Operação Conexão Floripa: MPRN denuncia 8 pessoas por tráfico interestadual de drogas

MPRN lança ferramenta para acompanhar Portais da Transparência durante  pandemia - Agora RN
O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) denunciou oito pessoas por tráfico interestadual de drogas. O esquema foi desbaratado na operação Conexão Floripa, deflagrada no dia 21 de outubro passado, e que cumpriu mandados de prisão e de busca e apreensão no RN e ainda nos Estados de Santa Catarina, Ceará e Mato Grosso do Sul.
De acordo com as investigações do MPRN, o grupo utilizava a via aérea para introduzir drogas em Natal e outras capitais do Nordeste, sobretudo Fortaleza, João Pessoa e Recife. O MPRN já apurou que o tráfico se intensificou no período da pandemia da Covid-19 diante do enfraquecimento do movimento dos aeroportos e do fechamento das fronteiras terrestres com os demais países da América do Sul.
Já foi apurado que o chefe do grupo é Ronaldo Brígido Sampaio, conhecido por Ceará. Ele foi denunciado por custear o tráfico de drogas, por associação para o tráfico e ainda por organização criminosa. Ronaldo Sampaio está em local incerto e ignorado, encontrando-se foragido atualmente.
Além dele, também foram denunciados por tráfico de drogas, associação para o tráfico e organização criminosa: Glenda Natalie Albuquerque de Lima, que está presa preventivamente e custodiada pelo sistema penitenciário potiguar; Pedro Henrique Vaz Link, preso preventivamente em Santa Catarina; Maria Eduarda Vaz Link, presa no RN; Lourdes Iasmin Monteiro da Silva, que cumpre prisão domiciliar em Fortaleza; Laryssa Ranniery de Sena, presa preventivamente e custodiada pelo sistema penitenciário do Mato Grosso do Sul; Diandra Torres de Oliveira, presa em Santa Catarina; e Jairo Augusto Jaques Trindade, que está foragido.

Leia maisOperação Conexão Floripa: MPRN denuncia 8 pessoas por tráfico interestadual de drogas

PF deflagra Operação Pojuca para desarticular esquema de tráfico internacional de drogas

Operação Pojuca PA.jpg

Belém/PA – A Polícia Federal deflagrou, na manhã de hoje (9/11), a Operação Pojuca, com o objetivo de combater o tráfico internacional de drogas através dos modais terrestre e marítimo. Essa ação foi em conjunto com a PF em Pernambuco que também deflagrou hoje a Operação Símios.

Pela operação Pojuca, estão sendo cumpridos cinco mandados de busca e apreensão e três mandados de prisão preventiva.  As ordens de busca e prisão preventiva foram expedidas pela 3ª Vara Federal Criminal do Pará. Considerando as duas operações, cerca de 50 policiais federais participam da operação.

As investigações começaram quando Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil, no dia 11/10/2019, ao realizar fiscalização de rotina, identificaram 1.436,185 KG de cocaína envolto de argamassa (método utilizado para ocultar a substância entorpecente do SCANNER), no Porto de Vila do Conde, em Barcarena/PA, no interior de um container.

Através de investigações chegou-se ao nome de criminosos, que se utilizaram de identidades falsas e empresas de fachada para operacionalizar o transporte de cargas ilícitas de drogas com destino ao exterior.

Os investigados responderão pelos crimes de tráfico internacional de drogas e falsidade documental, com penas que podem alcançar 23 anos de reclusão, além de multa.

Ezequiel em Carnaubais: “O povo não aguenta mais sofrer. Chegou a vez da mulher com Marineide”

O presidente do PSDB no Rio Grande do Norte, deputado Ezequiel Ferreira de Souza continua participando da campanha nos municípios onde o partido disputa prefeituras, vice, nominatas de vereadores e está aliado com outras siglas. A agenda deste sábado (7) começou no Vale do Açu: Assú e Carnaubais. Ezequiel encerrou a agenda em Areia Branca, onde o PSDB concorre à reeleição com a prefeita Iraneide Rebouças.

Em Carnaubais, o deputado Ezequiel participou de um movimento para fortalecer o trabalho da mulher carnaubaense. “É na imagem de Marineide Diniz que quero ressaltar a importância da força da mulher na política. Hoje vi o orgulho de toda mulher carnaubaense. Todas valorizando a garra, a sensibilidade, o zelo com que cuidam de si mesma, da família e de suas atividades profissionais. Marineide minha amiga siga firme porque o povo quer fazer de você prefeita de Carnaubais”, discursou Ezequiel durante comício em homenagem ao trabalho da mulher na política.

“Carnaubais não aguenta mais sofrer. Chegou a vez da mulher. É Marineide que todo mundo vai votar no dia 15 de novembro”, disse. Marineide Diniz tem ao lado, Gleidson Benevides candidato a vice-prefeito. Eles vêm fazendo uma campanha com base no respeito e propositiva, que continuamos no convencimento para que Carnaubais esteja sempre em boas mãos. “A cada dia o time da Rosa só faz crescer”, salientou. A prefeita Marineide Diniz é esposa do líder político, Empresário Dinarte Mariz.

O deputado Ezequiel Ferreira tem ações de segurança, saúde pública e de convivência com a seca destinadas ao município Carnaubais. Vem lutando por reformas de escolas da rede pública, raquete de palma forrageira, barragens submersas, perfuração e instalação de poços tubulares nas comunidades rurais Vila Nova e Rosa Luxemburgo, recuperação asfáltica da RN-016, carro fumacê, viatura e aumento de efetivo da polícia militar.

George e Gustavo estão procurando pesquisa para não desanimar militância na reta final

Segundo comentários na terra dos poetas, o líder de governo e deputado George Soares e seu irmão, o candidato a reeleição Gustavo Soares, estão a buscar desesperadamente uma pesquisa para divulgar em Assú.

A questão é que estão procurando um instituto para divulgar uma pesquisa que supostamente aponte a vitória deles, para estimular sua militância que já anda desanimada e frustrados diante dos últimos movimentos políticos realizados pelo seu adversário e ex prefeito Ivan Júnior, já que condiz com a realidade da pesquisa divulgada pela Band-Rn/Perfil, que apontou sua liderança com uma margem considerável.

Resta saber se haverá algum instituto que se preste a isso, já que em 2012 a Gazeta do Oeste aceitou divulgar uma pesquisa em George liderava, e quando as urnas foram abertas, houve a diferença de mais de 10 mil votos. E foi o maior “mico” até hoje.

A Perfil existe há quase 30 anos, é um dos institutos mais respeitados do país e nunca errou resultados divulgados, se tornando difícil os dados serem contestados, principalmente se for por uma empresa criada há poucos meses com a finalidade eleitoreira, que quer apenas receber pelo trabalho encomendado sem se preocupar se eles condizem com a realidade ou não.

‘Denúncias’ sobre votos em nome de mortos viralizaram nos EUA

Eleitor vota em Racine, Wisconsin, nos Estados Unidos

Uma série de afirmações públicas levou muitos americanos a acreditarem que o partido democrata estava usando o registro de pessoas mortas para conseguir votos no Colégio Eleitoral de Michigan durante estas eleições presidenciais de 2020.

A maior parte desses pronunciamentos veio de republicanos, como os membros da família do presidente Donald Trump, ou como o ex-presidente da Câmara Newt Gingrich e o ex-diretor do Serviço Nacional de Inteligência americano Richard Grenell.

Mas, como grande parte das informações falsas que circulam na internet, os discursos veiculados nesta semana por alguns apoiadores de Trump caem por terra diante de um exame mais aprofundado. Uma investigação da CNN, sobre essa reclamação de que houve votos em nome de pessoas falecidas sendo computados, não encontrou um único exemplo disso.

Uma das supostas evidências dessa “denúncia” foi uma lista que circulou no Twitter na noite de quinta-feira (5), contendo nomes, datas de nascimento e códigos postais de eleitores registrados em Michigan. A origem da lista e a identidade da pessoa que a divulgou pela primeira vez são desconhecidas.

CNN examinou 50 dos mais de 14.000 nomes da lista — no caso, os primeiros 25 e depois mais 25 escolhidos aleatoriamente. Analisamos os nomes dessa listagem com o banco de dados dos eleitores de Michigan, para checar se eles solicitaram ou devolveram uma cédula de votação pelo correio. Em seguida, verificamos esses nomes em relação aos registros disponíveis publicamente para ver se eles estavam realmente mortos.

Leia mais‘Denúncias’ sobre votos em nome de mortos viralizaram nos EUA

Eleitor pode justificar ausência pelo celular

Edifício sede do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Como o voto é obrigatório no país, todo eleitor que não comparecer a sua zona eleitoral no dia da eleição está igualmente obrigado a justificar a ausência, sob pena de ter suspensos diversos de seus direitos civis caso não regularize sua situação na Justiça Eleitoral.

O primeiro turno das eleições municipais está marcado para 15 de novembro. O segundo turno, onde houver, ocorrerá em 29 de novembro. O horário de votação é sempre das 7h às 17h, no horário local.

Uma das justificativas aceitas para não ter ido votar é se o eleitor comprovar que estava fora dos limites geográficos de seu domicílio eleitoral, no dia de votação. Neste ano, em função da pandemia do novo coronavírus (covid-19), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu facilitar esse tipo de comprovação.

Foi adicionada ao aplicativo e-Título uma funcionalidade que permite justificar a ausência por meio do sistema de georrefenciamento disponível nos aparelhos celulares. A função é capaz de identificar se o eleitor está de fato fora de seu domicílio eleitoral.

Leia maisEleitor pode justificar ausência pelo celular

Fim de contrato de terceirizados pode deixar pediatria do complexo hospitalar da UFRJ sem médicos

Emergência pediátrica que funciona 24h será afetada

Uma nota divulgada pelo Instituto de Puericultura e Pediatria Martagão Gesteira (IPPMG) da UFRJ, está causando preocupação nos pais que recorrem à unidade localizada no Fundão para cuidar de seus filhos. O texto diz que a partir do próximo dia 12, o hospital, que é especializado em pediatria com perfil de atendimento de média e alta complexidade, deixará de contar com médicos. A situação tende a piorar a partir de 2 de dezembro, com a baixa de outros profissionais do quadro como enfermeiros, técnicos de enfermagem, nutricionistas, psicólogos, fisioterapeutas, biomédicos, farmacêuticos, técnicos de laboratório, de farmácia e de radiologia.

De acordo com a nota, estes profissionais foram contratados com orçamento destinado ao enfrentamento da pandemia do novo coronavírus. A medida permitiu a ampliação e reforço de áreas de atendimento em setores da unidade como a UTI pediátrica, enfermarias clínicas e especializadas e emergência pediátrica, além dos ambulatórios. Porém, com o término do contrato terceirizado, justificado pela falta de recursos orçamentários, o instituto já informou que não conseguirá manter diversos serviços, entre eles a emergência pediátrica, que vinha funcionando 24h.

A estas dificuldades, somam-se os afastamentos de servidores que integram o grupo de risco da Covid-19 e estão amparados por resoluções internas da UFRJ, como a autodeclaração por comorbidades de doenças crônicas, idade acima de 60 anos, gestantes e coabitação com idosos e crianças menores. “ Assim, ratificamos que todo esse cenário impõe um prejuízo enorme para assistência pediátrica do município e do Estado do Rio de Janeiro”, finaliza a nota.

O vice-diretor do instituto, Mário Marques, disse que as dispensas já estão ocorrendo, mas não tinha os números em mãos. Porém, ele segue esperançoso por uma reversão desse quadro nos próximos dias, por parte do Ministério da Educação (MEC) , para não prejudicar ainda mais o atendimento. Uma reunião com a participação do instituto e outros hospitais universitários deverá discutir o assunto, segundo ele.

Leia maisFim de contrato de terceirizados pode deixar pediatria do complexo hospitalar da UFRJ sem médicos

No RN, 67 candidatos com bens superiores a R$ 300 mil receberam auxílio emergencial

67 candidatos a cargos de vereador, prefeito e vice-prefeito no Rio Grande do Norte receberam alguma parcela do auxílio emergencial até julho deste ano mesmo tendo declarado patrimônio igual ou superior a R$ 300 mil. Os dados são do Tribunal de Contas da União (TCU). Há casos em que o patrimônio declarado do candidato supera R$ 2 milhões.

Dos 67 candidatos do RN, 11 são candidatos a vice-prefeito e 3 a prefeito. De acordo com o TCU, todos os benefícios detectados foram cancelados. A lista mostra que apenas 13 candidatos cancelaram os benefícios de forma espontânea. O TCU bloqueou os demais.

O município do RN que mais aparece na lista do TCU é Natal, com 7 nomes para o cargo de vereador. Mossoró aparece com 4 candidatos, enquanto Parnamirim, Santo Antônio e Touros têm 3 cada.

Cerro Corá, Doutor Severiano, Extremoz, Macaíba, Nísia Floresta, Santa Maria e Senador Elói de Souza têm 2 candidatos com nomes na lista.

Leia maisNo RN, 67 candidatos com bens superiores a R$ 300 mil receberam auxílio emergencial

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: