Isolda sugere ao DNIT sinalização e reparos na BR-304

A deputada Isolda Dantas (PT) está solicitando ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT) operação tapa-buracos na rodovia BR-304, nas proximidades da RN-041, que dá acesso ao município de Santana do Matos e também a sinalização horizontal com a demarcação de faixas na BR-304, no município de Fernando Pedroza.

“Essa rodovia interliga importantes regiões do nosso Estado e as duas maiores cidades, Natal e Mossoró, com intenso fluxo de veículos diariamente. As proximidades da RN-041, que dá acesso a Santana do Matos, apresenta buracos ao longo da pista que merecem ser reparados para oferecer segurança aos que ali trafegam”, afirmou a parlamentar.

Em relação à sinalização, a solicitação foi para que fossem demarcadas faixas na BR-304 no município de Fernando Pedroza. “Houve recente obra na estrada, mas não foi feita a sinalização horizontal e os motoristas trafegam sem a demarcação das faixas. No período noturno, o risco pode ser maior, inclusive considerando que o trecho da solicitação está em uma curva bastante sinuosa”, alertou Isolda.

Prefeito do Assú não compra medicamentos mas continua a gastança milionária com material de informática e eletroeletrônicos

UBS do Frutilândia em que falta medicamentos

O prefeito mamulengo da cidade de Assú, Gustavo Soares, não sabe comprar medicamentos mas continua a gastança com o dinheiro do povo, e mais uma vez com contrato milionário, e pelo visto, aprendeu bem com seu pai, o maior surrupiador de dinheiro público da história de Assú, Ronaldo Soares, a selecionar apenas alguns seletos empresários da cidade.

A empresa premiada é a Net System Informática, sob a alegação “contrato celebrado em decorrência da autorização do prefeito municipal, exarada em autorização constante no processo administrativo 14722/2018 gerado pelo pregão presencial de 2018”, que supostamente pode ser entendido como detentora de muitos privilégios na gestão dos Soares, e que faturou de 2016 até hoje R$ 1 milhão e meio de reais. Confira aqui os contratos.

Ainda tem gente que fala que o prefeito de Assú, quer ver o bem da cidade, ele na verdade quer ver o bem de alguns, e os outros que “lutem”. Entre tantas empresas que existem na cidade de Assú e arredores, que vende as mesmas coisas que a Net System, o prefeito Gustavo Soares decide não fazer nova licitação privilegiando um entre tantas empresas do ramo, e mesmo quando em face a crise econômica, esses materiais objeto da licitação poderiam ser adquiridos a preços mais baixos.

É inadmissível que um gestor gaste esse dinheirão com informática, mas não seja capaz de comprar medicamentos e suprir as necessidades do povo, em que uma cidadã foi a UBS do Frutilândia e faltava medicamentos.

Adiamento do carnaval por causa da pandemia deixa trabalhadores sem fonte de renda

A aderecista Lilian Cristina no barracão da São Clemente: ela está vendendo doces e salgados para sobreviver

Marlúcia Mendonça de Oliveira, de 53 anos, chorou diante da televisão quando ouviu a notícia de que a Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa) e os presidentes das 12 agremiações do Grupo Especial haviam decidido que não haverá desfiles em fevereiro de 2021, por conta da pandemia da Covid-19. O desespero tem explicação: o carnaval trazia um alívio financeiro durante pelo menos sete meses para ela, que trabalha há seis anos como aderecista no barracão da Grande Rio. No resto do ano, Marlúcia trabalha como ambulante, vendendo águas nas ruas. Agora, essa foi a única opção que restou. O adiamento do evento para uma data que ainda será definida atingiu em cheio quem tirava seu sustento da folia.

— Estava na esperança de que ainda fosse ter (desfiles). Hoje eu pago uma conta e deixo a outra para trás. Tenho um neto especial de três anos que quando eu ia dar entrada com pedido de benefício para ele veio a pandemia e parou tudo.Também não recebo auxílio emergencial do governo, porque meu filho, que está desempregado, mora comigo e a mulher dele trabalha como faxineira e tem carteira assinada. Mas são três adultos e uma criança na casa. É muita despesa —lamentou a moradora da comunidade da Mangueirinha, em Duque de Caxias, que em tempos normais já estaria preparando fantasias para as alas, trabalho pelo qual era remunerada em R$ 700, por quinzena, e ainda tinha direito a alimentação paga pela escola.

Com as quadras fechadas e sem poder realizar eventos, as escolas enfrentam dificuldades financeiras até para honrar compromissos com funcionários. A Mangueira tem feito várias ações na internet para obter recursos para honrar os compromissos com o pessoal do barracão. Uma delas é o sorteio virtual que tem como prêmio principal uma vaga para desfilar como destaque no abre-alas da escola, assim que tiver o desfile. A intenção é arrecadar um total R$ 300 mil, mas quase dois meses depois a venda não passou de 11% dos mil números disponíveis.O presidente da Unidos da Tijuca, Fernando Horta, diz que a principal preocupação dele nesse momento é com as pessoas que vivem do carnaval.

Leia maisAdiamento do carnaval por causa da pandemia deixa trabalhadores sem fonte de renda

RN tem 30 cidades com mais eleitores que habitantes; veja lista

O Rio Grande do Norte tem 30 cidades com mais eleitores do que habitantes. É o que aponta um levantamento do G1 com base nos dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e do IBGE. Ao todo, os municípios potiguares reúnem 17.129 eleitores a mais do que as populações dessas cidades.

No ranking dos estados que têm mais municípios com o número de eleitores superior ao de habitantes, o RN ocupa a sexta posição. Na frente, estão Minas Gerais (118), Rio Grande do Sul (61), Goiás (58), Santa Catarina (38) e Paraíba (31). No Brasil, são 493 municípios nesta situação.

Segundo especialistas e integrantes de tribunais regionais eleitorais, as diferenças podem ser explicadas por defasagem nas estimativas de população, disputas territoriais, migrações e fraudes.

O município que tem a maior diferença proporcional em todo o Brasil está no RN. O município de Severiano Melo (RN) tem 6.482 eleitores registrados, mas apenas 2.088 habitantes, segundo estimativa do IBGE divulgada em julho de 2020. O número de pessoas aptas a votar na cidade, portanto, equivale a 310% da população. Em número absolutos, os 4.394 eleitores a mais representam a quarta maior diferença do país.

De acordo com a prefeitura de Severiano Melo, o município conta com áreas de disputa territorial com vizinhos. São sítios e comunidades cujas pessoas se identificam como de Severiano Melo e são atendidas pelo município, mas nos mapas pertencem a municípios próximos, como Itaú e Apodi. A biometria confirma essa diferença: são 6.405 com registro biométrico na cidade, quase a mesma quantidade de eleitores.

Leia maisRN tem 30 cidades com mais eleitores que habitantes; veja lista

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: