fbpx

Irmã de deputado estadual Alberto Dickson, Vereadora de Natal é presa nesta quarta-feira, 12

A Vereadora Margarete Régia (PROS) foi presa nesta quarta-feira, 12, em Natal. Ela foi levada para a Delegacia de Plantão da Zona Norte da capital potiguar. Até o momento o motivo da prisão não foi divulgado.

Margarete Régia é irmã do deputado estadual Albert Dickson. Segundo informações de bastidores da política local, quando Dickson foi eleito vereador e, em seguida, presidente da Câmara Municipal de Natal, a atual vereadora era considerada pessoa de grande influência na Casa.

De acordo com a biografia de Margarete Régia no site da Câmara Municipal de Natal, a vereadora nasceu no Bairro das Quintas, na Zona Oeste, em 1965, numa família pobre de 19 irmãos.

Professora de profissão, solteira, mãe de uma filha, já foi presidente do Grêmio estudantil da Escola Varela Barca e do Conselho Comunitário do Conjunto Santarém, período no qual abraçou a luta pela construção do primeiro Ginásio poliesportivo da Zona Norte, o João Cláudio Machado, a implementação da Biblioteca Pública do Santarém, a Construção do Pavilhão Feminino da Penitenciária João Chaves; e conduzindo o maior abaixo assinado para a construção da segunda ponte de Natal.

Aguarde mais informações.

Com informações Agora RN

Casos de COVID disparam em Assú enquanto comissionados debocham dos “abacaxis” que pagam seus salários

Enquanto os CASOS de COVID disparam na cidade do Assú, e uma desorganização toma de conta da campanha de vacinação, em momento livre, alguns comissionados da Prefeitura do Assú, fazem TIKTOK debochando dos “abacaxis”, que todos ou a maioria estão entendendo que sejam, os casos difíceis ou a grande demanda de atendimentos para resolver.

O que chamou a atenção no vídeo, é que nesse momento eles teriam todo direito, de ter minutos de descontração, afinal essa atividade nessa pandemia é estressante, mas o que eles não poderiam é dar a entender, que os “abacaxis” são a população do Assú que precisa utilizar os serviços públicos porque não dispõem de recursos para ir no serviço privado.

Pegou super mal o deboche, porque é uma falta de respeito, já que eles só estão empregados, porque os “abacaxis” precisam de atendimento. Do contrário, talvez eles estivessem desempregados. Confira vídeo aqui que circula nos grupos de whatsapp.

Nelter Queiroz parabeniza professores eleitos que conduzirão destinos da UERN durante quadriênio 2021-2025

Durante sessão de deliberação remota da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (ALRN), nesta quarta-feira (12), o deputado estadual Nelter Queiroz (MDB) registrou Moção de Aplausos pela vitória da professora Cicília Maia e do professor Chico Dantas eleitos, nesta segunda-feira (10), respectivamente, para os cargos de reitora e vice-reitor da Universidade do Estado do RN (UERN).

Cicília é doutora e professora do curso de Ciência da Computação, do Departamento de Informática, do Campus Central da UERN, em Mossoró. Já o conterrâneo seridoense, de Serra Negra do Norte, professor Chico Dantas, é doutor e professor do curso de Ciência da Computação, do Campus da UERN em Natal. Atualmente, Chico Dantas exerce a função de diretor do Campus Natal.

“Após expressiva votação, Cicília Maia obteve 63,45% dos votos válidos e o professor Chico Dantas, 62,16%. No total, 3.952 pessoas participaram da eleição e a chapa foi vitoriosa nos três segmentos da universidade: discentes, docentes e técnicos. Ao lado da vereadora mossoroense, Carmem Júlia, levo nosso abraço aos futuros gestores da UERN, desejo boa sorte na condução da Universidade e coloco nosso mandato à disposição da maior e mais importante instituição de ensino de nosso Rio Grande do Norte”, destacou o parlamentar.

AUTONOMIA FINANCEIRA

Queiroz lembrou, ao final de seu pronunciamento, que um projeto de lei, de sua autoria, tramita na ALRN e visa a autonomia financeira da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte. O deputado adiantou que lutará veementemente para que o projeto em questão volte para a pauta da Comissão de Constituição, Justiça e Redação da Assembleia Legislativa e, posteriormente, seja apreciado pelo plenário.

Vereadores da oposição em Assú garantem quase R$ 3 milhões com ajuda de Benes e Ivan para Escolas Municipais


As vereadoras da oposição de Assú, Lucianny, Avinha e Delkiza, se reuniram hoje com a Secretária de Educação do Município para acompanhamento dos recursos do FNDE e para verificar outras demandas da Educação Municipal.

Na reunião foi confirmada a atualização do sistema PAR da reforma do Complexo Educacional Pedro Amorim CEPA, no valor de R$ 2.400.000,00 (Dois milhões e quatrocentos mil reais) sobre o número 23400004059/2019/88 e também do novo recurso destinado a ampliação da Escola Municipal Edgard Borges Montenegro no valor de R$ 400.000,00(Quatrocentos mil reais), recursos alocados pelo Deputado Federal Benes Leocádio.

As vereadoras também solicitaram junto a equipe técnica uma visita in loco no CEPA e na Escola Municipal Edgard Borges Montenegro junto com a engenharia. Na oportunidade questionaram o kit escolar, transporte escolar através de um requerimento feito pelo Líder da oposição Valdson Bezerra cobrando a prestação de contas referente ao ano de 2020, e uma localização (terreno) para a Escola Municipal Nair Fernandes, pois é um pleito feito também pela oposição do ASSÚ ao Deputado Federal Benes Leocádio, para construção da sede própria, uma escola que hoje conta com 1.104 alunos, um quantitativo considerável.

A vereadora Lucianny registrou em seu perfil no instagram, a contribuição do ex prefeito Ivan Júnior na solicitação dos recursos diretamente ao Deputado Benes Leocádio e da ex vice prefeita Sandra Alves Alves, que indicou a escola CEPA para este grande investimento.

A oposição ainda registrou que irá acompanhar de perto e cobrar os próximos passos e a execução da obra, pois recursos tem.

Deputados homenageiam enfermeiros e criticam falta de segurança no RN

O deputado Vivaldo Costa (PSD) lembrou, nesta quarta-feira (12), a data de aniversário do ex-deputado Gastão Mariz, que se fosse vivo estaria completando 100 anos. “Meu colega de Assembleia e dinartista como Vivaldo Costa”, disse o parlamentar, homenageando o seridoense já falecido.

Vivaldo também rendeu homenagem ao Dia Nacional da Enfermagem, lembrando nomes que marcaram a história da categoria em unidades de Saúde do Rio Grande do Norte. Ele citou as enfermeiras Leda, da Maternidade Januário Cicco; Guiomar, do Hospital dos Pescadores e Enilda, do Hospital das Clínicas. “Três pioneiras que na década de 60 chegaram recém-formadas para prestar seus serviços no Rio Grande do Norte”, afirmou Vivaldo.

O parlamentar destacou a redução nos índices de mortos por Covid-19 no Estado, atribuindo ao trabalho desenvolvido pela Secretaria Estadual de Saúde, com apoio do Comitê Científico e acatado pela governadora Fátima Bezerra. “Fico feliz em saber que aqui temos uma governadora que respeita a Ciência”, disse Vivaldo. “Aqui a gente não considera uma ‘gripezinha’ não, ressaltou Vivaldo. “O Rio Grande do Norte está no caminho certo com Fátima Bezerra”, concluiu o parlamentar.

O deputado Jacó Jácome (PSD) destacou em seu pronunciamento o projeto que apresentou à Assembleia, que destina 20% dos vencimentos dos servidores públicos que ganham mais de 10 salários mínimos aos cofres do Estado. Ele explicou que o dinheiro proveniente dos salários dos servidores públicos, incluindo servidores do Legislativo, do Judiciário e do Ministério Público, seria para cobrir o déficit de famílias que perderam empregos e perderam empresas durante a pandemia.

Leia maisDeputados homenageiam enfermeiros e criticam falta de segurança no RN

Deputados aprovam inclusão de trabalhadores em Educação na prioridade da vacina contra Covid

Foi aprovada a inclusão dos trabalhadores da Educação do Rio Grande do Norte como grupo prioritário para a fase 1 do Programa Emergencial de Vacinação contra a Covid-19 no RN. A votação deste e de outros projetos foi durante a sessão plenária remota desta quarta-feira (12) e a iniciativa da matéria é do deputado Francisco do PT.

Emenda a esse projeto, do deputado Dr. Bernardo (MDB), traz a obrigatoriedade de que a aplicação da vacina seja feita antes do início das aulas presenciais, como forma de proteção e de acelerar a vacinação destes profissionais. “O retorno às aulas, de forma segura, é um assunto muito debatido, tendo em vista que o novo decreto já flexibiliza as regras para esse retorno de forma híbrida. Recentemente também aprovamos projeto de lei que trata a educação como atividade essencial e já se cogitava essa possibilidade da imunidade dos educadores”, defendeu Francisco.

Também relacionado à pandemia, os parlamentares aprovaram projeto de iniciativa do deputado Ubaldo Fernandes (PL) que cria no RN o Programa de Humanização e Acolhimento aos familiares das vítimas do covid-19. “São quase 6 mil famílias que necessitam de amparo por parte do poder público, uma assistência psicológica para acolher filhos, pais, irmãos, avós e outros entes que sofrem essas perdas”, defendeu Ubaldo.

De autoria do deputado Hermano Morais (PSB) foram aprovados dois projetos: o que cria o programa Lições de Primeiros Socorros na Educação Básica das redes pública e privada do RN. O outro projeto institui a inclusão de intérpretes de Libras nos telejornais do RN, além das propagandas e programas institucionais do governo. “Esse foi um apelo de instituições, entre elas a APAE, que é uma referência nacional pela excelência dos seus serviços, notadamente na luta pela inclusão de pessoas com algum tipo de deficiência”, destacou Hermano.

Com relação ao projeto dos primeiros socorros nas escolas, o deputado explicou que a reivindicação foi fruto de audiência pública que discutiu o problema. “Muitos acidentes podem ser evitados ou evitar que haja vítimas fatais, se tivermos treinamento na comunidade escolar. Queremos garantir a presença de pessoas treinadas no ambiente escolar para evitar acidentes de maior proporção”, defendeu o deputado.

Leia maisDeputados aprovam inclusão de trabalhadores em Educação na prioridade da vacina contra Covid

Ezequiel Ferreira apresenta sugestões estruturantes para o destino Maxaranguape

Saneamento básico, segurança pública, bem-estar e infraestrutura urbana para o município de Maxaranguape são as temáticas dos requerimentos apresentados, nesta quarta-feira (12), pelo presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB), ao governo do RN para ações efetivas no município que é referência para o turismo potiguar, localizado no Litoral Sul.

“As demandas para Maxaranguape nos chegam pelo prefeito Luis Eduardo, que por sua vez recebe os pleitos dos moradores que precisam dos serviços públicos”, justifica Ezequiel Ferreira, citando ainda a presidente da Câmara, Carla Lopes e os vereadores.

Ao diretor-presidente da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte – CAERN, Roberto Linhares, o presidente solicitou um estudo de viabilidade para a execução do saneamento básico no município localizado na estratégica região da Grande Natal. Ao secretário da Segurança Pública e Defesa Social, Francisco Canindé de Araújo, o deputado Ezequiel Ferreira requereu o aumento do efetivo policial e melhores condições de trabalho para a Polícia Militar.

Leia maisEzequiel Ferreira apresenta sugestões estruturantes para o destino Maxaranguape

Redução do nível de água da Lagoa do Bonfim será debatida hoje na Assembleia

A redução do nível de água da Lagoa do Bonfim será tema de audiência pública virtual promovida pela Assembleia Legislativa às 14h30 desta quarta-feira (12). O objetivo é mensurar o impacto do problema para o turismo e para o abastecimento de água no interior do Estado. A iniciativa é do deputado estadual Hermano Morais (PSB).

“Temos acompanhado de perto o acelerado rebaixamento do nível da água da Lagoa do Bonfim, pois ela já está com apenas 49% da sua capacidade. Além de prejuízos para o turismo de Nísia Floresta e de todo o RN, o problema impacta no abastecimento de pelo menos 30 municípios das regiões Trairi e Potengi”, argumenta Hermano.

Uma perícia sobre o tema foi apresentada recentemente ao Ministério Público do Estado (MPE), que também acompanha o caso. De acordo com o documento, o desperdício e o uso clandestino das águas da Lagoa estão entre as razões para a redução drástica, o que pôde ser observado ao longo dos 200 quilômetros da Adutora Monsenhor Expedito, equipamento que utiliza parte dos recursos hídricos do Bonfim.

O rebaixamento do nível de água e a eminente falta d’água nos municípios do Trairi e do Potengi reforça, segundo Hermano, a necessidade da tomada urgente de medidas. Para ele, é preciso alinhar um conjunto de ações do Poder Público, de forma transparente e coletiva, visando a solucionar o problema, que, segundo o parlamentar, “ameaça não só o Bonfim, mas também as localidades que dependem da sua água”.

A audiência acontece pelo aplicativo Zoom, com transmissão por três canais da Assembleia: TV, site e YouTube. Além do Ministério Público, são aguardados representantes de secretarias de Estado ligadas às pastas do Turismo, Recursos Hídricos e Agricultura e dos municípios atingidos, além de entidades que falam em defesa dos proprietários de casas e estabelecimentos comerciais no entorno do Bonfim.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: