fbpx

Isenção do IPI para carros é mantida para taxistas e pessoas com deficiência

Conheça novas regras que ampliam isenção de IPI para compra de carros por  PCD em 2021 - PontoPoder - Diário do Nordeste

Foi sancionada com um veto a lei que prorroga até 2026 a isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para taxistas e pessoas com deficiência (PCDs) na compra de carros novos.  A isenção, que existe desde 1995, acabaria em 31 de dezembro.

A Lei 14.287/21 também aumenta o teto no preço do veículo para que a isenção do IPI seja válida. Antes de R$ 140 mil, o limite agora é de R$ 200 mil e também vale na compra de veículos novos por cooperativas de taxistas.

A norma é fruto do  PL 5149/20, da senadora Mara Gabrilli (PSDB-S) e relatado pelo senador Romário (PL-RJ). Modificado na Câmara, o texto foi aprovado em dezembro pelo Senado e enviado à sanção.

Veto
O relator na Câmara, deputado Tiago Dimas (Solidariedade-TO), apresentou parecer que incluía os acessórios entre os itens que poderiam ter isenção de IPI na compra de veículos por pessoas com deficiência. “Os acessórios são indispensáveis para a política de locomoção”, explicou. Mas o presidente Jair Bolsonaro vetou o artigo que estendia a isenção do IPI para acessórios que não fossem de fábrica, desde que fossem adaptáveis aos PCDs.

Leia maisIsenção do IPI para carros é mantida para taxistas e pessoas com deficiência

Bolsonaristas cobram STF sobre ataques ao presidente após internação

Bolsonaro é internado com obstrução intestinal, sem previsão de alta;  Planalto diz que ele passa bem | Política | G1

Bolsonaristas usaram as redes sociais para cobrar apuração pelo STF de supostos ataques e ameaças contra Bolsonaro após internação para tratar de obstrução intestinal.

Marco Feliciano (PL-SP) e Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) cobraram ação do STF. Ao Painel Feliciano citou como ameaça um post em que o ator Zé de Abreu diz desejar que Bolsonaro exploda.

“Alguma investigação, diligência ou atitude parecida será tomada com os donos das contas das mídias sociais que ameaçam e desrespeitam o presidente?”, questionou Feliciano no Twitter.

Ao compartilhar a postagem do ator, o filho 02 de Bolsonaro marcou a página do STF na plataforma. Outro que comentou os ataques foi o ex-secretário de Comunicação da Presidência Fabio Wajngarten. Ele afirmou que “qualquer incentivo/ameaça à vida” do presidente “deveria ser considerada promoção da instabilidade institucional e da ordem democrática”.

Os bolsonaristas classificaram nas redes como “ódio do bem” postagens como a do ator e de outras páginas em que pessoas desejam a morte do presidente ou questionam a internação após passar mal durante as férias em Santa Catarina.

“Esse ódio do bem está dando muita raiva. Polarizar sobre política é uma coisa. Desejar a morte é outra completamente diferente”, disse Carla Zambelli (PSL-SP) ao comentar postagem de Carlos Bolsonaro.

Folha Uol

Henrique se pronuncia sobre rompimento anunciado por Garibaldi

O ex-deputado federal Henrique Eduardo Alves acaba de se pronunciar sobre o rompimento anunciado pelo primo Garibaldi Filho na manhã desta segunda-feira (03).

Eis a nota. Na íntegra:

Diz o ditado popular; “quando um não quer, dois não brigam”.

Por isso não esperem de mim uma resposta sequer agressiva em relação ao primo, amigo, companheiro de MDB de 51 anos.

Só gratidão e respeito a Garibaldi. Sabemos o que vivemos juntos!

Surpreso, sim.

Até porque nos falamos no meu aniversário em dezembro, Natal e Ano Novo quando nos desejamos fraternalmente boas festas e felicidades.

A vida e suas circunstâncias…

Realizei a vida política, partidária e pública na escola de meu pai.

Até no se levantar, no resistir às injustiças e vencê-las.

Assim, a bandeira verde, da esperança, sempre a tremular nas minhas mãos sob o julgamento do povo do Rio Grande do Norte, que me deu 11 mandatos de deputado federal.

Hoje não é diferente.

O carinho , o abraço e emoção no reencontro são alegrias que me fortalecem e estimulam na luta que sempre continua.

Sem ódio e sem medo. Como Aluízio, meu pai, nos ensinou desde 1970.

Em tempo, a única campanha que não pude ajudar a Garibaldi foi a última de 2018, quando ainda sofria absurdas limitações de brutal injustiça. O RN também sabe disso.

Fonte: Blog do Heitor Gregório

 

Rio Grande do Norte investiga mais três amostras suspeitas da variante ômicron

Variante ômicron — Foto: Getty Images/Via BBC

A Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sesap) investiga mais três amostras suspeitas de serem da variante ômicron da Covid no Rio Grande do Norte. Nesta segunda-feira (3), a pasta confirmou os dois primeiros casos da variante no estado.

De acordo com a subcoordenadora de vigilância epidemiológica do RN, Diana Rego, os dois casos positivos são de homens residentes de Natal e que vieram do exterior. Os dois foram infectados em dezembro, estavam vacinados,” e tiveram sintomas leves.

“São dois pacientes residentes do município, mas que viajaram para fora e estavam sendo monitorados pelo município e estado. São dois homens que estão bem. Já passaram pelo tempo da doença. Estavam com a vacina, tomaram em outro país. E isso é importante de dizer, porque eles desenvolveram uma forma leve”, explicou Diana Rego em entrevista ao RN 2, da Inter TV Cabugi.

“Temos mais três amostras de familiares, de possível contato, que estão em investigação”, reforçou.

A subcoordenadora explicou que ainda se pode afirmar que há transmissão comunitária da variante ômicron no RN, mas que isso é “possível”, devido a alta transmissibilidade apontada nos estudos.

“É possível. A gente não tem a confirmação. Como a gente tem trabalhado com uma variante de maior transmissibilidade, há essa possibilidade, mas não podemos afirmar isso, porque alguns casos ainda não foram fechados”, explicou.

Leia maisRio Grande do Norte investiga mais três amostras suspeitas da variante ômicron

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: