fbpx

Três anos depois, MG desativa só 5 de 54 barragens semelhantes a Brumadinho

Processos e acordos marcam 30 meses do desastre da barragem de Mariana |  Desastre Ambiental em Mariana | G1

A pouco mais de um mês do fim do prazo estipulado pela legislação ambiental de Minas Gerais, foram desativadas apenas cinco das 54 barragens com estruturas semelhantes às que romperam nos dois maiores desastres causados pela mineração, em Brumadinho, em 2019, e em Mariana, em 2015.

Em 25 de fevereiro de 2019, um mês após o rompimento da barragem do Córrego do Feijão, em Brumadinho, foi aprovada em Minas a lei conhecida como “Mar de Lama Nunca Mais”. A legislação instituiu um prazo de três anos para que todas as barragens a montante em Minas fossem desativadas por meio de um processo chamado de descomissionamento. O prazo para que isso ocorra acaba em 25 de fevereiro deste ano.

Até o momento, apenas cinco das 54 barragens mapeadas em 2019 foram descomissionadas, segundo a Secretaria de Meio Ambiente de Minas Gerais. A pasta admite que as mineradoras responsáveis por 42 delas já afirmaram que não irão cumprir o prazo.

Faltando pouco mais de 40 dias para o fim do prazo, o governo de Minas Gerais ainda não sabe o que irá fazer para punir as mineradoras que não cumpriram a lei.

Leia maisTrês anos depois, MG desativa só 5 de 54 barragens semelhantes a Brumadinho

Paulinho do Acredito sai em luta dos agricultores em Carnaubais e faz apelo a prefeita Marineide, veja vídeo

O caos generalizou de vez na cidade de Carnaubais, e agora, foi a vez de Paulinho do Acredito sair em defesa dos agricultores do Vale, e principalmente os que estão sendo massacrados pela prefeita Marineide.

Em seu perfil que tem mais de 12 mil seguidores, Paulinho destaca que recebeu várias ligações de agricultores que estão sofrendo com essa falta de diálogo e sensibilidade da prefeita Marineide, e destacou duas perguntas importantes, Porque negar o corte de terra aos agricultores e Porque cobrar o óleo para abastecer o trator se tem tanto dinheiro público!?

Com esses dois questionamentos, a prefeita Marineide deve está sem chão diante de tanta incompetência e maldade de sua gestão para com pessoas humildes, que tem uma história de militância de terra e que dela vivem, ou seja, vivem apenas do seu trabalho e estão sendo tratados dessa forma, sem nenhum respeito.

Infelizmente, se a Prefeitura de Carnaubais por picuinhas, não consegue ajudar os agricultores, resta a sociedade civil se manifestar e cobrar, quem sabe assim, o MP e outros órgãos possam se manifestar e garantir que os agricultores sejam tratados de forma mais justa e humana.

Lula quer voltar à Presidência para “aparelhar o Estado e assaltar a Petrobras”, afirma Rogério Marinho

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho (PL), disparou críticas, nesta quinta-feira (13), ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, pré-candidato do PT à Presidência em 2022. Para Rogério, recentes declarações do petista mostram que ele “não mudou nada”.

“Lula não mudou nada. Não tem nada de ‘Lulinha paz e amor’. É o mesmo que quer aparelhar o Estado brasileiro, assaltar a Petrobras, assaltar as estatais, voltar o processo do aparelhamento pelos partidos políticos que gerou a corrupção nos fundos de pensão. Lula é a mesma pessoa”, destacou Rogério Marinho em entrevista à 98 FM.

O ministro falou do ex-presidente para criticar a proposta de Lula de revogar trechos da reforma trabalhista de 2017, que passou no Congresso com a relatoria de Rogério Marinho, que à época era deputado federal pelo PSDB do RN. Para Rogério, a reforma trabalhista “modernizou” relações de trabalho no País.

Na avaliação do ministro, Lula faz críticas às mudanças “por desconhecimento”. “Ele lê pouco e é mal assessorado”.

Fonte: Portal da 98FM

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: