fbpx

Rafael Motta é persona non grata na aliança de Fátima e Carlos Eduardo e fica sem lugar para discursar

A situação do deputado federal Rafael Motta não é nada fácil, pois ele em determinado momento de sua pré campanha, não tomou a decisão que poderia ter alavancado de vez sua candidatura ao senado, por medo ou conveniência, mas o fato é que hoje a situação está insustentável.

Atualmente Rafael é tido como persona non grata na aliança de Fátima e Carlos Eduardo, não conseguiu garantir seu espaço, e tem sido classificado como se fosse totalmente descartável. Dessa forma, Rafael perdeu a oportunidade que tinha de alavancar de vez seu projeto ao senado, pois todas as alianças ao governo já foram feitas e ele ficou de fora, e para completar, sua campanha deu uma esfriada e a tendência de crescimento não existe mais.

O mais critico nessa história, é que Rafael ficou sem palanque, pois não será convidado para os comicios, porque o candidato oficial que é Carlos Eduardo estará junto a governadora petista, e numa eleição, não ter palanque para discursar é um tiro no pé.

Toda essa situação só mostra como nem sempre se manter aliado é vantajoso, principalmente quando há desrespeito por algum dos envolvidos, faltou coragem de Rafael Motta e isso pode custar seu mandato. Desistir do senado seria uma catastrofe em sua trajetória politica e continuar como federal agora já não é uma opção, pois seus aliados se comprometeram com outros candidatos.

Para Rafael, o dilema é como essa frase famosa, que a população costuma dizer quando se depara com problemas, “se correr o bicho pega se ficar o bicho come”.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: