fbpx

Assembleia Legislativa emite nota de pesar pela morte de Nelson Queiroz

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte – em nome do presidente Ezequiel Ferreira e dos 23 deputados estaduais – lamenta o falecimento do ex-deputado Nelson Queiroz. Pai do deputado Nelter Queiroz, Nelson tinha 93 anos e teve uma vida marcada pelo trabalho como prefeito de Jucurutu, promotor de Justiça e também deputado estadual.

Como parlamentar, Nelson ganhou destaque na trajetória política como relator da Constituinte de 1989. Trabalho elogiado por todos os constituintes com os adjetivos de zeloso, disciplinado e firme em seus posicionamentos.

Nelson também é avô do prefeito de Jucurutu, Iogo Queiroz e do diretor-geral da Fundação Djalma Marinho, vinculada à ALRN, Julinho Queiroz.

Descanse em paz!

Palácio José Augusto
Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte

Parlamentares chamam atenção para o Dia do Orgulho LGBTQIA+ e recuperação de estradas

No horário destinado às lideranças partidárias, na sessão desta terça-feira (28), o deputado estadual Nelter Queiroz (PSDB) criticou a governadora Fátima Bezerra (PT), que reuniu prefeitos e deputados nesta segunda-feira (27), no Centro Administrativo, para autorizar a restauração de trechos de estradas do Rio Grande do Norte. O parlamentar criticou o fato do Governo recuperar somente trechos de estradas que estão, segundo o deputado, ‘totalmente intransitáveis’.
“O povo está fazendo o julgamento de sua gestão”, disse Nelter em relação à gestão da governadora. O parlamentar ainda criticou gastos do governo em outras áreas da gestão. Depois do discurso de Nelter Queiroz a deputada Isolda Dantas (PT) destacou o 28 de Junho como Dia do Orgulho LGBTQIA+, e citou nomes de pessoas assassinadas por causa de sua sexualidade.
“Esse é um dia muito importante para essa população”, disse Isolda, reforçando que os índices de violência têm aumentado, e que o papel da Assembleia Legislativa é combater esse tipo de violência. “Temos obrigação de punir quem comete esse tipo de crime”, afirmou a deputada, no horário da sessão que estava sendo presidida pelo deputado Michael Diniz, do Solidariedade.
“LGBTfobia é crime e quem comete esse crime carece de tratamento”, afirmou Isolda. “Essa Casa aqui tem parlamentar que tem orgulho de defender essa pauta”, disse a deputada, lembrando que seu mandato representou junto à Mesa Diretora da Assembleia, pedindo que encaminhe para apreciação da Comissão de Comissão
e Justiça, pedido de punição ao deputado que se mostrou homofóbico. “Essa Casa tem regras e nossa imunidade parlamentar não é ilimitada, e nessa Casa quem ousar cometer esse tipo de crime, não ficará impune”, disse a deputada.
O deputado Hermano Morais (PV) se solidarizou com o discurso da deputada Isolda Dantas e disse concordar com suas palavras em defesa da população LGBTQIA+. O parlamentar comentou sobre o programa de restauração de estradas anunciado nesta segunda-feira (27) pela governadora Fátima Bezerra. “O Governo está debruçado sobre um plano de recuperação de outras rodovias também”, reforçou Hermano, que esteve no Centro Administrativo acompanhando uma comitiva do município de Guamaré.
O deputado citou parcerias que a Prefeitura de Guamaré manteve com a Petrobras para recuperação de estradas, mas somente o município fez a sua parte. “Finalmente essa obra foi autorizada”, disse Hermano, ressaltando que o resultado será benéfico para o setor do turismo e para garantia de empregos. O deputado Francisco do PT encerrou o horário de lideranças ressaltando o discurso da deputada Isolda Dantas. “O pronunciamento da deputada Isolda merece de nossa parte toda solidariedade e se houver algum mecanismo de natureza regimental, eu gostaria de subscreve”, afirmou Francisco.
“Homofobia é crime”, reforçou o deputado, lembrando que todo mundo que chegas ao plenário da Casa como deputado, jura respeitar o regimento. “Não entendo como se faz um juramento de cumprir as leis e vem aqui atacar a Constituição. Quem está aqui deveria ter vindo sabendo disso”, afirmou Francisco.
O deputado comentou ainda em seu pronunciamento as ações anunciadas pela governadora Fátima Bezerra nesta segunda-feira. “Ações que estão incomodando muita gente”, disse o deputado, lembrando que a governadora encontrou um estado “destruído”, e que na questão das estradas, o último plano de recuperação foi feito nos governos Wilma de Faria e Iberê Ferreira. Francisco criticou também a situação de rodovias federais. “Cadê a força dos deputados bolsonaristas que nem assumem uma rodovia é deles?”, encerrou Francisco, identificando como “seletiva” a indignação de alguns colegas de plenário com o governo Fátima Bezerra.

Vale do Açu: vereadora Delkiza Cavalcante vai representar Assú e região na chapa de deputada federal pelo PSDB

Já que os níveis de desigualdade entre homens e mulheres nas esferas social, econômica e política são alarmantes, com altos índices de violência contra a mulher, precarização do trabalho feminino e sub-representação das mulheres na política, a vereadora Delkiza Cavalcante ingressou no PSDB e vai colocar seu nome a disposição da região do Vale do Açu, como deputada federal. Ela fará dobradinha em Assú e região com o deputado estadual Gustavo Carvalho (PSDB).

“Estou no segundo mandato de vereadora em Assú. Criamos a Frente Parlamentar em Defesa da Mulher. Vamos cobrar um orçamento para ampliar a rede de proteção para a mulher vítima de violência. No Brasil, com 5.700 municípios, nós só temos 381 delegacias especializadas de mulher. Num país com tantos municípios, nós só temos 139 varas judiciais especializadas da mulher. A grande maioria dos estados só tem uma casa abrigo para atender todas as denúncias que chegam”, argumentou a pré-candidata a deputada federal pelo PSDB.

Delkiza Cavalcante, além de vereadora na cidade de Assú, é historiadora pela Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN) e especialista em Gestão Pública pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). “No ranking da União Interparlamentar sobre a participação das mulheres na política em 190 países, o Brasil ocupa a posição 145, ficando atrás de quase todos os países da América Latina. No Rio Grande do Norte, as mulheres é maioria no eleitorado de mais de 2 milhões e meio, em todos os 167 municípios do Estado”, frisa a representante do Vale do Açu.

Nos quatro primeiros meses de 2022, o Rio Grande do Norte ganhou 17.374 novos eleitores de 16 e 17 anos. Até abril deste ano, o Estado contabilizou 31.947 jovens nessa faixa etária aptos a votar nas Eleições de 2022. “Quem vai contribuir com o primeiro voto precisa ter acesso as informações e saber escolher seu representante. Vamos fazer história em 2022 e colocar mais mulheres representando o nosso Estado no Congresso Nacional. As pesquisas registradas apontam mais de mais de 90% do eleitorado que não sabe ou votam em nenhum para deputado federal, como mostrou a Consult, na Tv Ponta Negra”, diz Delkiza Cavalcante.

Ex-deputado Nelson Queiroz morre aos 93 anos


Nelson Queiroz, pai do deputado estadual Nélter Queiroz, morreu na madrugada desta quarta-feira (29).

Nelson estava internado na Casa de Saúde São Lucas, hospital localizado em Tirol, em Natal. O ex-deputado tinha 93 anos.

O velório terá início às 9h no Cemitério Morada da Paz, em Emaús. O sepultamento ocorrerá no mesmo local, a partir das 17h.

Com informações de Blog do Gustavo Negreiros

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: