fbpx

Saiba como conseguir desconto na conta de energia todo mês

Com a energia elétrica tão cara em todo o Brasil, conseguir um desconto nas contas é o sonho de muitos brasileiros. Sobretudo para as famílias de baixa renda. Pensando nisso, a concessionária Neoenergia criou um projeto que dá desconto nas contas. Funciona assim: os clientes entregam materiais recicláveis para a concessionária em troca de descontos em cada conta.

A entrega dos materiais é feita em pontos determinados pela concessionária. Dessa forma, os clientes precisam sempre ficar de olho na relação dos pontos de entrega. Enquanto os clientes ganham descontos, a empresa intensifica o programa de eficiência energética.

Três estados brasileiros fazem parte do projeto Vale Luz. Além disso, a ação já arrecadou mais de 180 mil toneladas de recicláveis. O projeto atende clientes residenciais, condomínios e empresas.

Estes dois últimos precisam fazer a coleta seletiva como requisito para conseguir o desconto. Para saber mais é só acessar o site da concessionária Neoenergia e preencher o cadastro nos portais das distribuidoras de energia que fazem parte do projeto.

Veja onde tem desconto

O projeto Vale Luz funciona em Bahia (Coelba), Pernambuco (Celpe) e Rio Grande do Norte (Cosern). Para conseguir o desconto é preciso se cadastrar no aplicativo Vale Luz.

Por outro lado, quem ainda não tem o cadastro, leva um documento com foto e a última conta de energia. Assim que a inscrição é feita e o material reciclável entregue, o desconto já vale automaticamente na próxima conta de luz.

Recicláveis aceitos no projeto

O desconto na conta de luz vale para quem entregar recicláveis como: papel e papelão (jornais, livros, cadernos); plásticos (garrafa pet, embalagens); metal (latinhas, embalagens de desodorante); óleo vegetal (de soja, girassol e outros) e componentes eletrônicos (TVs, monitores, celulares).

Conta de energia mais cara

A falta de chuva em todo o Brasil provocou uma das maiores crises hídricas dos últimos anos, principalmente em regiões do Nordeste do país. Por isso, produzir energia elétrica ficou mais caro.

Dessa forma, as concessionárias gastam mais ao usar as termelétricas na produção de energia. Sai mais caro do que a produção pelas hidrelétricas. Ao mesmo tempo, o consumidor também paga mais. É o acionamento das bandeiras tarifárias.

RBS Notícias

 

Dr. Bernardo destaca agenda positiva na região Oeste do RN

O deputado estadual Dr. Bernardo (MDB) registrou, durante pronunciamento na sessão da Assembleia do RN nesta quarta-feira (27), o ato de pactuação com os municípios para instalação da base do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), com sede em Patu. A oficialização ocorreu na quarta-feira (20).

“Quero registrar essa feliz notícia que chegou apenas 21 depois da realização de audiência pública que tivemos naquele município. E, em breve os municípios de Umarizal, Alexandria e Caraúbas serão contemplados”, comemorou.

O deputado ainda registrou publicação de decreto que criou a companhia independente da PM em Umarizal e Alexandria. “Uma coisa muito boa, um reforço para a segurança do médio Oeste”, disse.

Além dessa agenda positiva na Saúde e Segurança Pública, Dr. Bernardo destacou o anúncio do plano de obras nas áreas de infraestrutura viária que contemplará a reconstrução do trecho de 41 quilômetros, com alargamento da RN-233 entre a BR-304 (na altura de Assu) e o município de Triunfo Potiguar.

“Um investimento de R$ 65 milhões, uma das obras mais importantes da região nas estradas. Hoje é um corredor estreito por onde toda região trafega, um local de muitos acidentes, com perdas materiais e de vida. Essa obra vai mudar toda a realidade da região Oeste. Vamos torcer para que tudo que foi anunciado se concretize o quanto antes”, finalizou.

Direito a tratamento de saúde com cannabis é aprovado em comissão da ALRN

Durante a reunião ordinária da Comissão de Administração, Serviços Públicos, Trabalho e Segurança Pública desta quarta-feira (27), na Assembleia Legislativa do RN, foram aprovadas quatro matérias de interesse da sociedade potiguar. Dentre elas, está o Projeto de Lei 149/2021, proposto pela deputada Isolda Dantas (PT), que dispõe sobre o direito ao tratamento de saúde com produtos de cannabis e seus derivados, além do incentivo à pesquisa sobre seu uso medicinal e industrial.

Relator da matéria na comissão, o deputado Souza (PSB) afirmou que “a CCJ fez uma excelente análise meritória e, na ocasião, houve muitos relatos emocionantes de pessoas que precisam dessa medida, acerca do uso medicinal da cannabis”.

Também votando favorável à matéria, o Subtenente Eliabe (SDD) lembrou que participou da votação do projeto na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa.

“Eu busquei conhecer melhor o tema, conversando com pessoas que passam por situações complicadas com os filhos que têm problema de saúde, e aprendi que elas veem nessa iniciativa uma oportunidade de minimizar seu sofrimento. Então, é importante também esclarecer à população sobre os benefícios dessa medida”, disse.

Outro projeto aprovado na reunião foi o 257/2021, que trata da capacitação e treinamento das polícias militar e civil e do Instituto Técnico e Científico de Perícia do RN, para atuar nas ocorrências e medidas relacionadas à Lei Maria da Penha.

“Essa matéria passou pela CCJ com emendas aditivas e supressivas, e pretende implementar parcerias para treinamento e capacitação multidisciplinar dos órgãos mencionados, a fim de promover a sensibilização, o conhecimento jurídico, as técnicas de abordagem e o uso racional da força adaptadas ao contexto de violência doméstica, principalmente com relação à verificação do cumprimento de medidas protetivas deferidas pelos juízes”, explicou o relator, Subtenente Eliabe.

Ainda de acordo com ele, “sabe-se que a violência doméstica sofrida pelas mulheres é um problema que precisa ser enfrentado, e quanto mais mecanismos forem criados para o enfrentamento desse mal, melhor”.

Leia maisDireito a tratamento de saúde com cannabis é aprovado em comissão da ALRN

Deputados pedem mais políticas públicas para crianças e adolescentes do RN

Durante a Sessão Ordinária desta quarta-feira (27), no horário destinado aos deputados, Vivaldo Costa (PSD) e Coronel Azevedo (PSC) se pronunciarem a respeito da ausência de políticas públicas em prol das crianças e, também, das medidas do atual governo com relação aos militares estaduais.

Primeiro a discursar, o parlamentar Vivaldo Costa trouxe a temática das crianças para o Plenário da Casa Legislativa.

“O que me traz à tribuna hoje é falar sobre a criança brasileira, nordestina e potiguar. Sou médico pediatra há mais de 50 anos, e tenho pelas crianças um carinho especial. E, como profissional, eu aprendi que a infância é a base de tudo. Se a gente quiser viver num país onde exista ordem, disciplina e justiça, nós temos que investir massivamente muito nas crianças”, opinou.

Segundo Vivaldo, “a realidade do Brasil é muito diferente. As crianças são renegadas e jogadas ao segundo plano. Não existem mais políticas públicas para essa parcela da população. Construíram os CAICs, e não colocaram para funcionar. Não se investe em creche, que é fundamental em toda cidade, para permitir a socialização, o complemento alimentar e dar oportunidade às mães de terem um emprego. Além disso, nega-se às crianças o direito de frequentar escola em tempo integral”, repudiou.

Por fim, o deputado fez um apelo aos 167 prefeitos do RN. “Peço que vocês se tornem amigos das crianças, oferecendo oportunidade e investimento para elas. Tudo é possível quando se investe na criança. Esse abandono é lamentável e certamente as levará para a marginalidade. Aí depois a própria sociedade se revolta e pede que a polícia mate os adolescentes marginalizados. Isso não resolve nada. Portanto, o meu pronunciamento hoje é para clamar por políticas públicas para as nossas crianças, em todos os municípios do RN”, concluiu.

Na sequência, o deputado Coronel Azevedo teceu críticas ao Governo do Estado pela punição a um policial militar que, na folga, prendeu um homem que roubava cabos elétricos.

“Quero tratar de um assunto que para muitos é absurdo. Creio que nenhuma pessoa de bem no Estado achará normal e aceitará esse tipo de procedimento feito pelo Governo do RN. Um sargento da PM foi punido por prender um bandido que estava roubando cabos elétricos. Já são 11 policiais mortos este ano no Estado, e a govenadora continua discriminando os militares. Isso é um absurdo”, recriminou.

Nelter diz que Fátima Bezerra “mete a mão” no dinheiro dos servidores e a chama de “caloteira”

O deputado estadual Nelter Queiroz se solidariza com os servidores do estado do RN pela má conduta da governadora Fátima Bezerra, que segundo o deputado, mete a mão no dinheiro dos servidores.

Nelter diz que a governadora desconta as parcelas do contracheque dos servidores e não repassa os valores para as instituições bancárias. Por esse motivo, o Banco do Brasil interrompeu o empréstimo consignado para os funcionários do Estado.

O Banco do Brasil só deve voltar a fazer o consignado depois que o governo regularizar o pagamento que já foram descontados dos servidores, e desde o ano passado que o SINSP denuncia a política do governo de fazer caixa com o dinheiro descontado nos contracheques dos servidores.

Além disso, o parlamentar ainda relata que isso que a governadora faz é o famoso “calote”, e a classifica como governadora caloteira, trambiqueira e diz que cabe ainda um processo de impeachment. Pois essa atitude pode ser caracterizada como crime de apropriação indébita e o Estado pode responder por danos morais, segundo o artigo 168 do Código Penal Brasileiro.

Veja vídeo

Tribunal inicia julgamento de ações contra a chapa Bolsonaro-Mourão

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) iniciou nesta terça-feira (26) o julgamento de duas Ações de Investigação Judicial Eleitoral (Aijes) que pedem a cassação dos diplomas e a consequente inelegibilidade por oito anos do presidente da República, Jair Bolsonaro, e de seu vice, Hamilton Mourão, por abuso de poder econômico e uso indevido dos meios de comunicação. Relator do caso, o corregedor-geral da Justiça Eleitoral, ministro Luis Felipe Salomão, propôs a fixação de tese que pode balizar os julgamentos de ações envolvendo o uso de redes sociais e aplicativos de mensagens nas campanhas eleitorais de 2022.

O julgamento de hoje foi suspenso com o placar de 3 votos a 0 pela improcedência das ações e será retomado na sessão plenária desta quinta-feira (28), às 9h.

As duas ações foram ajuizadas pela coligação O Povo Feliz de Novo (PT/PCdoB/PROS) e apontam suposto impulsionamento ilegal de mensagens em massa via WhatsApp nas Eleições 2018, bem como uso fraudulento de nome e CPF de idosos para registrar chips de celular utilizados para garantir os disparos. Para a coligação, os fatos teriam violado a legislação eleitoral e comprometido o equilíbrio do pleito, mediante o planejamento e financiamento de irregularidades eleitorais por meio de uma “engenhosa máquina de disseminação de mentiras”.

Os advogados de Bolsonaro, Mourão e demais envolvidos nos processos defenderam a rejeição das ações, alegando que as acusações carecem de fundamentação legal, uma vez que teriam sido baseadas quase que exclusivamente em matérias jornalísticas sem qualquer comprovação. Também alegaram total ausência de provas, seja de abuso de poder econômico, de uso de perfis falsos, de uso indevido dos meios de comunicação e de compra irregular de cadastro de usuários.

Leia maisTribunal inicia julgamento de ações contra a chapa Bolsonaro-Mourão

Após seis meses, CPI da Pandemia é encerrada com 80 pedidos de indiciamento

Na véspera de completar seis meses de atividades, a CPI da Pandemia aprovou, nesta terça-feira (26), seu relatório final. Prevaleceu o texto do senador Renan Calheiros (MDB-AL), que recebeu sete votos favoráveis e quatro contrários. Com isso, os votos em separado apresentados por outros parlamentares não chegaram a ser analisados.

Votaram a favor do documento os senadores Omar Aziz (PSD-AM), Eduardo Braga (MDB-AM), Humberto Costa (PT-PE), Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Renan Calheiros (MDB-AL), Tasso Jereissati (PSDB-CE) e Otto Alencar (PSD-BA). Votaram contra os senadores Eduardo Girão (Podemos-CE), Marcos Rogério (DEM-RO), Jorginho Mello (PL-SC) e Luis Carlos Heinze (PP-RS).

O parecer da comissão parlamentar de inquérito agora será encaminhado a diferentes órgãos públicos, de acordo com a competência de cada um. Será enviado à Câmara dos Deputados, à Polícia Federal, ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), ao Ministério Público Federal (MPF), ao Tribunal de Contas da União (TCU), a ministérios públicos estaduais, à Procuradoria-Geral da República (PGR), à Defensoria Pública da União (DPU) e ao Tribunal Penal Internacional (TPI).

A versão final do parecer, que tem 1.279 páginas, recomenda o indiciamento do presidente Jair Bolsonaro pela prática de nove infrações. Os três filhos do presidente também não foram poupados pelo relator, que os acusou da prática de incitação ao crime: o senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ), o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ).

Além deles, Renan Calheiros identificou infrações penais cometidas por duas empresas, a Precisa Medicamentos e a VTCLog, e por outras 74 pessoas. Entre elas, deputados, empresários, jornalistas, médicos, servidores públicos, ministros e ex-ministros de Estado.

Leia maisApós seis meses, CPI da Pandemia é encerrada com 80 pedidos de indiciamento

Nelter Queiroz lembra que governadora Fátima Bezerra e deputados da base governista negaram aumento salarial para servidores estaduais em 2019

Durante pronunciamento realizado na manhã desta terça-feira (26), na sessão plenária da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (ALRN), no horário destinado aos líderes partidários, o deputado Nelter Queiroz (MDB) rememorou debates em torno da necessidade de aumento salarial dos servidores mais simples do Estado no ano de 2019.

“Todo o Rio Grande do Norte lembra, que em 2019, a governadora Fátima Bezerra [PT] encaminhou projeto de lei, a esta Assembleia Legislativa, aumentando salários dos procuradores estaduais, que já ganhavam acima de R$ 30 mil, em 16,38% e negou o mesmo aumento, após bandeira defendida por nosso mandato, aos servidores mais simples da administração direta e indireta”, recordou o parlamentar, afirmando que a chefe do Poder Executivo Estadual esqueceu sua origem popular a partir da hora em que sentou na cadeira de governadora do Estado.

Ainda de acordo com Nelter Queiroz, o pronunciamento foi realizado em momento oportuno já que a governadora prometeu anunciar, na próxima quinta-feira (28), aumento salarial para os servidores estaduais. “Esperamos que o anúncio seja pra valer e que não seja mais uma atitude eleitoreira”, adiantou.

CALOTE

Outro assunto abordado por Queiroz foi sobre a suspensão de empréstimos consignados para servidores estaduais. Segundo Nelter, o Governo do Rio Grande do Norte desconta os valores dos salários dos servidores públicos estaduais, mas não repassa os mesmos às instituições financeiras competentes.

RESPEITO

Por fim, Nelter Queiroz voltou a criticar a governadora Petista, Fátima Bezerra, pelo alto índice de apreensão de motos pelo interior e cobrou respeito da chefe do Poder Executivo Estadual em virtude dos trabalhadores potiguares mais simples, principalmente os do campo, estarem sendo os grandes prejudicados por tal atitude do Governo do Rio Grande do Norte.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: