dinheiro por R$ 554 mil recebidos pelo escritório da primeira-dama, Helena Witzel, de empresas contratadas pelo estado.

Os ministros do STJ mantiveram o afastamento ao considerar que as investigações ainda estão em andamento.

O antagonista

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: