fbpx

Governo Fátima rebate Álvaro e mostra que leitos da Prefeitura funcionam com equipamentos emprestados pelo Estado

O Governo do Rio Grande do Norte emitiu uma nota nesta terça-feira 9, na qual rebate declarações feitas pelo prefeito de Natal, Álvaro Dias. O gestor municipal lançou dúvidas sobre o suporte da gestão Fátima na estruturação, expansão e manutenção dos leitos Covid-19 na capital.

Horas após a fala dada em entrevista ao Bom Dia Rio Grande do Norte, da InterTV, o Governo Estadual se posicionou, afirmando que “Álvaro Dias emitiu informações que não correspondem com a realidade”, uma vez que “o estado vem dando suporte (ao município) desde o início da pandemia”.

Segundo o governo Fátima, foram encaminhados para Secretaria Municipal de Saúde de Natal, além de medicações anestésicas para intubação, um total de quinze (15) monitores, vinte e duas (22) bombas de infusão para o funcionamento dos leitos de UTI no Hospital de Campanha de Natal, 150 equipamentos de bombas de infusão, vinte e três (23) ventiladores, oito (08) fluxômetros, sete (07) Válvulas de Oxigênio – Ar Comprimido, 1 Blender, 40 sacos de infusão, mangueira de oxigênio, além do fornecimento de circuitos e sistemas de ventilação para a manutenção dos leitos de UTI.

“É importante a união dos governos, porque o paciente é SUS! Precisamos trabalhar de forma colaborativa, da mesma forma como o SUS é organizado. Estamos constantemente dialogando com os municípios, o Ministério Público e o controle social tem acompanhado o nosso trabalho e queremos manter esse diálogo frequente, para estabelecer parcerias”, explicou Maura Sobreira, secretária adjunta da saúde do estado.

A argumentação teve como prova imagens que comprovam o fornecimento para a prefeitura do Natal, em nome da Secretaria Municipal de Saúde, de insumos, como medicações anestésicas para intubação, fornecimento e equipamentos para compor leitos Covid. Confira mais abaixo nas imagens.

A nota afirma, ainda, que a Secretaria de Saúde de Natal tem hoje 35 leitos de UTI Covid e funcionam com apoio do Governo do Rio Grande do Norte.

As imagens que acompanham a declaração têm um carimbo, com a frase “em respeito à verdade, equipamentos cedidos pelo Governo do Estado à Prefeitura do Natal”.

De acordo com a nota, o Governo do Estado mantém 647 leitos SUS Covid, em todo o Rio Grande do Norte. Desses 309 leitos críticos de UTI Covid e 338 leitos clínicos na plataforma regula RN, apenas 35 são ofertados pela SMS Natal. Na Região Metropolitana são 146 leitos de UTI Covid. Assim, 163 leitos críticos de UTI Covid estão nas demais regionais de saúde, contando com mais de 4 mil profissionais de saúde atuando para manter essa rede. Nos próximos dias, serão mais 110 leitos de UTI custeados pelo estado, sendo 71 somente na Região Metropolitana.

Em Natal, o Hospital João Machado teve instalado no dia 12 de junho de 2020, dez (10) leitos de UTI Covid. E no dia 29 de junho a UTI foi inaugurada com mais 20 leitos, atendendo a demanda da população da Região Metropolitana. Hoje o João Machado conta com 35 leitos críticos de UTI disponíveis no Regula RN e ainda em março abrirá mais 40 leitos de UTI. O total de pacientes atendidos no João Machado desde a inauguração em leitos covid foram 530, sendo 140 na enfermaria, 365 pacientes em UTI e 25 em leitos de semi intensiva.

Leia maisGoverno Fátima rebate Álvaro e mostra que leitos da Prefeitura funcionam com equipamentos emprestados pelo Estado

Assembleia do RN vai lançar Constituição em formato de livro impresso e digital

Os textos atualizados da Constituição Estadual e do Regimento Interno da Assembleia Legislativa do RN deverão ser disponibilizados em formato impresso até o final deste mês. O resultado do trabalho iniciado no ano de 2019 pela Comissão de Atualização da Constituição, formada por servidores da Casa, também será disponibilizado em formato de livro digital. Atualmente o texto já pode ser consultado no http://www.al.rn.gov.br/portal/legislacaoestadual

“Parabenizo a todos que colaboraram para a atualização da Constituição Estadual, um trabalho de excelência que teve o deputado José Dias como relator, o deputado Gustavo Carvalho como presidente e toda a brilhante equipe da Procuradoria Legislativa, tendo à frente o procurador-geral Sérgio Freire”, declarou o presidente da Assembleia, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB).

“Essa é uma grande contribuição que a Assembleia do RN está levando para a sociedade potiguar e brasileira. O texto foi atualizado, com a aplicação real da norma e que, com certeza, facilitará o entendimento das decisões tomadas pelo Legislativo e demais poderes, inclusive o próprio andamento interno da Casa”, destacou o procurador-geral da ALRN, Sérgio Freire.

A formatação dos textos em livro só foi concluída agora para garantir a atualidade do trabalho, por isso aguardou a conclusão da Reforma da Previdência e a finalização da discussão em torno da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) das Emendas Impositivas. “Fizemos isso para evitar que o texto nascesse velho”, explicou Sérgio Freire.

Todas as alterações na Carta Magna do RN foram aprovadas através de um Projeto de Emenda Constitucional (PEC) 003/2019, que revogou dispositivo de diversos artigos da Constituição, com o objetivo de adequar o texto às mudanças decorrentes de atualizações na Constituição Federal e entendimentos jurídicos.

A Proposta de Emenda Constitucional tramitou pelas Comissões Temáticas da Casa e foi votada em dois turnos em Plenário, no final do ano passado. Com a promulgação pelo Legislativo, a Constituição Estadual passou a viger com o texto atualizado. A partir daí, os parlamentares discutiram as matérias dentro do trâmite legislativo e aprovaram as alterações.

A PEC alterou, acresceu e revogou dispositivo dos artigos 8°, 19, 20, 29, 35, 49, 53, 64, 65, 71, 72, 74, 81, 90, 98, 108, 128, 140, 147 e 150; acresceu os artigos 147-A e 147-B; revogou o § 1° do artigo 55, os artigos 68 e 69 e o § 4° do artigo 111, da Constituição do Estado e alterou o art. 14 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias da Constituição Potiguar.

Desde que foi promulgada, em outubro de 1989, a Constituição do Rio Grande do Norte já teve vários trechos declarados inconstitucionais pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e a atualização teve o propósito de resolver esse impasse. “Há artigos que foram considerados inconstitucionais, seja de maneira total ou parcial, então era preciso que a lei fosse atualizada, deixando o texto adequado a esses entendimentos”, explicou Sérgio Freire.

Deputado George Soares não orienta prefeitos de Ipanguaçu e São Rafael a participarem de consórcio da vacina contra a covid-19

O despreparo e incompetência do deputado estadual George Soares é gritante, depois de ter sido “cancelado” de representar o governo do estado na AL, faz papel de péssimo orientador aos gestores aliados no Vale e filiados ao seu partido .

George parece que tem prazer em não mostrar competência de seu mandato em ser incentivador de melhorias na vida das pessoas, e diante do momento delicado que todos vivemos com a nova onda da COVID e o caos na saúde, o parlamentar soube fazer reunião com prefeitos do Vale pra o velho blablá mas não soube orientá – los a se inscreverem no consórcio de prefeitos para adquirirem a vacina, pois até agora os prefeitos de Ipanguaçu, Valderedo Bertoldo e de São Rafael, Reno, não integram a lista.

Vale lembrar que a incompetência é generalizada, começa pelo deputado e estende para maioria de seus aliados, pois o prefeito Gustavo só se inscreveu depois de denúncia do Blog do VT, os prefeitos aliados de George só conseguiram a reativação dos Leitos em Assú depois de denúncia dos vereadores da oposição, e dia a dia, só fica pior a falta de capacidade em gerir os recursos públicos com eficiência e administrar a resolução dos problemas.

Lula prepara seu teatro

Saiba quais processos ainda pesam sobre Lula, além dos que tiveram decisões  anuladas por Fachin - Jornal O Globo

Lula marcou para esta terça-feira (9) uma entrevista coletiva no Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo, para falar da decisão de Edson Fachin que anulou as condenações no âmbito da Lava Jato em Curitiba e permitiu que ele se candidate outra vez.

Claro —é o mesmo lugar onde o petista fez todo aquele teatro antes de se entregar à Polícia Federal, em abril de 2018, e também o primeiro onde discursou após o STF soltá-lo, em novembro de 2019.

Aguarde novos discursos sobre o quanto o ex-presidiário foi “injustiçado” e nada no mundo será capaz de reparar as “injustiças” cometidas por Sergio Moro e pelos procuradores da Lava Jato.

O antagonista

Prefeito Álvaro Dias culpa governo do RN pelo caos na saúde

No meio da crise mais aguda da pandemia, com quase 100 pessoas esperando uma vaga de UTI no Rio Grande do Norte, o prefeito de Natal Álvaro Dias e a governadora do Estado Fátima Bezerra estão travam uma grande batalha política. Em entrevista hoje na Inter TV Cabugi, Álvaro jogou a culpa da situação grave no Governo estadual. “Nós fizemos hospital de campanha e o Governo não fez. Nós defendemos a profilaxia e o Governo não. Temos profundas divergências”, acusou o prefeito de Natal.

Adversários políticos e prováveis candidatos oponentes nas próximas eleições ao Governo do RN em 2022, Álvaro (PSDB) e Fátima (PT) atuam desde o início da pandemia de forma individual Há mais de um ano, os natalenses convivem com uma tremenda confusão de decretos. Na maioria das vezes, a governadora Fátima propõe medidas restritivas e Álvaro desfaz sempre cedendo a segmentos específicos. Apesar da disputa pública e visível, o prefeito disse que não tem tem “proximidade” com a governadora e que “falta pouco” para chegarem num entendimento.

Com informações, O novo jornal.

MPRN obtém condenação de envolvido em esquema de funcionários fantasmas da Assembleia

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) obteve na Justiça Estadual sentença favorável à condenação de um envolvido no esquema dos funcionários fantasmas da Assembleia Legislativa do RN (Alern). Jaime de Araújo Sales Neto foi condenado a ressarcir os cofres públicos em mais de R$ 1,8 milhão, referente ao prejuízo suportado pelo erário estadual em decorrência do pagamento da remuneração do demandado, sem a correspondente contraprestação, no período de setembro de 2011 a setembro de 2016.
Na ação civil pública de responsabilização pela prática de ato de improbidade administrativa, o MPRN demonstrou que Jaime de Araújo Sales Neto ocupava o cargo de secretário-executivo, lotado na Secretaria Administrativa da Alern, percebendo remuneração no valor mensal de R$ 7.277,50 sem que efetivamente prestasse o serviço.
Durante a investigação, o MPRN levantou a informação de que ele não teria apresentado Declaração de Parentesco e de Acumulação de Cargos, documentos essenciais para a investidura em cargos públicos no Estado do Rio Grande do Norte, sendo provável que tal omissão estivesse relacionada ao fato de ser filho de Adélia de Arruda Sales Souza, Conselheira do Tribunal de Contas do Estado (TCE/RN). Além disso, à época em que era servidor, Jaime Sales Neto também era proprietário de empresa individual, cuja baixa se processou em fevereiro de 2018.
Ainda no curso da investigação, foram ouvidos servidores do setor no qual o promovido era lotado, sendo que todos desconheciam o acusado. Em colaboração premiada, Rita das Mercês Reinaldo afirmou que o nome do demandado foi incluído na folha de pagamento da Alern por indicação da Conselheira do TCE/RN Adélia Sales, e apenas o viu no dia da entrega dos documentos de posse, sem nunca ter trabalhado.
Na sentença, a Justiça destacou que o valor da condenação deverá ser atualizado pelo INPC e acrescido de juros de mora, no mesmo percentual que remunera a caderneta da poupança, ambos incidentes desde a data do efetivo prejuízo.
Para ler o documento na íntegra, clique aqui.

Bolsonaro diz que governadores usaram recursos da Covid para quitar folha de pagamento

Em entrevista ao programa Brasil Urgente, presidente Jair Bolsonaro negou que tenha cometido qualquer erro durante a pandemia de Covid-19 e acusou os governadores de usar o dinheiro destinado à Covid-19 para quitar a folha de pagamento.

“Agora, aponte onde nós erramos? Onde faltou recursos para nós mandarmos para estados e municípios. Tem estado como o Rio Grande do Sul, que estava quase há três meses atrasados a sua folha de pagamento, e o governador (Eduardo) Leite colocou em dia sua folha de pagamento e se esqueceu da saúde. Então, vários estados botaram suas contas em dia em cima de recursos que eram para a saúde”, disse Bolsonaro há pouco.

O presidente ainda ironizou o chefe do Poder Executivo gaúcho afirmando que ele “fala muito manso, mas é um péssimo administrador”“O governador do RS, que fala muito manso, muito educadamente, é uma pessoa até simpática, mas ele é um péssimo administrador. Onde ele enfiou essa grana? Eu não vou responder para ele, mas eu acho que sei onde ele botou essa grana toda aí. Não botou na saúde”.

Com informações, o Antagonista

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: