fbpx

Cliente encontra rã em salada de restaurante no RN e imagem viraliza nas redes sociais

Cliente encontra rã em salada de restaurante em Natal e cena viraliza na internet.  — Foto: Cedida

A cliente de uma rede de restaurantes encontrou uma rã em meio à salada que pediu no estabelecimento, na última quinta-feira (9), em Natal. A imagem do animal no prato ganhou as redes sociais e viralizou.

Somente no perfil da mulher, que compartilhou a cena com amigos nas redes sociais, foram mais de 5 mil visualizações e centenas de mensagens. Mas a imagem foi compartilhada por vários perfis no Rio Grande do Norte.

A estudante de publicidade Melissa Torres, de 26 anos, contou ao G1 que foi ao restaurante com o marido, o filho e um casal de amigos, com a filhinha deles, para jantar.

Junto com a amiga, ela decidiu pedir uma salada, e já estava comendo quando encontrou o animal no prato, sem vida.

“Foi bem assustador, bem nojento. Eu fiquei muito mal de madrugada. Não quis comer mais nada, fiquei de jejum praticamente 24 horas. Nunca tinha passado por isso”, contou.

Em nota, o restaurante afirmou que procurou a cliente, pediu desculpas pela situação e disse que os pratos do menu são preparados com ingredientes frescos, com rigoroso processo de seleção de fornecedores.

“Nós da Bloomin’ Brands, grupo detentor da marca Outback Steakhouse, informamos que lamentamos muito o ocorrido. Entramos em contato com a cliente, conversamos e a situação foi resolvida. Combinamos uma nova visita para que a consumidora possa conhecer todos os nossos procedimentos. Gostaríamos de esclarecer que todos os pratos do nosso menu são preparados diariamente pela nossa equipe, dentro do próprio restaurante, com ingredientes frescos”, afirmou a empresa, na nota.

“Temos um rigoroso processo de seleção de fornecedores para garantir o frescor dos itens. Também seguimos um rigoroso processo de higienização e controle de qualidade, o que se reflete na excelência e no alto padrão dos nossos alimentos. Em 24 anos de atuação no Brasil, temos um compromisso histórico com nossos clientes, além do compromisso com os procedimentos que buscam garantir uma excepcional experiência ao consumidor”, concluiu.

Repercussão

Após a repercussão nas redes sociais e a conversa com o restaurante, a estudante afirmou que o caso estava encerrado. Apesar disso, ela ganhou centenas de seguidores nas redes sociais e afirmou que foi reconhecida até mesmo no supermercado, por causa da história.

“Ontem eu fui no supermercado tinha um monte de gente olhando pra mim, apontando, mostrando o celular. Eu percebi que me reconheceram. Fiquei surpresa com a repercussão”, relata a estudante, que, apesar da fama repentina, não quer passar pela situação novamente.

G1RN

Renan desiste de pedir ao STF inquéritos sobre fake news e atos antidemocráticos

O senador Renan Calheiros (MDB-AL) desistiu, por ora, de pedir ao Supremo Tribunal Federal (STF) acesso a dois inquéritos que investigam aliados do governo Bolsonaro, o das fake news e o dos atos antidemocráticos. Embora os requerimentos de compartilhamento das investigações já constem como aprovados pela CPI da Pandemia, Renan, relator da Comissão Parlamentar de Inquérito, decidiu recuar da estratégia, em acordo com o grupo que forma a maioria do colegiado.

CNN apurou que pesaram para a decisão de Renan dois pontos específicos: o fato de que a CPI precisa demonstrar objetos específicos de conexão dos inquéritos com a apuração do Senado, o que é tido como inexequível neste início de trabalhos da comissão, e, acima de tudo, a avaliação de que não é momento de o Supremo ser colocado no debate da CPI da Pandemia. Até porque os dois inquéritos têm apoiadores do presidente Jair Bolsonaro como os principais alvos.

De acordo com aliados de Renan, a proposta deve ficar, por enquanto, em banho-maria e a ideia é que, antes de decidir pelo pedido de compartilhamento, a cúpula da CPI se reúna com o ministro Alexandre de Moraes, relator dos dois inquéritos no Supremo, para debater a viabilidade da requisição.

A avaliação inicial de Renan era a de que o compartilhamento do inquérito das fake news poderia elucidar se houve apoio financeiro de grupos já investigados pelo Supremo na disseminação de notícias que incentivam o uso de remédios não comprovados cientificamente no tratamento da Covid-19. Com os dados do inquérito dos atos antidemocráticos, a perspectiva era a de encontrar relações com incentivo a manifestações que possam ter propiciado, propositadamente, a propagação do vírus.

CNN Brasil

Dinarte Diniz se apossa da cadeira de prefeito de Carnaubais e deixa Marineide “chupando o dedo”

O chefe do gabinete civil do município de Carnaubais e esposo da prefeita Marineide Diniz, na primeira oportunidade de ir a público, já mostrou sua ambição “traiçoeira” pela posição que sua esposa ocupa.

Dinarte Diniz que já exerceu o cargo de vice prefeito em Assú, nunca negou a ninguém o seu desejo de ser prefeito, seja lá de qual cidade for, por isso, instalou diversos postos nas cidades circunvizinhas do vale, e a primeira que desse oportunidade, com certeza, ele não perderia tempo e entraria em campo para pegar carona nas lideranças locais.

Na cidade de Carnaubais ele pegou carona na liderança do ex-prefeito Zenildo Batista, e foi candidato em 2012, sendo derrotado para o então prefeito Luizinho Cavalcante. Não contou conversa e já se arquitetou e pegou carona com o Dr Thiago que na época, conseguiu emplacar sua esposa como vice.

Dr Thiago com a candidatura de reeleição abalada, Dinarte resolve ser candidato e numa reviravolta da justiça com afastamento do prefeito e Marineide assumindo a prefeitura no segundo tempo, obteve sua vitória.

Mas Dinarte queria mesmo era ser prefeito e não chefe do gabinete civil, por isso, quando teve uma reunião ontem com o prefeito Reno Marinho de São Rafael, não contou conversa e parece que excluiu a prefeita da reunião e mostrou toda a sua inveja por não assumir aquela tão sonhada cadeira de prefeito e deixa a esposa “chupando o dedo”, ou seja, ficar com vontade de ir para a reunião e o marido não deixar.

Dinarte Diniz deve tá se corroendo por dentro, pois a prefeita de fato é Marineide e não ele, e ainda acumula derrotas por causa da rejeição a seu nome.

“Poderiam ter sido evitadas centenas de milhares de mortes”

O plano brasileiro para as vacinas contra a Covid “desandou”, segundo Fernando Reinach.

“Muito provavelmente a entrega do IFA correspondente aos primeiros 200 milhões de doses só chegará no segundo semestre. É isso que explica nossa vacinação a conta gotas. Além disso, as fábricas para produção nacional estão atrasadas: a Fiocruz promete agora que a sua estará em operação em setembro, mas sequer conseguiu fechar o contrato de transferência de tecnologia. O Butantan já anunciou que a sua só ficará pronta no início de 2022. 

Para piorar a situação, as duas vacinas em que o Brasil apostou são provavelmente as de menor eficácia. Hoje os cientistas acreditam que as melhores vacinas são as baseadas em mRNA – Pfizer e Moderna (…).

Mas uma coisa é certa, chegaremos no fim do ano com mais de 600 mil mortos ao evitarmos o distanciamento social rigoroso. Quantas dessas mortes poderiam ter sido evitadas se a estratégia de vacinação tivesse rejeitado o nacionalismo exacerbado é difícil de saber, mas serão centenas de milhares.”

O antagonista

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: