Professora do Assú dá “batido” e desmente o prefeito ausente Gustavo Soares

Ontem, no dia do Professor, o prefeito Gustavo Soares teve a brilhante idéia de gravar uma homenagem aos professores do município, em que afirmou que valoriza o trabalho desses profissionais, que paga o piso integral da categoria e que vai implementar a revisão salarial anual e implantar uma gestão interativa.

Na mesma hora da publicação do vídeo, o prefeito ficou com “o rabo entre as pernas”, pois vários professores se manifestaram, trazendo a verdade à tona, e mostrando que a gestão ausente do prefeito Gustavo está há mais de 03 anos sem atualizar o plano de carreira, desvalorizando o trabalho e dedicação dos profissionais, mesmo sendo obrigação dele como gestor e ainda sendo direitos dos profissionais.

A professora Salena deu batido e desmentiu de forma clara, tudo que a atual gestão inventa e divulga, e relatou diversos problemas que são presentes na área da educação no município, inclusive, teve que colocar na justiça para que a Prefeitura fosse obrigada a oferecer o cardápio que estava nas paredes nas escolas, dentre outros problemas. Para ver, basta clicar aqui.

A atual gestão já é conhecida por suas divulgações mentirosas, e estava acostumado quando o prefeito Gustavo intimidava populares nas redes sociais para que eles não expressassem opiniões e críticas, mas com a categoria dos professores ele tirou as contas erradas, pois só o que tem nas redes sociais são professores desmentindo e criticando o descaramento do ausente prefeito da cidade.

A professora ainda pediu que o prefeito deixe de mentir, se não tem o que enaltecer nada na sua gestão, que não invente, e que tenha respeito pelo povo do Assú.

Ezequiel celebra edital das obras do Ramal Apodi que levará águas do São Francisco ao RN

O Ministério do Desenvolvimento Regional lança nesta sexta-feira (16) o edital das obras da última etapa da transposição do São Francisco, o chamado Ramal do Apodi/Salgado, trecho que levará as águas do rio para municípios do Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte. O valor total do projeto está orçado em R$ 1,77 bilhão. A notícia foi celebrada pelo deputado Ezequiel Ferreira (PSDB), presidente da Assembleia Legislativa do RN, que discutiu o projeto em recente reunião com o ministro Rogério Marinho, da qual também participaram os deputados Tomba Farias (PSDB) e Gustavo Carvalho (PSDB).

“Este é um momento histórico para o RN e também nossos vizinhos nordestinos. Esta importante iniciativa do governo federal vai garantir água para quem precisa, para cidades que sofrem com a seca há tantos anos. Agradeço ao ministro Rogério Marinho pela sensibilidade em atender nosso pleito e ao governo federal por reconhecer a importância dessa iniciativa”, disse Ezequiel.

A previsão é que a obra seja concluída no prazo de quatro anos. Ao todo, 750 mil pessoas em 48 cidades desses três estados serão beneficiadas. O início das obras do Ramal Apodi/Salgado era uma antiga reivindicação de Ezequiel e de diversas lideranças potiguares. Recentemente, o prefeito de Apodi, Alan Silveira (MDB), solicitou apoio do presidente da Assembleia a favor da obra.

AUSÊNCIA: Prefeito Gustavo Soares não comparece a homenagem de comemoração de 175 anos de Assú

O prefeito da cidade de Assú, Gustavo Soares, mais uma vez “pisa na bola” com os Assuenses, agora de uma vez por todas carimbando sua marca registrado de incompetência e negligência com a cidade.

Em pleno aniversário da cidade  que completa 175 anos, o prefeito Gustavo não comparece a cerimônia de hasteamento da bandeira, que ocorreu em frente ao prédio da prefeitura municipal de Assú.

Uma coisa é certa, quem é fiel no pouco, é também no muito, e o prefeito que sempre mostrou infidelidade a compromissos com a cidade, começando com falta de recursos básicos até a presença na prefeitura. Agora, em plena campanha eleitoral, não ia ser diferente, não se fez presente na cerimônia da cidade que ele diz que tanto ama.

Reforço policial nas zonas rurais do Estado pauta requerimento de José Dias

Adoção de providências para intensificação do patrulhamento ostensivo nas zonas rurais dos municípios potiguares, visando a preservação das pessoas e do patrimônio dos criadores e produtores agrícolas do Estado. Esse foi o teor da solicitação encaminhada pelo deputado José Dias (PSDB) ao Governo do Estado.

“Esse requerimento é essencial, diante do aumento no número de furtos e roubos nas áreas rurais dos nossos municípios. Isso acaba comprometendo enormemente a renda do produtor rural, pois o rebanho é o meio de sustento de muitas famílias”, justificou.

Ainda segundo o parlamentar, é dever do governo estadual garantir esforços no combate à insegurança rural. “Portanto, fico aguardando o pronto atendimento deste pleito que é de suma importância para nossa população campestre”, frisou.

O documento será enviado ao Governo do Estado através da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (SESED) e do Comando Geral da Polícia Militar.

Ezequiel solicita investimentos em segurança e recursos hídricos para região Potengi

O deputado Ezequiel Ferreira (PSDB), presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, apresentou requerimentos solicitando recursos para o município de Santa Maria, na região do Potengi. Os pedidos envolvem investimentos nas áreas de segurança e recursos hídricos.

Ezequiel solicitou aumento do efetivo policial e melhores condições de trabalho para a Polícia Militar. Além disso, pediu também uma nova viatura da PM para atender a cidade. “O município está bastante vulnerável quanto à segurança pública. As estatísticas revelam aumento de vítimas de todas as práticas criminosas”, disse em sua justificativa.

Ainda de acordo com o parlamentar, o aumento do efetivo e mais uma viatura policial estão entre as principais reivindicações da população. Os pedidos foram encaminhados a governadora Fátima Bezerra (PT) e ao secretário estadual de Segurança Pública, Francisco Araújo.

Já na questão dos recursos hídricos, Ezequiel solicitou a construção de uma barragem submersa no município de Santa Maria. O objetivo do parlamentar é diminuir os efeitos da seca no RN. Segundo o deputado, o equipamento permitiria “reduzir os impactos causados pela falta de chuva”. Neste caso, o pedido foi encaminhado a governadora, ao Secretário de Estado da Agricultura, da Pecuária e da Pesca, Guilherme Saldanha e ao Diretor Geral do Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do Rio Grande do Norte (EMATER/RN), Cesar José de Oliveira.

Por último, o deputado solicitou a perfuração e instalação de poços tubulares na cidade. Uma das preocupações de Ezequiel “diz respeito ao homem do campo que vem sofrendo com as longas estiagens, haja vista que a pluviosidade recente não foi suficiente para recuperação dos prejuízos causados pela seca”. Aqui o requerimento foi direcionado para Fátima Bezerra e para o Secretário de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, João Maria Cavalcanti.

Fux muda regra para impedir ‘roleta-russa’ de relatores nos processos

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF)Luiz Fux, publicou uma resolução com o objetivo de impedir que advogados tentem escolher relatores de processos na Corte. A medida foi tomada após uma crítica feita, nesta quinta-feira, 15, pelo seu colega de Corte, ministro Gilmar Mendes, no julgamento que tratou da prisão do traficante André do Rap, líder do PCC.

Segundo Gilmar, advogados do narcotraficante protocolaram sucessivos pedidos de habeas corpus no tribunal até que um deles caísse com o ministro Marco Aurélio Mello como relator. O magistrado é conhecido pelo perfil garantista, isto é, com um histórico de decisões focadas em preservar a liberdade de investigados. Marco Aurélio mandou soltar André do Rap.

“Há uma norma no regimento que permite que se faça a desistência que houve nesse habeas corpus (de André do Rap) sem que haja a prevenção (termo usado quando o relator de um caso é também o de outras ações conexas). É uma sugestão para reforma. Precisa ser reformado porque isso, com certeza, leva à possibilidade de fraude”, disse Gilmar.

Leia maisFux muda regra para impedir ‘roleta-russa’ de relatores nos processos

Planos de saúde mais baratos e cartões de desconto são apostas para enfrentar a crise

Atendimento. Planos mais em conta estão sujeitos às mesmas regras de produtos de maior valor, mas podem oferecer rede credenciada menor. Cartões de desconto oferecem apenas consultas e exames Foto: ALFREDO ESTRELLA / AFP

De olho em um mercado de mais de 180 milhões de brasileiros que não têm plano de saúde, as empresas estão lançando produtos mais baratos durante a pandemia. Há desde planos a partir de R$ 125 (mas que oferecem uma rede credenciada menor de hospitais e clínicas) até outros modelos, que não são planos de saúde, como os serviços de assinatura mensal que dão direito a descontos de até 80% em um número limitado de consultas e exames.

Oferecer produtos mais em conta é discussão antiga no setor de saúde suplementar, mas se tornou uma questão mais premente com a pandemia. De 2014 para cá, as operadoras acumulavam perda de mais de três milhões de usuários. De março a julho, foram 327 mil pessoas que deixaram de contar com a cobertura. Em agosto, porém, o setor ensaiou recuperação, com acréscimo de 77,4 mil usuários.

Empresas tradicionais do setor, como SulAmérica e Qualicorp, lançaram planos com valor menor. Eles estão sujeitos às mesmas regras de produtos mais caros, como a oferta de exames e tratamentos para doenças de maior complexidade. A diferença é que o usuário pode ter menos escolhas de hospitais, profissionais ou clínicas. É uma adaptação ao cenário de recessão com alto número de desempregados e perspectiva de retomada lenta da economia.

Leia maisPlanos de saúde mais baratos e cartões de desconto são apostas para enfrentar a crise

Deputado estadual Sandro Pimentel é cassado pelo TSE

Por 7 votos a 0, o Pleno do Tribunal Superior Eleitoral decidiu por manter a cassação do mandato do deputado estadual Sandro Pimentel (PSOL), do Rio Grande do Norte. O julgamento virtual começou no último dia 9 e foi concluído nesta quinta-feira (15), data limite para os votos dos ministros. A decisão não cabe mais recurso. Após a publicação do acórdão, o deputado perde o cargo oficialmente.

A cassação se dá por irregularidades na prestação de contas referente à campanha eleitoral de 2018.

Em agosto, o TSE havia julgado recurso do deputado após decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de 2019. Naquela oportunidade, o Tribunal destacou que a conduta do deputado caracteriza ilícito previsto no art. 30-A da Lei 9.504/97. Sandro Pimentel é investigado por receber recursos financeiros na conta de campanha sem comprovação da origem do dinheiro. A decisão do TSE destacava que o deputado teria recebido de forma irregular a quantia de R$ 55.644,91, o que representou 83,23% do total de gastos na campanha de 2018.

Leia maisDeputado estadual Sandro Pimentel é cassado pelo TSE

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: