fbpx

Empresa que geraria emprego pra Assú é levada por Fátima Bezerra pra Mossoró

Segundo informações que chegam ao Blog do VT, a ABG Minerações seria instalada na região da Compasa em Assú no segmento de fabricação de cimento, e geraria para região tão castigada do Vale do Açu em torno de 1.000 empregos na fase da construção, 350 empregos diretos e 1.200 indiretos quando estiver em pleno funcionamento.

Mas a governadora Fátima Bezerra resolveu se meter na questão a pedido da deputado Isolda, e sem nenhum respeito pela região do Vale, conseguiu que a fábrica fosse se instalar no Assentamento Hipólito em Mossoró.

Com isso nada muda para a cidade de Mossoró que continua enriquecendo e gerando emprego pra sua população, enquanto na região do Vale do Açu, a crise econômica piora a cada dia, jovens, homens e mulheres sem perspectiva de emprego numa região que só empobrece pela falta de sensibilidade da governadora e fraqueza do deputado George Soares.

Operação do MPRN combate tráfico de drogas no Seridó potiguar

Gaeco deflagra segunda fase da 'Operação Bereshit' em Juiz de Fora e Ubá |  Zona da Mata | G1

Ao todo, um mandado de prisão e sete de busca e apreensão foram cumpridos na cidade de Acari

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) deflagrou nesta quinta-feira (18) a operação Guarida. O objetivo é combater o tráfico de drogas na região do Seridó potiguar. Ao todo, um mandado de prisão e sete, de busca e apreensão, foram cumpridos na cidade de Acari.

A operação Guarida conta com o apoio da Polícia Militar. Ao todo, 40 policiais militares participaram da ação.

As investigações sobre a atuação de um grupo criminoso na região ficaram a cargo da Promotoria de Justiça de Acari e do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) do Seridó. A apuração começou após o recebimento, em outubro passado, de denúncias anônimas pelo Disque-Gaeco.

A operação Guarida apreendeu documentos e aparelhos de telefone celular dos investigados. Durante o cumprimento dos mandados, foi efetuada uma prisão em flagrante por posse de arma de fogo. Também foram apreendidas armas e munições. O material será periciado. Há suspeitas de cometimento de outros crimes por parte dos suspeitos.

Disque-Gaeco

O Gaeco/MPRN mantém o Disque-Gaeco para o recebimento de denúncias de crimes. O contato via WhatsApp é (84) 98863-4585, que funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h. As denúncias também podem ser enviadas pelo e-mail: denuncia@mprn.mp.br. As informações e os dados dos denunciantes serão preservados.

Plano de Cargos de servidores municipais voltará a julgamento

TJRN lança concurso para 33 vagas temporárias de TI; edital prevê salários  de até R$ 5,5 mil e benefícios | Rio Grande do Norte | G1

Os desembargadores da 2ª Câmara Cível do TJRN atenderam ao pedido, elaborado em apelação cível pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Natal – SINSENAT e outras entidades, as quais pretendiam a reforma da sentença inicial, dada pela 6ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Natal, que tinha julgado extinto o processo inicial, em desfavor do Município. O entendimento se baseou no artigo 485, do Código de Processo Civil, por entender existirem os pressupostos de Constituição e de desenvolvimento válido e regular da demanda, relacionada ao Plano de Cargos da categoria. Contudo o entendimento do colegiado foi diferente e atendeu ao pleito.

“A partir de uma análise dos autos, é possível constatar que o sindicato apresentou planilhas que satisfazem os requisitos exigidos pelo artigo 534 do CPC, pois constam os nomes completos, o CPF dos sindicalizados, além dos índices de correção monetária, os juros que o exequente entende ser o correto, o termo inicial e o termo final dos juros e da correção monetária utilizados”, explica a relatoria do feito.

O julgamento destacou, desta forma, que tal realidade significa que a execução está apta ao processamento e, por via de consequência, deverá o processo retornar ao Juízo de Primeiro Grau para que se abra o contraditório ao executado (Município de Natal) para este, querendo, apresentar as planilhas dos valores que julga devido aos exequentes e, por sua vez, oportunize aos apelados anexar eventuais documentos que faltam.

A demanda é voltada ao reajuste de padrão remuneratório instituído pela Lei Municipal nº 4.108/92, que instituiu o Plano de Cargos e Vencimentos dos Funcionários da Administração Direta e Autárquica do Município de Natal. “O Sindicato juntou aos autos os nomes completos dos servidores; matrículas; valores corrigidos, acrescidos de juros, valores brutos; honorários; CPF dos beneficiários; autorização dos sindicalizados para que o Sindicato ingressasse com a ação, bem como a certidão de trânsito em julgado da ação principal”, ressalta o desembargador Virgílio Macedo Jr.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: