Operação do MPRN apura desvios de combustíveis por agentes públicos em Angicos

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) deflagrou nesta terça-feira (1º) a operação Combustão II. O objetivo é combater um esquema de desvios de combustíveis no âmbito da Prefeitura Municipal de Angicos. Há evidências de venda de combustível pela Prefeitura a particulares e de abastecimento de carros particulares de agentes públicos às custas do Município. A operação teve o apoio da Polícia Militar.
A investigação que resultou na operação Combustão II foi iniciada em 2018. Paralelamente à instauração do procedimento, surgiu notícia anônima de esquema já conhecido na cidade de Angicos, de desvio de combustíveis, por frentistas e agentes públicos.
Esse mesmo esquema fraudulento foi alvo da operação Combustão, deflagrada pelo MPRN em outubro de 2018. A suspeita à época era que um posto de combustíveis era palco de crimes cometidos por agentes públicos locais no que se refere ao fornecimento de combustível por parte Prefeitura de Angicos.
A operação Combustão II cumpriu cinco mandados de busca e apreensão, sendo dois deles em Secretarias da Prefeitura de Angicos. Ao todo, 6 promotores de Justiça, 12 servidores do MPRN e 32 policiais militares atuaram na ação. As provas coletadas serão analisadas e remetidas ao Poder Judiciário, para que, oportunamente, seja a avaliado o ajuizamento de ação penal.
MPRN

BAIXARIA: Depois de voltar ao poder, Prefeito de Carnaubais desrespeita MP e se mete em briga ao lado de aliados (VEJA VÍDEO)

Depois da operação deflagrada pelo Ministério Público que teve o afastamento do prefeito de Carnaubais Thiago Meira e demais servidores da prefeitura, o Dr volta ao cargo depois de uma liminar concedida pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Com essa decisão, o prefeito Thiago Meira saiu para comemorar nas ruas da cidade de Carnaubais seu retorno, e acabou se metendo em briga, juntamente com seus amigos e suspeitos de falcatruas na prefeitura do município, incluindo o tesoureiro Ernilton, que por medidas cautelares do MP não poderia chegar próximo do prefeito Thiago.

O desrespeito do prefeito Thiago Meira é tão grande, que sem nenhum pudor, junta aliados e fazem festança em plena pandemia, com direito a baixaria ao vivo e a cores. Agora o prefeito comemora a vitória na justiça pelo STF e o povo de Carnaubais sofre com o comportamento baixo do prefeito e de tabela, ele ainda afronta o Ministério Público do RN por não se manter distante dos aliados que são investigados.

Futuro da deputada Flordelis na Câmara começa a ser definido hoje

O debate em torno da cassação do mandato da deputada Flordelis (PSD-RJ) deve ficar mais forte essa semana na Câmara dos Deputados. A expectativa é que na reunião da mesa diretora, prevista para terça-feira (1), às 9h30, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e os outros membros da mesa discutam as informações enviadas pelo Ministério Público do Rio de Janeiro ao Congresso sobre o inquérito e decidam se o caso irá para o Conselho de Ética ou direto para o plenário da Casa.

O presidente do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar, deputado Juscelino Filho (DEM-MA), ressaltou, em entrevista à CNN, a gravidade do caso e a necessidade de dar celeridade ao processo na Câmara.

“Estamos diante de um caso gravíssimo, no qual a imunidade parlamentar processual tem impedido que a Justiça tome medidas mais duras diante desse caso da deputada”, destacou o deputado.

O presidente do Conselho de Ética ressaltou que não chegou nenhum pedido formal de análise do caso ao Conselho de Ética até o momento e que estão trabalhando para o retorno das atividades, que foram suspensas por causa da pandemia da Covid-19.

Em julho, o deputado protocolou o Projeto de Resolução de Alteração do Regimento (PRC) 43/2020, com objetivo de permitir o sistema de deliberação remota para realização de reuniões do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar. O Conselho, assim como diversas comissões, estão com atividades suspensas por causa da pandemia da Covid-19. Juscelino Filho ainda afirmou acreditar que o projeto deve se pautado essa semana para viabilizar o retorno das atividades.

Leia maisFuturo da deputada Flordelis na Câmara começa a ser definido hoje

Comissão do coronavírus debate soluções para recuperação do setor turístico no RN

A Comissão de Acompanhamento e Fiscalização das Ações Governamentais para enfrentamento e combate à Covid-19, da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, recebeu, na reunião desta segunda-feira (31), por Sistema de Deliberação Remota (SDR), o empresário Habib Chalita, que falou do impacto da pandemia nas relações empresariais, especialmente no setor turístico do estado.

De acordo com o empresário, logo no início, quando a pandemia se alastrou pelo RN, os estabelecimentos do setor de alimentação e hospedagem foram imediatamente fechados e passaram por momentos totalmente parados, por consequência da situação do isolamento, “que foi, sem dúvida, fundamental no princípio da pandemia”, disse.

“Os números do impacto desse fechamento começaram a aparecer. Hoje devemos ter cerca de 40 mil desempregados, que envolvem o setor de alimentação e hospedagem. A grande dificuldade que temos é, ainda, a situação referente a linhas de créditos para que o pequeno e micro empreendedor possam reabrir os seus negócios. Por isso, é importante que o estado colabore”, explicou o convidado. Ele enfatizou a necessidade de que os empreendimentos trabalhem com segurança, com sanitização e cumprindo os protocolos.

O deputado Francisco do PT (PT) destacou que não é uma situação fácil para ninguém, nem para governo, muito menos para a iniciativa privada. “Ao ouvir sua fala, percebo que você aborda toda a preocupação dos impactos que teve o setor, mas ao mesmo tempo você tem uma visão de preocupação com a vida das pessoas, porque sem vida não há economia”, falou a parlamentar, que, em seguida, indagou o convidado a respeito de se está havendo diálogo do setor com os governos estadual e federal, nesse momento, e que contemple soluções para o durante e o pós-pandemia.

Leia maisComissão do coronavírus debate soluções para recuperação do setor turístico no RN

Toffoli dá 24 horas para STJ e PGR se manifestarem sobre Witzel

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, deu prazo de 24 horas para que a Procuradoria-Geral da República (PGR) e o Superior Tribunal de Justiça (STJ) se manifestem sobre o pedido do governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, para retornar ao cargo. Após receber as informações, o ministro deverá decidir a questão. No sábado (29), a defesa de Witzel apresentou recurso para derrubar a decisão que determinou a medida. 

Na sexta-feira (28), Witzel foi afastado do cargo por 180 dias em decisão do ministro Benedito Gonçalves, do STJ. O afastamento foi determinado no âmbito da Operação Tris in Idem, um desdobramento da Operação Placebo, que investiga atos de corrupção em contratos públicos do governo do Rio de Janeiro.

Leia maisToffoli dá 24 horas para STJ e PGR se manifestarem sobre Witzel

Ministério da Justiça deverá informar ex-presidente Lula sobre acordos de cooperação com EUA na Lava Jato

Em decisão liminar, o ministro Sérgio Kukina, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), determinou ao Ministério da Justiça que informe ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre a existência de pedidos de cooperação técnica formulados por autoridades brasileiras ou dos Estados Unidos para a obtenção de informações relacionadas à Petrobras no âmbito da Operação Lava Jato.

O pedido de acesso foi feito pela defesa do ex-presidente sob o argumento de que a troca de informações entre o Brasil e os EUA teria desrespeitado os mecanismos oficiais de inteligência e colaboração previstos pelo Decreto 3.810/2001, e sem que ela tivesse acesso ao conteúdo das colaborações.

Ainda segundo a defesa do ex-presidente, as informações seriam fundamentais para o exercício da chamada “investigação defensiva”, mas o acesso ao conteúdo de eventuais colaborações teria sido negado pelo Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional (DRCI), vinculado ao Ministério da Justiça.

Leia maisMinistério da Justiça deverá informar ex-presidente Lula sobre acordos de cooperação com EUA na Lava Jato

PT do Assú é abatido por George Soares e seus princípios de “Hitler”

O PT do Assú foi literalmente abatido pelo deputado George Soares, que não conseguiu diálogo com os membros da legenda municipal, e teve que ir chorar as pitangas pra governadora Fátima Bezerra. A governadora que é covarde, não tem força para fazer nada, se sentiu encurralada com as ameaças e berros do deputado “boquinha” George Soares, e determinou que a aliança municipal será com o PL.

O desespero do deputado George Soares é compreensível, seu irmão é candidato a reeleição e não conseguiu um apoio que não tenha sido na base da ameaça, pois não tem diálogo com as lideranças, apenas ordens e gritos. E isso incomodou muita gente, por isso, muitos romperam com o grupo situacionista e foram para o grupo do ex prefeito Ivan Júnior.

A forma “hitlerista” que o deputado George Soares, conduz toda a história da política de Assú e região, é algo assustador, já que ele é famoso pelo seu perfil ameaçador e coronelista, e conseguiu “abater” o PT do Assú e forçar assim uma aliança que a maioria não quer.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: