fbpx

Governo determina que PRF monitore redes sociais para ‘reduzir danos de imagem’ nas ações do Amazonas

Enterros de Covid-19 em Manaus (AM), no cemitério Nossa Senhora Aparecida Foto: Sandro Pereira / Fotoarena/Agência O Globo

Em meio à crise que aflige Manaus em decorrência da Covid-19, o Ministério da Justiça e da Segurança Pública (MJSP) determinou à Polícia Rodoviária Federal (PRF) que monitorasse redes sociais para identificar publicações “adversas” sobre o tema.

Em um documento da Presidência, obtido pelo GLOBO, que traça as ações de vários órgãos do governo na condução da crise no Amazonas, o MJSP cita como uma das tarefas da PRF a fiscalização das redes para ” reduzir danos de imagem e antecipar ações de contrainformação”.

A informação sobre monitoramento está em relatório finalizado na última segunda-feira para atualizar informações no âmbito da ação 756 no Supremo Tribunal Federal (STF), que determinou ao governo a atualização do plano a cada 48 horas.

” Monitorar redes sociais para identificação de ações adversas que atentem contra os objetivos da missão”, diz o documento explicando a atribuição da PFR, e sinalizando o motivo: “Para reduzir danos de imagem e antecipar ações de contrainformação”.

O MJSP sinaliza que a tarefa deveria ser cumprida “através do emprego de recursos humanos e materiais”. No “status” de realização, o trabalho consta como “realizado e em prontidão”.

Leia maisGoverno determina que PRF monitore redes sociais para ‘reduzir danos de imagem’ nas ações do Amazonas

Homem mata ex-companheira e atira em três familiares dela no interior do RN; criança de 3 anos está entre vítimas

Homem atirou em ex-companheira e mais três pessoas, entre elas uma criança, no interior do RN. — Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi

Um homem matou a ex-companheira com tiros de arma de fogo e ainda atirou contra os pais e uma sobrinha dela – uma criança de 3 anos de idade. Segundo a polícia, o crime aconteceu por volta das 9h30 da manhã desta sexta-feira (29) no município de Montanhas, na região do Litoral Sul potiguar.

As vítimas foram socorridas, mas Vânia Ribeiro da Silva, de 17 anos, não resistiu e morreu. Os outros feridos – o pai, a mãe e a sobrinha dela – foram levados ao Hospital Walfredo Gurgel em Natal.

Na unidade de saúde, a mãe de Vânia, Maria Lúcia Ribeiro, de 55 anos, afirmou à Inter TV Cabugi que a filha chamou o homem à casa da família para conversarem.

De acordo com a mulher, o casal teria terminado o relacionamento, mas a jovem queria que ele repassasse para ela parte dos bens a que teria direito.

Durante a conversa, porém, o homem sacou uma arma, atirou na ex-companheira e, em seguida, nos ex-sogros e na criança de 3 anos de idade. Ele fugiu após o crime.

“Ele deu o primeiro tiro e ela disse ‘Não faça isso comigo, não’. Ai ele atirou de novo. Quando eu sai, recebi um tiro. Meu marido estava na área, foi entrando e ele também atirou, acertou no ombro. A menina disse para ele não fazer isso com o avô e ele atirou nela também”, relatou.

Policiais começaram buscas na região, mas o suspeito não foi preso até a publicação desta matéria.

“Minha filha caçula morreu. Acabou-se um pedaço da minha vida, acabou-se minha vida para sempre. Eu tenho mais filhos, mas eu queria minha filha viva. Espero justiça”, afirmou a mãe, emocionada.

G1RN

 

EM 1 MÊS: Prefeitura do Assú faz a farra e torrou quase 4 milhões com comissionados e contratados

O prefeito da cidade de Assú, Gustavo Soares, não nega que é dos Soares, pois sabe muito bem, como pagar contratos milionários, e a exemplo do que fazia o seu pai, conhecido como o maior “vigarista” da história de Assú.

Em dezembro de 2020, o prefeito Gustavo sem dor e nem piedade, faz uma farra com dinheiro público grande na Prefeitura do Assú. A noção do prefeito passou longe, só com cargos comissionados e contratados, a folha custou quase R$ 2 milhões de reais, com salários, sem contar os encargos, que quando juntos, deve totalizar quase 4 milhões de reais.

Um valor alto para se gastar numa gestão que não garante a excelência dos serviços, pelo contrário, é uma gestão incompetente que sequer consegue copiar direito um projeto de outro município.

O Ministério Público deve estar atento aos números, pois os gastos excessivos também é visto como negligência e omissão, podendo acarretar sérios problemas para o ausente prefeito Gustavo Soares.

Dr. Bernardo articula reabertura da antiga Aficel com geração de 400 empregos em Mossoró

Preocupado com a falta de emprego e a geração de renda em Mossoró e região, o deputado estadual Dr. Bernardo ( Avante), articulou uma reunião com a governadora Fátima Bezerra, o Secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Jaime Calado e o empresário José Luís Horto, onde foi confirmada, para o início de março, a abertura da antiga fábrica Aficel, que funcionará como Best Nuts, em Mossoró.

A empresa de castanhas será reaberta no mesmo local onde funcionou a Aficel, que encerrou atividades em 2015. “Boa notícia para Mossoró e região. Essa reabertura foi possível graças a revitalização da cajucultura e ao PROEDI que possibilitou incentivos fiscais, viabilizando o investimento no interior”, afirmou Dr. Bernardo.

Para o empresário José Luis Horto, a articulação do deputado foi preponderantemente, assim como o PROEDI para que o investimento fosse feito em Mossoró. “Do contrário teríamos aberto a fábrica no estado do Ceará”, concluiu.

Amendoim Best Nuts tem previsão de abertura o mês de março e deve gerar 400 empregos diretos, com possibilidade de chegar a 1200 no total, até o final do ano.

Representando o Vale do Açu e região, Tê é indicado na chapa de Paulinho Freire para a Fecam/RN

Presidente da Câmara Municipal de Assu defende a União na Fecam/RN com chapa que tenha representantes de todo RN

Mais uma adesão importante para o nome de Paulinho Freire na nova direção da Federação das Câmaras Municipais do Rio Grande do Norte (Fecam/RN). O vereador Francisco de Assis, o Tê (Solidariedade) vai compor a chapa na condição de 2º vice-presidente e tem o apoio da região do Vale do Açu. Além de Tê, a vereadora Rosalba Marinho (PL), que preside a Câmara Municipal de São Rafael também está na chapa como coordenadora do Vale.

“Há dias que converso com vários dirigentes de Câmaras Municipais da região e chegamos à conclusão que a União da Fecam/RN com Paulinho Freire será a melhor alternativa. “Os municípios da nossa região precisam do apoio e da presença da Fecam/RN. A expansão econômica da fruticultura irrigada, presença ainda da PETROBRAS e o crescimento do setor de comércio e serviços. Sem falar do maior reservatório hídrico do Estado, a Barragem Armando Ribeiro que expande o potencial para atividades produtivas ligadas ao agronegócio”, enumerou Tê, presidente da Câmara Municipal de Assú.

A região do Vale do Açu é composta hoje por mais de 150 mil habitantes. Além de Assú, Ipanguaçu, Alto do Rodrigues, Pendências, São Rafael, Carnaubais, Itajá, Porto do Mangue. A eleição da Fecam/RN será realizada na sede da Federação das Câmaras Municipais do RN – Rua da Saudade, 1877, bairro Lagoa Nova na capital potiguar, na próxima semana, na próxima semana, dia 05 de fevereiro (sexta-feira) pela manhã. Apenas os presidentes dos Poderes Legislativos filiados a entidade têm direito a voto.

2º Concurso de Redação sobre História de Natal continua com inscrições abertas

“Os desafios da relação entre o homem e a preservação do patrimônio histórico”. Esse é o tema do 2º Concurso de Redação Sobre a História de Natal, promovido pela Viva Entretenimento em parceria com a Escola da Assembleia Legislativa do RN, em parceria com outros órgãos públicos e instituições privadas do Estado. A iniciativa, que está com inscrições abertas até o dia 2 de março, é voltada para os estudantes do Ensino Fundamental da Rede Pública e Privada do Rio Grande do Norte.

Segundo o diretor da Escola da Assembleia, professor João Maria de Lima, “esse concurso é de extrema importância, na medida em que valoriza a parte histórica e cultural da nossa cidade. Além disso, é uma maneira de incentivar os nossos jovens a ler e a escrever mais e melhor”. Essa é a segunda edição do concurso, idealizado pelo empresário Jarbas Filho, que também conduz o resgate da história e cultura de Natal através da Caminhada Histórica.

Para se inscrever, o aluno deve baixar o formulário de inscrição através do site www.al.rn.gov.br/portal/escola e, após redigir sua redação à mão, de forma legível, enviar o trabalho digitalizado, em formato PDF, para o e-mail caminhadahistoricadenatal@gmail.com, até o dia 2 de março. Será aceito apenas 1 (um) texto, de 20 a 30 linhas, por estudante. A inscrição é gratuita.

No concurso deste ano, o primeiro lugar ganhará 1 (um) Notebook, além de um certificado de premiação e reconhecimento, emitido pela Escola da Assembleia Legislativa. Já o segundo e o terceiro lugares receberão 1 (um) Smartphone e 1 (um) Tablet, respectivamente, juntamente com seus certificados.

Além disso, todos os professores orientadores também ganharão um Tablet e um certificado de premiação e reconhecimento. As escolas dos alunos autores dos 3 melhores trabalhos receberão também os seus certificados de reconhecimento pela Escola da Assembleia.

O resultado do concurso será divulgado no site www.al.rn.gov.br/portal/escola até o dia 15 de março. Acesse o regulamento completo em linklist.bio/vivaentretenimento.

Caminhada Histórica do Natal

E neste domingo (31), a partir das 15h, acontecerá a popular “Caminhada Histórica do Natal – história e cultura passo a passo”, um evento para os que desejam observar e conhecer melhor a capital do Estado e suas raízes históricas.

Este ano, em sua 9ª edição, devido à pandemia do novo Coronavírus, o evento contará com formato inédito, virtual, sendo transmitido através do canal do YouTube “VivaPromoções”.

A apresentação ficará por conta dos que entendem de comunicação online, Leo Souza e Alexandre Rocha, que farão um passeio pelas ruas da Cidade Alta e Ribeira, os bairros mais boêmios da capital, contando a história de cultura e arte da cidade do Natal.

MPF vai apurar possível perda de 4.122 mil doses de vacinas do Covid no RN

O Ministério Público Federal (MPF) abrirá procedimento para apurar os detalhes sobre a possível perda operacional de 5% das doses da vacina Coronavac que foram enviadas pelo Ministério da Saúde para o Rio Grande do Norte. A abertura do procedimento foi determinada pelo coordenador do Núcleo de Combate à Corrupção (NCC), procurador da República Kleber Martins, tendo em vista o surgimento de questionamentos a respeito.

Esse percentual está previsto em uma nota técnica da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap/RN). O documento, de 19 de janeiro, trouxe informações sobre a campanha de vacinação contra a covid-19 e – em seus itens 10.2 e 10.3 – aponta que, das 82.440 doses da vacina Coronavac destinadas ao Rio Grande do Norte, haveria uma perda operacional de 5%, equivalente a 4.122 doses.

A informação, destaca o procurador, causou perplexidade na população, “porque lhe permitiu inferir que o órgão de saúde máximo do Estado aceitava com elevada naturalidade que mais de 4 mil doses de um dos itens mais importantes do mundo na atualidade – a vacina contra a covid-19 – fossem simplesmente perdidas durante a vacinação, como se isso fosse comum e, portanto, tolerável no serviço público; afinal, fosse a vacina ministrada pela rede privada de saúde, haveria igual ‘perda operacional’?”

Para Kleber Martins, diante dos questionamentos, o MPF deverá apurar a situação, “tendo em vista o elevado interesse público que existe sobre a vacinação ora em curso e, notadamente, sobre a escorreita aplicação dos recursos públicos com ela despendidos”.

Pandemia: Secretaria de Educação diz que falta estrutura em escolas e adia retomada de aulas da rede municipal para março em Mossoró

Aulas na Rede Municipal de Ensino de Mossoró terão início em 1º de março — Foto: Isaiana Santos/Inter TV Costa Branca

A secretaria Municipal de Educação de Mossoró decidiu adiar o início do ano letivo na rede municipal de ensino para o dia 1º de março. A previsão inicial era que as aulas fossem retomadas no início de fevereiro. A secretária Hubeônia Alencar afirmou que a falta de estrutura de algumas escolas para receber os alunos durante a pandemia da Covid-19 foi levada em consideração para a decisão.

A decisão foi anunciada, após uma reunião realizada entre a Secretaria de Educação e o Conselho Municipal de Educação nesta quarta-feira (27). Inicialmente, a retomada do calendário escolar estava prevista para o dia 1º de fevereiro – a próxima segunda-feira.

Mossoró tem cerca de 23 mil estudantes matriculados na rede municipal. No município, bem como em todo o estado, as aulas presenciais estão suspensas na rede pública desde março de 2020, com o início da pandemia do novo coronavírus no Brasil. As escolas privadas retomaram aulas ainda em 2020. Assim como no município, outras secretarias de educação enfrentam impasses para a retomada das aulas da rede pública em 2021.

Faltam condições

A Secretaria de Educação elaborou uma nova proposta de calendário e enviou ao Conselho Municipal de Educação para apreciação. A secretária informou que esse período que antecede o início das aulas será utilizado para reestruturar algumas escolas e creches da Rede Municipal de Ensino dentro das normas de segurança contra a Covid-19.

Leia maisPandemia: Secretaria de Educação diz que falta estrutura em escolas e adia retomada de aulas da rede municipal para março em Mossoró

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: