fbpx

Fabio Faria decide não se afastar para eleição da Câmara e demonstra confiança em Carla Dickson

O ministro das Comunicações, Fábio Faria (PSD RN), não vai reassumir seu mandato de deputado para participar da eleição na Câmara.

A decisão deixa clara a confiança do ministro em sua suplente, Carla Dickson, que está bem alinhada com o projeto do Governo e do deputado Arthur Lira (PP-AL), candidato apoiado pelo presidente Bolsonaro.

Com a decisão, ao contrário de Tereza Cristina (Agricultura) e Onyx Lorenzoni (Cidadania) que foram exonerados para reassumirem seus mandatos na Câmara Federal, Fábio Faria segue no Ministério das Comunicações e deixa Carla Dickson votar a eleição da Câmara. Ela que é atualmente vice-líder do Governo e já confirmou voto no deputado Lira.

MPF quer identificar responsáveis por festa nos Parrachos de Pirangi

O Ministério Público Federal (MPF) investiga a realização de festa com centenas de pessoas em embarcações nos recifes marinhos da Ponta do Pirangi, nos municípios de Parnamirim e Nísia Floresta, litoral sul do Rio Grande do Norte, na última quinta-feira (28). O evento clandestino desrespeitou normas ambientais e sanitárias de prevenção à covid-19.

O MPF cobra da Capitania dos Portos, Ibama, Idema/RN e Prefeitura de Parnamirim a adoção de medidas de fiscalização para coibir a prática de eventos irregulares nos Parrachos de Pirangi, bem como a identificação e responsabilização dos envolvidos. Também foi requisitada a instauração de inquérito pela Polícia Federal para investigar possíveis crimes contra o meio ambiente, com ofensa a bens da União, em conexão com a prática de crime contra a segurança dos meios de transporte marítimo e contra a saúde pública. Foi solicitada a oitiva de pessoas identificadas no local, por meio de vídeos e fotos que circulam na imprensa e redes sociais.

Já tramita no MPF procedimento para averiguar a regularidade das atividades turísticas e de lazer no local. Segundo o procurador da República Victor Mariz, o objetivo do MPF é “melhor conservar a biodiversidade regional e ordenar o acesso e o uso da área, bem como se fomentar a criação de uma Unidade de Conservação Marinha no local”. Ele também destacou que “no atual cenário de pandemia de covid-19, com a confirmação de 137.557 casos e 3.259 óbitos no Estado do Rio Grande do Norte, a fiscalização e regularização do acesso a esses espaços atingem, ainda, objetivos sanitários de extrema relevância, especialmente diante do aumento do número de casos nos últimos dois meses no Estado”.

Por acordo político, governo discute recriação do Ministério das Cidades

O presidente da República, Jair Bolsonaro

Em meio à discussão de uma reforma ministerial logo depois da eleição no Congresso, o governo Jair Bolsonaro voltou a discutir a recriação do Ministério das Cidades. A ideia, segundo a CNN apurou, é que a pasta seja desmembrada do atual Desenvolvimento Regional, hoje sob o comando de Rogério Marinho.

De acordo com relatos feitos à CNN, a pasta poderia abrigar uma indicação do PL, de Valdemar da Costa Neto. A discussão ganhou fôlego por conta de um impasse na formação da nova Mesa Diretora da Câmara. Com a adesão do PSL ao grupo do deputado Arthur Lira (PP-AL) na disputa pela sucessão da Casa, a recriação do Ministério das Cidades seria uma saída para contemplar o PL.

O acordo inicial do partido de Valdemar com Lira previa que o PL ficasse com a primeira-vice-presidência da Câmara. O PSL, no entanto, também passou a pleitear o posto.

Nesse cenário, foi colocada na mesa a recriação do ministério. O problema é que o PL não abre mão de ficar com o cargo no Legislativo e indicou que somente a pasta não resolve a questão. Ou seja, um não exclui o outro.

Leia maisPor acordo político, governo discute recriação do Ministério das Cidades

Governo determina que PRF monitore redes sociais para ‘reduzir danos de imagem’ nas ações do Amazonas

Enterros de Covid-19 em Manaus (AM), no cemitério Nossa Senhora Aparecida Foto: Sandro Pereira / Fotoarena/Agência O Globo

Em meio à crise que aflige Manaus em decorrência da Covid-19, o Ministério da Justiça e da Segurança Pública (MJSP) determinou à Polícia Rodoviária Federal (PRF) que monitorasse redes sociais para identificar publicações “adversas” sobre o tema.

Em um documento da Presidência, obtido pelo GLOBO, que traça as ações de vários órgãos do governo na condução da crise no Amazonas, o MJSP cita como uma das tarefas da PRF a fiscalização das redes para ” reduzir danos de imagem e antecipar ações de contrainformação”.

A informação sobre monitoramento está em relatório finalizado na última segunda-feira para atualizar informações no âmbito da ação 756 no Supremo Tribunal Federal (STF), que determinou ao governo a atualização do plano a cada 48 horas.

” Monitorar redes sociais para identificação de ações adversas que atentem contra os objetivos da missão”, diz o documento explicando a atribuição da PFR, e sinalizando o motivo: “Para reduzir danos de imagem e antecipar ações de contrainformação”.

O MJSP sinaliza que a tarefa deveria ser cumprida “através do emprego de recursos humanos e materiais”. No “status” de realização, o trabalho consta como “realizado e em prontidão”.

Leia maisGoverno determina que PRF monitore redes sociais para ‘reduzir danos de imagem’ nas ações do Amazonas

Homem mata ex-companheira e atira em três familiares dela no interior do RN; criança de 3 anos está entre vítimas

Homem atirou em ex-companheira e mais três pessoas, entre elas uma criança, no interior do RN. — Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi

Um homem matou a ex-companheira com tiros de arma de fogo e ainda atirou contra os pais e uma sobrinha dela – uma criança de 3 anos de idade. Segundo a polícia, o crime aconteceu por volta das 9h30 da manhã desta sexta-feira (29) no município de Montanhas, na região do Litoral Sul potiguar.

As vítimas foram socorridas, mas Vânia Ribeiro da Silva, de 17 anos, não resistiu e morreu. Os outros feridos – o pai, a mãe e a sobrinha dela – foram levados ao Hospital Walfredo Gurgel em Natal.

Na unidade de saúde, a mãe de Vânia, Maria Lúcia Ribeiro, de 55 anos, afirmou à Inter TV Cabugi que a filha chamou o homem à casa da família para conversarem.

De acordo com a mulher, o casal teria terminado o relacionamento, mas a jovem queria que ele repassasse para ela parte dos bens a que teria direito.

Durante a conversa, porém, o homem sacou uma arma, atirou na ex-companheira e, em seguida, nos ex-sogros e na criança de 3 anos de idade. Ele fugiu após o crime.

“Ele deu o primeiro tiro e ela disse ‘Não faça isso comigo, não’. Ai ele atirou de novo. Quando eu sai, recebi um tiro. Meu marido estava na área, foi entrando e ele também atirou, acertou no ombro. A menina disse para ele não fazer isso com o avô e ele atirou nela também”, relatou.

Policiais começaram buscas na região, mas o suspeito não foi preso até a publicação desta matéria.

“Minha filha caçula morreu. Acabou-se um pedaço da minha vida, acabou-se minha vida para sempre. Eu tenho mais filhos, mas eu queria minha filha viva. Espero justiça”, afirmou a mãe, emocionada.

G1RN

 

EM 1 MÊS: Prefeitura do Assú faz a farra e torrou quase 4 milhões com comissionados e contratados

O prefeito da cidade de Assú, Gustavo Soares, não nega que é dos Soares, pois sabe muito bem, como pagar contratos milionários, e a exemplo do que fazia o seu pai, conhecido como o maior “vigarista” da história de Assú.

Em dezembro de 2020, o prefeito Gustavo sem dor e nem piedade, faz uma farra com dinheiro público grande na Prefeitura do Assú. A noção do prefeito passou longe, só com cargos comissionados e contratados, a folha custou quase R$ 2 milhões de reais, com salários, sem contar os encargos, que quando juntos, deve totalizar quase 4 milhões de reais.

Um valor alto para se gastar numa gestão que não garante a excelência dos serviços, pelo contrário, é uma gestão incompetente que sequer consegue copiar direito um projeto de outro município.

O Ministério Público deve estar atento aos números, pois os gastos excessivos também é visto como negligência e omissão, podendo acarretar sérios problemas para o ausente prefeito Gustavo Soares.

Dr. Bernardo articula reabertura da antiga Aficel com geração de 400 empregos em Mossoró

Preocupado com a falta de emprego e a geração de renda em Mossoró e região, o deputado estadual Dr. Bernardo ( Avante), articulou uma reunião com a governadora Fátima Bezerra, o Secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Jaime Calado e o empresário José Luís Horto, onde foi confirmada, para o início de março, a abertura da antiga fábrica Aficel, que funcionará como Best Nuts, em Mossoró.

A empresa de castanhas será reaberta no mesmo local onde funcionou a Aficel, que encerrou atividades em 2015. “Boa notícia para Mossoró e região. Essa reabertura foi possível graças a revitalização da cajucultura e ao PROEDI que possibilitou incentivos fiscais, viabilizando o investimento no interior”, afirmou Dr. Bernardo.

Para o empresário José Luis Horto, a articulação do deputado foi preponderantemente, assim como o PROEDI para que o investimento fosse feito em Mossoró. “Do contrário teríamos aberto a fábrica no estado do Ceará”, concluiu.

Amendoim Best Nuts tem previsão de abertura o mês de março e deve gerar 400 empregos diretos, com possibilidade de chegar a 1200 no total, até o final do ano.

Representando o Vale do Açu e região, Tê é indicado na chapa de Paulinho Freire para a Fecam/RN

Presidente da Câmara Municipal de Assu defende a União na Fecam/RN com chapa que tenha representantes de todo RN

Mais uma adesão importante para o nome de Paulinho Freire na nova direção da Federação das Câmaras Municipais do Rio Grande do Norte (Fecam/RN). O vereador Francisco de Assis, o Tê (Solidariedade) vai compor a chapa na condição de 2º vice-presidente e tem o apoio da região do Vale do Açu. Além de Tê, a vereadora Rosalba Marinho (PL), que preside a Câmara Municipal de São Rafael também está na chapa como coordenadora do Vale.

“Há dias que converso com vários dirigentes de Câmaras Municipais da região e chegamos à conclusão que a União da Fecam/RN com Paulinho Freire será a melhor alternativa. “Os municípios da nossa região precisam do apoio e da presença da Fecam/RN. A expansão econômica da fruticultura irrigada, presença ainda da PETROBRAS e o crescimento do setor de comércio e serviços. Sem falar do maior reservatório hídrico do Estado, a Barragem Armando Ribeiro que expande o potencial para atividades produtivas ligadas ao agronegócio”, enumerou Tê, presidente da Câmara Municipal de Assú.

A região do Vale do Açu é composta hoje por mais de 150 mil habitantes. Além de Assú, Ipanguaçu, Alto do Rodrigues, Pendências, São Rafael, Carnaubais, Itajá, Porto do Mangue. A eleição da Fecam/RN será realizada na sede da Federação das Câmaras Municipais do RN – Rua da Saudade, 1877, bairro Lagoa Nova na capital potiguar, na próxima semana, na próxima semana, dia 05 de fevereiro (sexta-feira) pela manhã. Apenas os presidentes dos Poderes Legislativos filiados a entidade têm direito a voto.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: