fbpx

Ipanguaçu vive a expectativa de possível saída do prefeito Valderedo até o fim do ano

O “zumzum” na cidade de Ipanguaçu, é de que o processo que corre na justiça eleitoral envolvendo o prefeito Valderedo Bertoldo, possivelmente resultará na sua saída do comando da Prefeitura Municipal.

O que se comenta é que foram muitos desmandos explícitos ao público durante a campanha eleitoral que possivelmente o favoreceram e resultaram na reeleição do prefeito no ano passado .

Desde que foi eleito pela primeira vez, Valderedo tem sido um péssimo exemplo de gestor, torrando o dinheiro do povo com coisas não essenciais, e fazendo a população sofrer com o caos na saúde, na educação, assistência social, já que os programas não atendem a maior parcela da população que precisa e que só aumentou com a pandemia.

E agora o povo espera os acontecimentos do dia 8 de outubro de 2021, data da audiência judicial em que serão ouvidas as testemunhas a favor e contra o prefeito.

A correria é grande. Há quem diga que não dá em nada, mas há quem diga que o prefeito Valderedo já pode começar a esquecer Ipanguaçu.

Ezequiel encaminha manutenção de leitos de UTI no Hospital Regional de Apodi

Nesta terça-feira (28), o deputado Ezequiel Ferreira (PSDB), presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, voltou a encaminhar o pleito pela manutenção dos 5 leitos de UTI no Hospital Regional Hélio Morais Marinho, localizado no município de Apodi, atualmente destinados exclusivamente para tratamento de pacientes com Covid-19. Segundo o prefeito de Apodi, Alan Silveira (MDB), depois da articulação do deputado Ezequiel, a Secretaria Estadual de Saúde se mostrou sensível à demanda, mas pontuou a necessidade orçamentária para que os leitos sejam mantidos.

Hoje o prefeito de Apodi e uma comissão de vereadores composta por Adailton Targino, Charton Rego e Railton Diógenes foram recebidos pelo secretário chefe da Casa Civil do Governo do Estado, Raimundo Alves, ocasião em que o deputado Ezequiel Ferreira retomou o pleito que atenderá não só a cidade de Apodi mas outras cidades da região beneficiando uma população estimada em 80 mil pessoas. O governo do Estado dará andamento na avaliação do pleito.

“Durante a atual pandemia, o Hospital Regional Hélio Morais Marinho teve uma grande importância na estratégia de urgência e emergência na assistência da população, visto que tiveram momentos em que os leitos foram absorvidos por cidades de quatro regiões diferentes. Para manter o Hospital Regional em plena atividade, é necessário a manutenção desses leitos e a substituição deles para leitos de UTI gerais”, disse Ezequiel Ferreira.

Ainda de acordo com o parlamentar, a manutenção destes leitos de UTI, agora classificados como leitos gerais, “é de fundamental importância para a cidade de Apodi e para a segunda regional de saúde”. Os equipamentos estão desafogando os leitos do Hospital Tarcísio Maia, em Mossoró, assim como também o hospital regional de Pau dos Ferros.

Dr. Bernardo chama a atenção para permanência de leitos de UTI Covid em Apodi

Durante sessão ordinária da Assembleia Legislativa, realizada de forma híbrida nesta terça-feira (28), o deputado Dr. Bernardo (MDB) usou a palavra para opinar sobre o fechamento dos cinco leitos de UTI Covid, instalados durante a pandemia, no município de Apodi, região Oeste. Dr. Bernardo disse ser um entusiasta da permanência dos leitos, mas chamou atenção da necessidade destes possuir condições de funcionamento, com equipamentos e equipe de profissionais qualificados para prestar o serviço de qualidade.

“Manter os leitos de UTI sem equipamentos e sem uma equipe completa é querer fazer política com a vida das pessoas e isso eu não faço”, explicou.

Dr. Bernardo foi enfático ao explicar que manter os leitos de UTI nas condições que estão, seria um ato, no mínimo irresponsável. “Não adianta ter os leitos de enfeite. É preciso condições para que o paciente que está na UTI tenha um atendimento de qualidade e profissionais especializados para salvar a vida, porque ao contrário disso é fazer politicagem com a vida das pessoas”, enfatizou.

Por fim, o parlamentar convocou os colegas deputados a se engajarem na luta para que o hospital regional de Apodi possa receber condições de funcionamento dos leitos de UTI. “Vamos buscar apoio junto aos colegas deputados para que em um futuro próximo possamos ter estrutura para que Apodi possa ter leitos de UTI com condições de atendimento, equipe qualificada e os insumos necessários”, finalizou.

Hermano Morais comenta medida do Governo do Estado para reduzir preço dos combustíveis

Na Sessão Plenária desta terça-feira (28), o deputado Hermano Morais (PSB) utilizou seu pronunciamento para apoiar uma medida do governo estadual em prol da redução do valor dos combustíveis para o consumidor final. Além disso, o parlamentar avaliou positivamente os mil dias do Governo Fátima Bezerra.

“Hoje eu abordo uma decisão tomada ontem pelo Governo do Estado, há muito aguardada pelo setor sucroalcooleiro, de se permitir a venda direta, sem a intermediação das distribuidoras do álcool, das usinas para os postos de gasolina, abrindo a possibilidade de redução dos custos dos combustíveis. E a expectativa da população é que esse combustível chegue mais barato ao consumidor”, explicou.

Segundo o parlamentar, ele participou da solenidade em que estavam presentes os representantes das usinas produtoras de álcool, o sindicato dos distribuidores de combustíveis, a governadora, o secretário de tributação, dentre outras autoridades.

“E o evento culminou com a decisão acertada da governadora, sendo o RN o primeiro Estado a regulamentar a matéria, após a Medida Provisória recentemente publicada pelo Governo Federal. Tudo isso num esforço para reduzir os preços dos combustíveis”, disse.

Para Hermano, a política de preços do petróleo adotada pelo Governo Federal é um dos principais fatores do aumento da inflação. “Essa política do petróleo dolarizado já gerou, só neste ano, um aumento de 40% no valor dos combustíveis, sendo um dos principais fatores da inflação e deixando o Brasil em grande dificuldade. Claro que existe o agravamento em razão da pandemia, mas o fato é que o preço do combustível influencia os outros setores da sociedade, como transportes, alimentação, dentre outros. Então isso precisa ser solucionado”, frisou.

Ao final da fala, o deputado avaliou positivamente os mil dias da atual gestão do governo estadual. “Então, essa foi uma medida acertada da governadora, coincidindo inclusive com seus mil dias de governo, que, na minha opinião, tem sido muito positivo, resgatando o RN, reorganizando as finanças, trazendo credibilidade junto a fornecedores e investidores e garantido emprego e renda acima da média nacional”, concluiu.

Bolsonaro descarta Aras para o STF

Jair Bolsonaro sabe que Augusto Aras vai engavetar todas as denúncias da CPI da Covid.

Ele disse a uma rádio chapa-branca:

“Acho que no MP a tendência é arquivar esse negócio todo. É um circo. Não interfiro nas decisões do Aras. Zero. Mas todo mundo tem consciência do que está acontecendo”.

Ele disse também que o atual PGR não vai para o STF, mesmo que André Mendonça seja rejeitado pelo Senado:

“Se sair o André, no meu compromisso que fiz junto aos evangélicos, será outro evangélico. Eu acho que o André vai dar certo”.

Considerando que o sociopata vai perder em 2022, o projeto de Augusto Aras de ser indicado para a próxima vaga do STF ruiu.

O Antagonista

 

Congresso promulga reforma eleitoral nesta terça-feira

O Congresso Nacional promulga nesta terça-feira (28) a Emenda Constitucional (EC) 11/21, que acrescenta dispositivo ao Ato das Disposições Constitucionais Transitórias e altera a Constituição Federal, para fins de reforma político-eleitoral. A sessão conjunta está marcada para as 15h30.

Entre as alterações que já vão valer para as próximas eleições estão a contagem em dobro de votos dados a mulheres e pessoas negras para a Câmara dos Deputados nas eleições de 2022 a 2030, para fins de distribuição, entre os partidos políticos, dos recursos do Fundo Eleitoral.

Ficou mantida a perda do mandato dos deputados (federais, estaduais ou distritais) e vereadores que se desfiliarem do partido pelo qual foram eleitos, mas foi criada uma exceção para a manutenção do mandato: quando o partido concordar com a filiação.

Além disso, a partir das eleições de 2026, a posse do presidente da República será em 5 de janeiro, e a posse dos governadores será no dia 6. Atualmente, ambas são no dia 1º de janeiro.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Congresso aprova crédito especial de R$ 2,99 bilhões a órgãos do Executivo

CPI da Covid: após MDB indicar Renan, PP e Republicanos ameaçam deixar  bloco no Senado - Jornal O Globo

O Senado manteve decisão da Câmara e aprovou, nesta segunda-feira (27), projeto de lei que abre crédito especial de R$ 2,99 bilhões no Orçamento deste ano a vários órgãos do Executivo. A matéria irá à sanção presidencial.

A maior parte dos recursos (R$ 2,8 bilhões) previsto no projeto de lei do Congresso (PLN) 15/2021 vai para o Ministério da Economia. O recurso será utilizado para pagar a participação da União no capital de empresa a ser constituída a partir de cisão parcial da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) e para execução de contrato de gestão com a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI).

Há recursos também para o Ministério da Infraestrutura, para construção, por meio do Dnit, de diversos trechos rodoviários. Para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento há recursos para reforço das ações de Fomento ao Setor Agropecuário e na Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

O substitutivo ao PLN 15/2021 foi aprovado com errata apresentada pelo relator, deputado Juscelino Filho (DEM-MA), segundo a qual a programação relativa a Estudos e Projetos de Infraestrutura para Segurança Hídrica – Nacional deixa de ser alocada na administração direta do Ministério do Desenvolvimento Regional para ser alocada na Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf).

Fonte: Agência Senado

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: