fbpx

Fábio Dantas recebe apoio de oposição unida de Carnaubais e pode derrotar a candidata da prefeita mentirosa

O pré candidato a governo do RN, Fábio Dantas, desde que se lançou não sossega um minuto, com agenda cheia de compromissos tem percorrido o estado para ter a oportunidade de expor para as lideranças, os seus projetos e idéias, e isso tem rendido bons frutos, pois acaba de receber mais um apoio.

Numa das cidades que integram o Vale do Açu, Fábio recebeu apoio do grupo da oposição de Carnaubais, liderada pelo ex prefeito Luizinho e seu irmão, Nicolau.

A dupla Cavalcanti tem feito barulho em Carnaubais, porque através de um trabalho sério, expõe a todo instante a negligência da prefeita Marineide, além de colocar a cidade pra pensar em tudo que está sofrendo, pois não tem investimento na educação, saúde e segurança.

Marineide ficou conhecida como a prefeita mais mentirosa da cidade, e apoia por coincidência a governadora que também a exemplo dela, tem como marca de seu governo a mentira. E tudo isso irá refletir na votação de cada um.

Com Fábio sendo o mais votado, a oposição se fortalecerá ainda mais, já que essa campanha é uma prévia do que virá em 2024.

Benes diz que foi usado como “desculpa” para rompimento de Garibaldi com Henrique

O deputado federal Benes Leocádio (União Brasil) comentou a polêmica que envolveu seu nome e resultou no rompimento político entre osa ex-ministros Henrique Eduardo Alves e Garibaldi Filho. Em entrevista ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan News Natal (93,5 FM), na manhã desta segunda-feira (6), o deputado negou que tenha recebido apoio de qualquer liderança ligada ao deputado federal Walter Alves (MDB). Benes afirmou, inclusive, que no passado chegou a receber pedido de Garibaldi para que não votasse em Henrique.
Durante a entrevista, o deputado federal falou sobre a importância que a bancada federal potiguar teve no financiamento de ações no Rio Grande do Norte nos últimos quatro anos, atacando o Governo do Estado sobre a falta de investimentos em obras durante a gestão da governadora Fátima Bezerra.

“O Governo do Rio Grande do Norte tem se limitado a registrar que essa gestão tem sido praticamente para atualizar os pagamentos. Não existe investimento próprio do Governo Estadual, a não ser os R$ 48 milhões de emendas impositivas dos deputados”, apontou o deputado, afirmando ainda que a bancada federal destinou mais de R$ 400 milhões para obras importantes, como a barragem de Oiticica, Reta Tabajara, revitalização da Redinha e Ponta Negra, e outras ações.

Falando sobre a relação de seu nome ao rompimento político entre Henrique e Garibaldi, Benes foi enfático em afirmar que não acredita que esse tenha sido o real motivo do afastamento. Assim como o ex-ministro Henrique Alves, Benes Leocádio garante que não teve nenhuma base de Walter Alves seguindo para seu lado na campanha de 2018.

“Não veio à tona uma única liderança que Henrique tenha tirado de Walter para apoiar Benes. Não fui apoiado por nenhum deputado do MDB. Agora, a posição pessoal de Henrique em nos apoiar não é algo de se estranhar”, afirmou o deputado. “Minha vida inteira sempre foi votando, durante 30 anos. Então Benes só servia para votar? Não poderia ser votado? Se isso é uma desculpa para outro problema que está por trás e a gente não sabe, isso deveria ser riscado. Tenho muito respeito por todos”, disse.

Na entrevista, Benes Leocádio afirmou, ainda, que recebeu de Garibaldi o pedido para que votasse em outro candidato a deputado federal em 2002, quando Henrique Eduardo Alves tinha o apoio de Benes e disputava renovar o mandato na Câmara dos Deputados.

“Em 2002, a gente votava em Henrique e foi convidado a não continuar votando, a pedido de Garibaldi, para votar em Nélio Dias, ex-conselheiro do Tribunal de Contas. (Com Nélio Dias vencendo), Estava indo para o lugar dele (no TCE) o conselheiro Paulo Eduardo Alves, atual presidente do TCE, que é irmão de Garibaldi”, garantiu Benes Leocádio.

No entendimento do deputado, o rompimento entre os agora ex-aliados já vinha de algum tempo “sem ser esse o problema”. “Foi a a desculpa, e espero que isso seja passageiro”, afirmou Benes, relembrando que foi apoiado em 126 cidades pelo vínculo municipalista que tinha antes de entrar na disputa. “Conheço muita gente. Fui votado em 166 dos 167 municípios. É um diferencial que deixo para a avaliação da população”, disse o deputado.

RN tem crescimento na média móvel de casos de Covid e atinge maior patamar desde 14 de abril

O RIo Grande do Norte teve um aumento de 619% na média móvel de casos de Covid registrados nos últimos 15 dias. Em 22 de maio, a média daquela semana foi de 42,4 casos no estado. Já neste domingo (5), essa média subiu para 302,5.

Essa é a maior média móvel desde o dia 14 de abril, quando o estado registrava 310 novos casos.

O levantamento foi feito pelo g1 e pela Inter TV Cabugi com dados que constam nos boletins epidemiológicos diários divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap).

Os casos registrados são os somados nos dados gerais dos boletins e que não constavam nos dias anteriores – eles podem ter sido confirmados no dia ou não.

O dia recente com maior número de casos foi em 30 de maio, com 928 casos. Entre 2 e 4 de junho, o RN marcou também mais de 200 casos por dia: 270, 259 e 223.

Neste domingo, foram 70 novos casos registrados no boletim, sendo 48 deles confirmados nas últimas 24 horas, segundo a Sesap.

Como base de comparação, em maio, além do dia 30, com mais de 900 casos, apenas o dia 24, com 254 novos casos, ultrapassou a barreira dos 200 casos de Covid por dia.

Ocupação

Três hospitais públicos e um hospital público infantil estão com os leitos de UTI para Covid com 100% de ocupação. São eles: Giselda Trigueiro e Hospital dos Pescadores, em Natal, e o Rafael Fernandes, em Mossoró, além do Hospital Infantil Maria Alice Fernandes.

Os dados são da plataforma Regula RN e foram consultados neste domingo, às 13h30.

A ocupação de leitos no estado está em 39%, de acordo com a plataforma, sendo a Região Oeste, com 50% a que mais preocupa. A Região Metropolitana está com 38%.

Atualmente o estado tem 18 leitos disponíves para Covid e 15 ocupados, além de 17 bloqueados (por falta de insumo ou profissionais). Outros 5 estão ocupados por pacientes não-Covid. No auge da pandemia, o estado chegou a ter mais de 400 leitos de UTI e com lotação de 100%.

Ufersa lança concurso com 6 vagas para professor; salário chega até R$ 10 mil

A Universidade Federal Rural do Semi-Árido torna público o Edital nº 025/2022 que rege o concurso para seleção de seis professores efetivos do Magistério Superior, sendo 5 oportunidades para o Campus Angicos e 1 vaga para o Campus Sede, em Mossoró, conforme os perfis dos candidatos e os regimes de trabalho estabelecidos.

O prazo de inscrição para o certame ocorre no período de 15 de junho a 11 de julho de 2022, exclusivamente na página da Comissão Permanente de processo Seletivo – CPPS no Portal Ufersa, na qual também está disponível a íntegra do edital e toda a documentação necessária.

O pagamento da taxa de inscrição deverá ser efetuado até às 23h59min do dia 12 de julho de 2022. O processo seletivo se dará em três fases: Prova Escrita e Prova Didática, ambas em caráter eliminatório, e Exame de Títulos, em caráter classificatório.

Acompanhe AQUI a página do Edital nº 025/2022.

Fonte: Portal Grande Ponto

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: