fbpx

Valderedo e vice são cassados e em breve mais prefeitos do Vale poderão ser afastados

O mês de junho veio com tudo, e a primeira notícia é a decisão do processo eleitoral contra Valderedo Bertoldo de Ipanguaçu, que teve seu mandato cassado pela justiça eleitoral.

A decisão saiu hoje, e já ferve, pois tanto o prefeito como a vice foram cassados e deverão ser afastados dos respectivos cargos.

Confira trecho da decisão: cassar os diplomas conferido aos investigados VALDEREDO BERTOLDO DO NASCIMENTO e MARA CARMELITA PESSOA LOPES E LOPES também com base no art. 41-A da Lei no 9.504/97; e condenar VALDEREDO BERTOLDO DO NASCIMENTO ao pagamento de multa, no valor de 25 mil UFIR’S, o que se justifica por se apresentar Valderedo como principal articulador do esquema de compra de votos montado em Ipanguaçu, para assegurar o seu projeto de manutenção no poder através da reeleição, tendo ele, também,participado ativamente da oferta de benesses aos eleitores em troca do voto em seu favor, o que demonstra maior reprovabilidade na sua conduta, que na condição de gestor se aproveitou da camada mais humilde da população do seu município, para angariar votos de maneira ilícita.

Ausência de Lula e Bolsonaro em debates é “covardia inominável”, diz Ciro

Veja o que é #FATO ou #FAKE na entrevista de Ciro Gomes para a GloboNews |  Fato ou Fake | G1

Ciro Gomes (PDT) criticou Lula (PT) e Jair Bolsonaro (PL) após eles sinalizarem que não pretendem comparecer a todos os debates durante a corrida presidencial. Ontem, por exemplo, a a Frente Nacional de Prefeitos divulgou uma nota informando que suspendeu a sabatina que faria com os pré-candidatos porque o petista e o presidente, que lideram as pesquisas, não confirmaram participação.

Em vídeo publicado em seu canal no YouTube, Ciro, que aparece em terceiro nos levantamentos de intenção de voto, afirma que a ausência deles em debates é uma “covardia inominável”.

“Será, Lula, que você vai mostrar ao Brasil que é igualzinho ao Bolsonaro? Por favor, não traia a democracia, não traia os valores que você tanto defendeu quando queria”, afirmou o pedetista, ao lembrar que o atual presidente não compareceu aos debates do segundo turno em 2018. Na ocasião, Bolsonaro se recuperava da facada.

“Quando você (Lula) estava na cadeia em 2018, você entrou na Justiça para a Justiça lhe permitir da cadeia participar do debate, e agora que você está livre […] você não vai?”, acrescentou Ciro.

Em entrevista ao apresentador Ratinho nesta semana, Bolsonaro reforçou que só deve participar de debates no segundo turno. Segundo o Estadão, no entanto, auxiliares do presidente acreditam que ele poderá recuar da decisão. 

Com informações, O Antagonista

PF mira fraudes em licitação para compra de tênis escolares em Marília

PF mira fraudes em licitação para compra de tênis escolares em Marília

A Polícia Federal deflagrou hoje a Operação Gold Sneaker, que mira supostas fraudes em licitações e superfaturamento de preços para compra de tênis escolares aos alunos da rede municipal de ensino de Marília (SP). Agentes foram às ruas para cumprir 15 mandados de busca e apreensão em Marília, São Paulo, Sapiranga (RS), Canela (RS), Navegantes (SC) e Maringá (PR).

Segundo a PF, a fraude teria ocorrido em um pregão presencial realizado pela pela prefeitura de Marília, com a inclusão de cláusula restritiva à participação de licitantes. Foi exigida a apresentação de laudos técnicos comprobatórios da qualidade dos produtos, mas em prazo curto.

Também existe a suspeita de que houve conluio entre as empresas, que buscaram aumentar os preços dos produtos, que foram arrematados por mais de R$ 2,2 milhões. As autoridades calculam que houve superfaturamento de preços na ordem de R$ 1 milhão. Agora, é investigado um eventual pagamento de propina a servidores públicos municipais.

Mossoró Cidade Junina: MPRN move ação civil para que verba de shows seja destinada para a educação especial

Xand Avião, Solange e Márcia Fellipe são atrações confirmadas no Mossoró  Cidade Junina; veja programação | O que fazer em Natal e Região | G1

Medidas requeridas implicam em melhoria na qualidade da educação para alunos com deficiência, além de garantir a solução para problemas históricos da rede municipal de ensino de Mossoró

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) quer assegurar que o déficit de profissionais para o atendimento educacional de alunos com deficiência na rede pública municipal de Mossoró seja sanado. Para isso, está pedindo em uma ação civil pública que a Justiça local conceda tutela provisória de urgência e suspenda as apresentações dos cantores Wesley Safadão e Xand Avião, determinando o bloqueio judicial dos valores que seriam pagos aos artistas nas contas da Prefeitura. Os shows fazem parte da programação do Mossoró Cidade Junina 2022, evento que acontece em junho.

A 4ª Promotoria de Justiça de Mossoró tentou celebrar um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Município. A proposta, contudo, foi recusada e não restou outra alternativa ao MPRN a não ser ajuizar a ACP, diante da negligência com a educação de alunos com deficiência.

A finalidade do bloqueio é alocar tais recursos para a realização de concurso público para professores do ensino regular, professores auxiliares e profissionais de apoio da educação especial, uma vez que há carência desses profissionais na Secretaria Municipal de Educação de Mossoró.

Os preparativos para a realização do concurso de professores se estendem há mais de dois anos. Assim, quer o Ministério Público que o Município seja obrigado a publicar o edital para este certame, no prazo de três meses.

O MPRN apurou que há déficit de professores do ensino regular, de professores especializados e capacitados em Atendimento Educacional Especializado (AEE), de professores auxiliares da educação especial, de profissionais de apoio, de intérpretes de Libras, de guias intérpretes e de equipes multidisciplinares formada por psicólogos assistentes sociais, fonoaudiólogos e terapeutas ocupacionais.

Entre os pedidos feitos pelo Ministério Público, na ACP, consta que seja determinada à Prefeitura a apresentação das despesas com o evento Mossoró Cidade Junina 2022 (destacando o montante a ser pago para as apresentações dos cantores mencionados).

Leia maisMossoró Cidade Junina: MPRN move ação civil para que verba de shows seja destinada para a educação especial

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: