fbpx

Preço da gasolina sobe pela 4ª semana seguida e marca novo recorde

O preço da gasolina subiu pela quarta semana seguida e voltou a marcar um novo recorde nos postos de combustíveis do país, segundo dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgados nesta sexta-feira (6).

O preço médio do litro da gasolina ficou em R$ 7,295 nesta semana, o que representa uma alta de 0,16% em relação ao levantamento anterior. Trata-se do maior valor nominal pago pelos consumidores desde que a ANP passou a fazer levantamento semanal de preços, em 2004.

O pico até então tinha sido registrado na pesquisa realizada na semana passada, entre os dias 24 e 30 de abril, quando o preço encontrado do litro da gasolina foi de R$ 7,283 o litro.

O maior preço apurado nos mais de 5 mil postos pesquisados pela ANP foi encontrado em Tubarão, Santa Catarina. O preço do litro chegou a R$ 8,999. O menor valor encontrado foi R$ 6,199.

O balanço desta sexta da ANP também apontou uma alta no preço do preço do diesel. Nesta semana, o valor combustível nos postos registrou um avanço de 0,30%, para R$ 6,630 o litro.

O valor do etanol teve queda de 1,77%, para R$ 5,441 o litro.

Leia maisPreço da gasolina sobe pela 4ª semana seguida e marca novo recorde

Ex-presidente do Senado é internado com fortes dores abdominais

O senador Davi Alcolumbre (União Brasil-AP) foi internado hoje (6) com fortes dores na região do abdômen. A informação foi dada pela sua assessoria. O ex-presidente do Senado deu entrada em um hospital em Brasília, mas os médicos decidiram por sua transferência para São Paulo.

“A assessoria de imprensa do senador Davi Alcolumbre informa que nesta sexta-feira (6) o Senador deu entrada em um hospital de Brasília com fortes dores abdominais e por recomendação médica está sendo transferido para São Paulo, onde será assistido pela equipe médica coordenada pela Dra. Ludhmila Hajjar”, afirmou a assessoria do senador, em nota.

Alcolumbre foi presidente da Casa entre fevereiro de 2019 e fevereiro de 2022. Atualmente é presidente da Comissão de Constituição e Justiça do Senado.

Agência Brasil

Rafael Motta será candidato ao Senado com ou sem apoio do PT, garante presidente do PSB

Rafael Motta será candidato a senador pelo PSB, independentemente do parlamentar conseguir apoio do PT no Rio Grande do Norte para isso. A afirmação foi do presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, em entrevista a Tribuna do Norte. Segundo Siqueira, inclusive, desde o início das negociações com o PT em nível nacional que o PSB havia postulado apoio do partido da governadora Fátima Bezerra para que Motta formasse a chapa majoritária da petista.

Inicialmente cotado para a disputa da Câmara dos Deputados mais uma vez, Rafael Motta e o PSB solicitaram oficialmente que o nome do deputado fosse incluído nas pesquisas de intenções de voto para o Senado. A informação gerou surpresa no grupo aliado à governadora Fátima Bezerra, que já tem confirmado o apoio à candidatura do ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo (PDT) ao Senado. O líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado Francisco do PT, e o presidente estadual do PT, o ex-deputado estadual Júnior Souto, confirmaram que não é cogitada a composição com o PSB ocupando a vaga de senador.

Apesar das negativas sobre as negociações partidárias entre PSB e PT para viabilizar o nome de Rafael Motta, o presidente nacional do PSB garantiu que Rafael Motta será candidato ao Senado, independente do apoio do grupo da situação. “Até agora não tivemos resposta, nem positiva e nem negativa (sobre o apoio da governadora à candidatura de Rafael Motta ao Senado), mas de qualquer maneira ele será candidato e tem o apoio integral da direção nacional para ser o candidato ao Senado”, disse o presidente do PSB.

Com informações do Portal da 96 FM

 

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: