fbpx

Câmara está pronta para agir contra nova variante do coronavírus, diz Lira

Maioria da 1ª Turma do STF rejeita recurso de Arthur Lira, acusado de  corrupção; decisão é adiada | Política | G1

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), afirmou neste sábado (27) que a Câmara estará pronta para responder, se houver necessidade de adotar mais ações de enfrentamento da nova variante do coronavírus, a ômicron. “Seguiremos acompanhando os desdobramentos”, disse, por meio de suas redes sociais.

Lira elogiou a uma articulação dos ministros da Casa Civil, Ciro Nogueira; da Saúde, Marcelo Queiroga;  da Justiça, Anderson Torres; e da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, que resultou no fechamento das fronteiras brasileiras para seis países do sul da África – África do Sul, Botsuana, Eswatini, Lesoto, Namíbia e Zimbábue.

“Decisão, agilidade e cuidado com o Brasil. Já somos referência em vacinação, porque o Brasil entendeu que este é o único caminho”, afirmou o presidente da Câmara.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Com ‘dívida impagável’ de R$ 18 milhões, Instituto Lula doa dinheiro

TRF-4 determina paralisação temporária de ação da Lava Jato sobre Instituto  Lula | Rio Grande do Sul | G1

Em sua página na internet, o Instituto Luiz Inácio Lula da Silva, cujo nome fantasia é Instituto Lula, informa que tem dívida “impagável”, fruto das autuações da Operação Lava-Jato, por irregularidades fiscais. “A perseguição política liderada pela Operação Lava Jato ao projeto de país que Lula representa teve momentos devastadores”, diz sua página na internet. “A Receita Federal também foi enviada, após três anos de investigações decidiram dar uma pena mais de 50 vezes maior do que os valores que eles mesmos questionaram. O resultado é uma atuação impagável, que passa dos R$ 18 milhões”, explica.

Na mesma página na internet, o Instituto Lula está anunciando a concessão de “bolsas de formação” para estudantes. Serão selecionados 120 candidatos, sendo que 40 deles irão receber “prêmio em dinheiro”. O edital diz que as “bolsas” em forma de dinheiro serão concedidas pelo Instituto, não cita eventuais patrocinadores e pretende ampliar o projeto. “O Instituto Lula se reserva o direito de poder aumentar o número final de premiados em até 50% das vagas segundo sua disponibilidade de recursos”.

VEJA perguntou ao Instituto Lula como serão levantados os recursos para pagar as bolsas, mas não houve resposta. As chamadas “lideranças para a era digital” irão receber cada uma 5.000 reais, totalizando 200 mil reais em prêmios. O anúncio do prêmio em dinheiro aparece na página do Instituto, ao lado de outra notícia sobre as viagens de Lula no exterior, já em campanha rumo às eleições presidenciais de 2022.

lula

A página do Instituto Lula na internet: dívida “impagável” com a União e ao mesmo tempo prêmios em dinheiro para lideranças estudantis reprodução/Reprodução

O resultado com os nomes dos estudantes agraciados será anunciado até o final de dezembro. O público alvo são jovens nascidos a partir de 1990, ou seja, até na faixa dos 30 anos, que realizam alguma atividade de “cidadania local”, segundo o edital. O pagamento aos estudantes será feito em forma de “prêmio de desempenho”. Segundo o Instituto, o dinheiro “corresponde a ajuda de custos para desenvolver o projeto de liderança, cujo valor será de R$ 5.000,00”. Esta cifra vai ser paga em duas parcelas, entre março e abril de 2022.

Não é apenas o Instituto Lula que está com dívidas junto ao Fisco. Em março, VEJA mostrou que o nome de Lula tinha sido inscrito na Dívida Ativa da União, com débitos que já somam 1,2 milhão de reais. VEJA também revelou que a Receita acusa Lula de cometer crimes de sonegação, fraude e conluio. A Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional cobra o ex-presidente na Justiça Federal por impostos não recolhidos em função dos pagamentos de propina que o petista recebeu das empreiteiras.

O Instituto Lula não foi alvo de perseguição da Receita Federal, conforme o ex-presidente da República insiste em dizer. A autuação ocorreu, segundo a Receita Federal, porque Lula criou seu Instituto como “associação civil para fins não econômicos”, isento de Imposto de Renda sobre Pessoa Jurídica e a Contribuição Social sobre Lucro Líquido, dois impostos que toda empresa é obrigada a pagar.

A Receita constatou que o Instituto não cumpriu os requisitos legais. Entre as irregularidades identificadas pela Receita destacou-se o desvio de recursos do Instituto Lula em benefício pessoal do ex-presidente e da sua empresa de palestras, caracterizando o que a Receita chama de “confusão patrimonial e operacional”. Ou seja, o ex-presidente da República usou uma instituição sem fins lucrativos para ficar milionário, sem pagar impostos.

Em 2018, o ex-presidente da República declarou junto ao Tribunal Superior Eleitoral um patrimônio pessoal de 7,9 milhões de reais, um aumento de 389% em relação à declaração de 2006, quando se elegeu presidente pela primeira vez. Segundo a Receita, as palestras contratadas no período relativo à autuação foram tratadas no âmbito do Instituto Lula, tendo o ex-presidente da República utilizado a estrutura do Instituto Lula, além dos seus funcionários e de seus próprios diretores, para dar suporte à sua atividade profissional remunerada.

VEJA

João Doria vence prévias e é escolhido como candidato do PSDB à Presidência

Doria diz que isolamento salvou 25 mil vidas em SP e admite novas medidas  em caso de 2ª onda de contaminação por coronavírus | São Paulo | G1

O governador de São Paulo, João Doria, venceu as prévias e foi escolhido, neste sábado (27), como candidato do PSDB para concorrer à Presidência da República nas eleições de 2022.

Doria conseguiu 53,99% de aproximadamente 30 mil votos, superando Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul, com 44,66% e Arthur Virgílio, ex-prefeito de Manaus, com 1,35% após intensa e tumultuada disputa interna.

A votação, que foi aberta novamente neste sábado por meio de um novo aplicativo, acontece após um provável ataque hacker que o partido foi alvo no último domingo (21), quando as prévias foram suspensas depois de erros no primeiro sistema utilizado pela sigla.

Foram registradas ao menos 26 mil tentativas externas de acesso à aplicação das prévias. Segundo o levantamento divulgado pela legenda, todos os ataques foram realizados fora do Brasil, fazendo com que fosse bloqueado o registro de votos dos filiados que estão no exterior.

Falhas, essas, minimizadas por Bruno Araújo, presidente do PSDB “Só corre risco quem inova, só corre risco quem assume pioneirismos. O PSDB assumiu o pioneirismo de ser o primeiro partido do Brasil a estabelecer de forma interna uma democracia que antes de chegar no pleito da eleição não são mais quatro diante da eleição que definem o candidato, são milhares que definem em um processo de discussão democrática”.

Com informações CNN Brasil.

Prefeitura de Tibau, no Oeste Potiguar, cancela Carnaval 2022 temendo avanço da Covid

A prefeita de Tibau, no Oeste Potiguar, Lidiane Marques (PSDB), anunciou nesta sexta-feira (26), durante reunião com os secretários, que a gestão municipal não vai realizar carnaval em 2022.

Ela explicou que um dos maiores motivos para tomar a decisão foi diante do anúncio pela Organização Mundial de Saúde (OMS) da existência de uma nova variante da Covid-19, dando ênfase sobre a chamada quarta onda da doença.

“Não podemos relaxar no controle, e entendo que a mobilização em torno do carnaval está preocupando todos os gestores porque é uma ocasião altamente propícia para o aumento de casos. Não devemos relaxar”, disse a prefeita Lidiane.

Ainda segundo a prefeita de Tibau, não se deve perder de vista que tudo veio à tona logo após o carnaval de 2019. “Perdemos familiares, perdemos amigos, perdemos vizinhos, perdemos conhecidos. Não vamos vacilar, vamos valorizar a vida, nosso bem maior”, recomendou.

Em relação às festas particulares que são realizadas no município, a prefeita antecipou que vai se reunir com os promotores de eventos e cobrar deles o cumprimento de ações que possam garantir a segurança e a saúde dos moradores de Tibau e dos turistas.

Dessa forma, nesse momento em que se anuncia uma nova onda do vírus, não é justificável eventos que aglomerem, como também “não podemos proibir que uma pessoa participe, até porque é uma escolha pessoal mesmo sabendo das consequências que pode sofrer”, alertou a prefeita de Tibau.

Todavia, Lidiane disse ainda que a gestão municipal vai cobrar dos promotores de eventos o cumprimento de ações para evitar a disseminação da Covid-19.

Portal 98FM Natal

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: