fbpx

Uber Eats encerra operação de delivery de restaurantes no Brasil

Uber decidiu encerrar a operação de entregas de restaurantes, o Uber Eats, no Brasil. A informação foi confirmada pela empresa, que encerrará o serviço de delivery em 7 de março.

A empresa informou que concentrará esforços nos serviço de entrega de supermercado, por meio da Cornershop, hoje disponível em mais de 100 cidades brasileiras, Uber Flash, de entregas rápidas por motoristas do aplicativo, e Uber Direct, de entrega de lojas diretamente aos clientes, no mesmo dia. “A partir de agora, a empresa vai trabalhar em duas frentes: com a Cornershop by Uber, para serviços de intermediação de entrega de compras de supermercados, atacadistas e lojas especializadas; e de entrega de pacotes pelo Uber Flash”, disse a empresa em comunicado.

A liderança do mercado de delivery de restaurantes no país é do iFood, com 70% de participação. Com a saída do Uber deste segmento, a colombiana Rappi segue como principal concorrente do iFood no Brasil.

Valor apurou que um dos motivos do encerramento do Eats é a pressão da liderança de mercado do iFood. Em setembro de 2020, o Rappi entrou com um pedido de investigação contra o iFood junto ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Em março, a Superintendência-Geral do Cade decidiu proibir o iFood de fechar novos contratos de exclusividade com restaurantes em sua plataforma, em caráter preliminar.

“A Uber segue seu compromisso com seus mais de 1 milhão de motoristas parceiros que geram renda fazendo viagens e entregas pela plataforma – o volume de viagens no Brasil já é maior do que o registrado no período anterior à pandemia. A empresa seguirá expandindo produtos para outros meios de transporte, como motos e táxis”, informou a companhia.

Fonte: Valor Econômico

Bolsonaro provoca Ivete Sangalo após coro em show da cantora no RN

Nesta quarta-feira (5), ao receber alta do hospital Vila Nova Star, em São Paulo, onde estava internado desde a madrugada de segunda-feira (3), o presidente Jair Bolsonaro (PL) criticou a cantora Ivete Sangalo e o ator Zé de Abreu.

“Estamos mexendo na Lei Rouanet. Quando entrei no governo, o limite para artistas era de R$ 10 milhões por ano. Eu passei imediatamente para R$ 1 milhão. Estou conversando com o Mario Frias agora e vamos passar, nos próximos dias, para R$ 500 mil. Queremos atender àquele artista que está começando a carreira, e não figurões ou figuronas como a querida Ivete Sangalo”, disparou o chefe do Executivo federal.

“Ela [Ivete Sangalo] está chateada, o Zé de Abreu está chateado, porque acabou aquela teta gorda deles, de pegar até R$ 10 milhões da Lei Rouanet e defender o presidente de plantão. Não quero que me defendam, quero que falem a verdade a meu respeito. Fizemos muita coisa”, declarou.

Durante show realizado em Natal, Sangalo incentivou um coro com dizeres contra o presidente da República. Criticada em diversas ocasiões por não se posicionar politicamente, a cantora aparece dançando durante os gritos de “Ei, Bolsonaro, vai tomar no cu”. Em determinado momento, ela incentiva os fãs a gritarem mais alto com provocações como “não ouvi” e “está baixinho”.

O secretário especial de Cultura, Mario Frias, tomou as dores do mandatário e usou as redes sociais para atacar Ivete Sangalo. Frias afirmou que a cantora se silenciou a respeito dos casos de corrupção em gestões petistas e hoje “se presta ao ridículo papel de ser animadora de militante esquerdista”.

Fonte: Metrópoles

No Nordeste, Bolsonaro já garantiu palanques em sete de nove estados

Precisando minimizar resistências no Nordeste, Jair Bolsonaro já conseguiu garantir pelo menos sete palanques nos nove estados da região.

Até o momento, o presidente da República contará com candidaturas bolsonaristas no Maranhão, Ceará, Pernambuco, Bahia, Paraíba, Piauí e Sergipe. No Maranhão, Bolsonaro subirá no palanque do senador Roberto Rocha (PSDB); em Pernambuco, ele vai apoiar a deputada estadual Clarissa Tércio (PSC) e na Bahia, o ministro da Cidadania, João Roma (Republicanos), dará suporte ao presidente da República.

Já no Ceará, Bolsonaro ficará no palanque do deputado federal Capitão Wagner (Pros). Wagner, inclusive, é tido como favorito na disputa contra o grupo de Ciro Gomes. Na Paraíba, o presidente terá o apoio do radialista Nilvan Ferreira (PTB) ou do policial militar Cabo Gilberto (PL) e em Sergipe o palanque bolsonarista deverá ser encabeçado pelo deputado federal Laércio Oliveira (PP).

No Piauí de Ciro Nogueira, a tendência é que a candidata bolsonarista seja justamente a ex-mulher do ministro-chefe da Casa Civil, a deputada federal Iracema Portella (PP). Em Alagoas e Rio Grande do Norte, os candidatos bolsonaristas têm dificuldades de se viabilizar em virtude dos altos índices de rejeição do presidente da República nesses dois estados.

Com informações, O Antagonista

 

Jean Paul se reúne com Walter e Garibaldi em prévia de chapa para 2022

O Senador Jean recebeu para um almoço em sua casa a senadora Simone Tebet, pré-candidata à presidência da República, o deputado Walter Alves, presidente do MDB-RN, e o ex-ministro Garibaldi Alves.

Tebet está em Natal de passagem com o marido e foi convidada por Jean para um almoço na residência do senador. Walter e Garibaldi Alves também estiveram no encontro. Os três políticos do RN publicaram a mesma foto nas redes sociais.

O ex-senador Garibaldi e Walter Alves compartilharam a mesma publicação. “Registro de um encontro agradável, nesta tarde, com a senadora @simonetebet, do MDB, acompanhada de seu esposo, deputado estadual @dep.eduardorochams, também do MDB no Mato Grosso do Sul, na residência do senador @senadorjean, que nos convidou para um almoço.”, escreveram.

“Hoje tive o prazer de receber em um almoço a minha querida colega de Senado, @simonetebet, que está de passagem pelo Rio Grande do Norte com seu marido. Compareceram também o presidente estadual do MDB, deputado federal @walteralvesrn, e o ex-senador @garibaldifilho_.”, publicou Jean.

Fonte: Portal Grande Ponto

DENÚNCIA: Prefeitura do Assú serve larvas de mosca na comida da UPA

As denúncias que chegam ao Blog do VT vão agitar o estado do RN, pois a Prefeitura do Assú está servindo comida na UPA com larvas de moscas dentro, que refletem a negligência da Prefeitura sob o comando do prefeito Gustavo Soares e da vice Fabielle Bezerra, que só sabem tomar de conta das redes sociais, porque da Prefeitura mesmo eles não cuidam, sequer fazem inspeção na comida que é terceirizada.

É obrigação da Prefeitura e da Secretaria de Saúde realizar as inspeções e fazer o que for necessário para que a comida seja saudável e com qualidade, para que ninguém venha a contrair doenças e principalmente, porque essas larvas são potenciais vetores na transmissão e propagação de doenças.

A falta de respeito da Prefeitura do Assú agora atinge o ápice da irresponsabilidade, e os órgãos que fiscalizam devem já está tomando as providências, pois ninguém quer se alimentar dessa comida, com medo de contrair sérias doenças.

Segundo informações que ainda chegam, as denúncias já foram feitas e agora a população quer saber quais medidas serão tomadas, já que de desculpas e mentiras o povo tá cheio.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: