Pesquisa SENSATUS São Rafael/RN aponta vitória de Zé Arimateia


A pesquisa Sensatus realizada entre os dias 10 e 11 de novembro de 2020, com 409 entrevistados no município de São Rafael-RN, sob registro TSE RN 02082/2020, traz Zé de Arimateia, em primeiro lugar com 46.7%, em seguida Reno Marinho com 38.3%, logo após vem Lázaro com 9.9%, e ainda 3.7% de indecisos e 1.4% não quiseram ou não souberam responder. Confira:

Zé de Arimateia 46.7 %

Reno 38.3 %

Lázaro 9.9 %

Indecisos 3.7 %

NS/NR. 1.4%

MP precisa entrar em ação para possíveis compras de votos por motoqueiros em vários bairros de Assú

O MP e outros órgãos de fiscalização devem entrar em ação na cidade do Assú, para possíveis compra de votos através de motoqueiros por pessoas ligadas ao grupo situacionista, que tem Gustavo como candidato a reeleição.

A estratégia é usar os motoqueiros para realizar a entrega de quantidades elevadas de dinheiro para possíveis compras de votos, o que é proibido pela nossa legislação eleitoral.

Moradores de vários bairros da cidade tem entrado em contato com o Blog, com informações de possíveis ações ilícitas e que merecem ser investigadas. E enquanto isso, temos informações de que já existem pessoas circulando, gravando e fotografando cenas que podem corroborar para que providências sejam tomadas no sentido de coibir a compra.

Pandemia leva hospitais a afastarem mães e pais de bebês prematuros nas UTIs

Em meio à pandemia de Covid-19, hospitais estão restringindo visitas de mães e pais de bebês prematuros internados em UTIs neonatais para evitar o risco de contágio do coronavírus.

Na falta de um protocolo único a ser seguido, cada instituição adota suas próprias regras. Há casos de hospitais que chegaram a separar totalmente mães de seus filhos durante quatro meses. O bebê precisa desse vínculo para um desenvolvimento saudável.

Nas maternidades privadas, também foram adotadas restrições, como proibição de visitas de irmãos, avós e outros familiares, mas, no geral, há permissão para que mães e pais se revezem com o bebê.

Há uma campanha em curso em países como Alemanha, Reino Unido, Austrália, Israel, México e Estados Unidos em defesa da separação zero entre pais e bebês prematuros durante a pandemia. A iniciativa envolve mais de 140 organizações e, no Brasil, foi encampada pela Associação Brasileira de Pais, Familiares, Amigos e Cuidadores de Bebês Prematuros, conhecida como Prematuridade.com.

“Mesmo com o distanciamento social, é importante garantir o vínculo. Os prematuros precisam da presença dos pais. São mais vulneráveis, e podem ficar com sequelas físicas, motoras e cognitivas. Fechar as portas da UTI para mães e pais é uma situação totalmente absurda”, diz Denise Suguitani, diretora-executiva da entidade, que tem 4.000 famílias cadastradas.

Segundo ela, as separações têm ocorrido mais em maternidades públicas, mas há relatos também de restrições em instituições privadas, especialmente nos períodos de alta de casos de coronavírus.

Durante os quatro meses em que o filho Nicolas Levi ficou na UTI neonatal de um hospital público de Fortaleza (CE), Luana Oliveira, 22, de Itapajé (CE), só conseguiu visitá-lo uma única vez.

Nicolas nasceu em 10 de abril, na 30ª semana de gestação, pesando apenas 615 gramas –peso considerado baixo mesmo para a idade gestacional. Foi direto para a UTI neonatal. “Eu só vi ele do lado de fora da janela. Foi desesperador voltar para casa sem ao menos ter tocado no meu filho, eu só chorava.”

Luana conta que a maternidade ofereceu suporte psicológico e que todos os dias funcionários ligavam para dar notícias do bebê. Duas vezes por semana, enviavam fotos. A mãe só foi autorizada a visitar Nicolas 110 dias depois do nascimento. Nessa altura, o bebê pesava 1,5 kg.

Leia maisPandemia leva hospitais a afastarem mães e pais de bebês prematuros nas UTIs

Álvaro tem 54% das intenções de voto e tendência é decisão no 1º turno

Em primeiro lugar, o candidato à reeleição, prefeito Álvaro Dias (PSDB), chega a 54% de intenção de voto na terceira e última rodada da pesquisa Perfil/Tribuna do Norte. Isso significa um aumento de 9,79 pontos percentuais, em relação ao levantamento anterior do mesmo instituto, divulgado no dia primeiro de novembro. Desde a primeira pesquisa, de 18 de outubro, o candidato teve evolução. Ele foi de 33,59% para 44,21% e, agora, 54%.
Os números mostram que Álvaro Dias tem percentual de intenção de voto que aponta uma vitória no primeiro turno. A legislação eleitoral estabelece que um candidato é eleito no primeiro turno quando consegue 50% mais um dos votos válidos.

Na pesquisa atual, estão praticamente empatados: Senador Jean (PT), com 5,2%; Delegado Leocádio (PSL), com 4,8%; e Kelps Lima (Solidariedade), com 4,4%. Mas pela primeira vez, numericamente, Senador Jean aparece em segundo lugar.

No comparativo das três rodadas de pesquisa, Senador Jean foi de 2% (18 de outubro) para 4,25% (1º de novembro) e agora para 5,20%. A variação da mais recente para a segunda rodada foi de 0,95% pontos percentuais.

Delegado Leocádio apareceu com 5% na sondagem do dia 18, foi para 5,25% na segunda rodada e agora para 4,8%. Houve uma redução entre as duas sondagens mais recentes de 0,45 pontos percentuais.

Kelps Lima tinha 5,63% no primeiro levantamento. Variou para 4,13% na segunda sondagem. E agora para 4,40%. Uma variação de 0,27 pontos percentuais.
Hermano Morais (PSB) teve 2,38% na sondagem do dia 18 de outubro. Foi para 2% e na atual para 1,30. Uma redução de 0,7 pontos.

Coronel Hélio (PRTB) apresentou 1,3% (primeira rodada). Foi para 0,75% na segunda pesquisa. Agora para 0,9%. A variação entre as duas mais próximas ficou em 0,15%.

Carlos Alberto (PV) não oscilou nas duas primeiras rodadas, nas quais ficou com 1%. Na atual, foi para 0,6% (variação negativa de 0,4%).

Leia maisÁlvaro tem 54% das intenções de voto e tendência é decisão no 1º turno

George Soares não consegue que TELEDATA divulgue pesquisa com dados alterados em Assú e só resta Instituto Ligado a João Maia

Segundo comentários que circulam na cidade do Assú, é que o instituto TELEDATA que tem bastante credibilidade na cidade, já acertou diversas vezes o cenário real, realizou uma pesquisa e que o deputado George Soares queria “usar a força” para supostamente alterar os números e divulgar, para que assim, não fosse apontada a vitória de Ivan Júnior nesse domingo, com grande vantagem sobre seu adversário Gustavo Soares.

Dessa forma, o coronel George Soares continua a saga da busca por um instituto que coloquem os dados que apontem a vitória de Gustavo para que o desânimo não invada o grupo, e seus eleitores desistam até de votar, o que poderá aumentar ainda mais a diferença na votação do ex prefeito Ivan Júnior.

Então, Só resta a pesquisa do instituto que é ligado ao grupo do deputado João Maia em São Gonçalo do Amarante, e só uma empresa criada em 2020 apenas para essa finalidade para aceitar divulgar dados que não condizem com a realidade, já que as movimentações e clamor popular só apontam o favoritismo de Ivan na corrida eleitoral.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: