fbpx

Primeira convenção da história do União Brasil no RN reúne multidão

A executiva estadual do União Brasil no Rio Grande do Norte realizou, na noite desta quinta-feira (28), sua convenção partidária e homologou as candidaturas de candidatos que disputarão as eleições proporcionais e majoritárias deste ano. O evento aconteceu na sede social do América F.C. e reuniu uma grande quantidade apoiadores de diversas partes do estado. Lideranças municipais e seus liderados chegaram em caravanas para prestigiar a primeira convenção da história do União no RN.

Além das dezenas de pré-candidatos, 35 no total, sendo 25 a deputado estadual, nove a deputado federal e um a vice-governador, também marcaram presença grandes nomes da sigla, como o ex-senador José Agripino, presidente estadual do União Brasil, e do deputado federal Luciano Bivar, presidente nacional do partido e pré-candidato à presidência da República.

O público, que lotou o espaço, vibrava a cada nome anunciado e a cada discurso de representantes do UB, no entanto, a festa não foi exclusiva para a nova sigla política, e quem também se fez presente foi o ex-vice-governador e pré-candidato a governador, Fábio Dantas, que terá sua candidatura homologada nesta sexta-feira (29), em convenção a ser realizada durante a manhã na sede do Solidariedade.

Fábio chegou ao espaço acompanhado do ex-prefeito de Assu, Ivan Júnior, o nome indicado pelo União Brasil para compor a chapa oposicionista do RN, disputando o cargo de vice-governador.

Ivan Júnior e Fábio Dantas
Ivan Júnior e Fábio Dantas na chegada à convenção estadual do União Brasil – Foto: Jaqueilton Gomes/NOVO Notícias
“Eu gostaria de agradecer a Ivan, ao presidente Luciano Bivar, que vem aqui e ratifica a decisão em prol de um novo Estado, de um novo Rio Grande do Norte“, disse Fábio Dantas que completou: “muitos de vocês estão na luta para eleger deputados estaduais e deputados federais, e nem todos vão vencer. Mas vocês vão participar conosco de um novo amanhecer, de um novo Rio Grande do Norte. De um RN que fomente uma melhoria significativa na qualidade de vida do nosso povo“.

O presidente estadual e vice-presidente nacional do União, o ex-senador José Agripino, em seu discurso, exaltou a presença de Luciano Bivar no ato. “E para essa convenção, de um dos 27 estados do Brasil, e que não é dos maiores, o candidato a presidente da República e presidente nacional do União Brasil saiu de São Paulo e veio a Natal para dizer: ‘eu estou com União Brasil para construir o futuro do Brasil pelas mãos do Rio Grande do Norte’“, disse Agripino ao falar sobre a presença de Bivar.

O ex-senador falou sobre as nominatas formadas sob a coordenação dele e disse sentir saudades de estar no meio político, mas que mesmo com o sentimento nostálgico, ele optou por “escrever a política do Rio Grande do Norte pelas mãos dos deputados federais e deputados estaduais que serão eleitos no dia 2 de outubro através do 44“.

“Se vocês têm apreço por mim, se lembram de tudo de bom que eu fiz por vocês, não se esqueçam de mim no dia 2 de outubro“, falou o ex-senador pedindo o apoio dos presentes para os candidatos da legenda.

José Agripino falou também da formação majoritária da qual o União é integrante.

“Nosso partido foi convidado a participar da chapa do candidato a governador. E nós decidimos fazer uma aliança com o Solidariedade, com o candidato a governador chamado Fábio Dantas, que está aqui ao nosso lado e é o candidato a governador em quem eu deposito as melhores expectativas. O Rio Grande do Norte está parado. E para mover é preciso que forças se unam, e as forças do União Brasil vão se somar às forças de Fábio Dantas, emprestando a ele o nome do vice-governador Ivan Júnior do Vale do Açú“, declarou José Agripino ao oficializar ao público a formação da chapa Fábio Dantas e Ivan Júnior.

Após Agripino, foi a vez de Luciano Bivar falar. Ele foi o último orador da noite e iniciou o discurso agradecendo aos colegas de partido, inclusive os de Câmara Federal, Benes Leocádio e Carla Dickson. Como pré-candidato a presidente da República, Bivar falou sobre uma de suas propostas caso seja eleito, uma espécie de reforma tributária, mas também comentou estar feliz pelo que estava vendo nesta noite.

“Estou feliz por ver, em um momento como este, às nove horas da noite, pessoas que estão acreditando na democracia. E o União Brasil está aqui para fortalecer a democracia, para acreditar nas instituições do nosso país, prestigiar os valores e as cortes do nosso país, porque sem elas nós não teríamos um Estado de Direito. Seria barbárie, e a barbárie nós não queremos“, disse Luciano Bivar em seu discurso.

Leia maisPrimeira convenção da história do União Brasil no RN reúne multidão

RN reduz para 15,33% a alíquota de ICMS sobre o preço do etanol

A Secretaria Estadual de Tributação (SET-RN) vai reduzir para 15,33% a alíquota do Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS) aplicada sobre o preço do álcool etílico hidratado combustível, o etanol, no Rio Grande do Norte. A medida foi anunciada nesta sexta-feira (29) pela SET.

A iniciativa, de acordo com o Governo, visa dar mais competitividade ao biocombustível frente aos combustíveis fósseis e reduzir o preço final pago pelos consumidores pelo produto nas bombas. A nova base de cálculo do tributo será estabelecida via decreto, que será publicado na edição do Diário Oficial do Estado (DOE) deste sábado (30), e passa a vigorar de forma retroativa a 15 de julho.

O texto regulamenta no estado os dispositivos estabelecidos pela Emenda Constitucional número 123/2022, que foi promulgada no dia 14 deste mês, com o intuito de tornar o etanol mais competitivo em todo o país com preços abaixo do valor da gasolina. Emenda constitucional prever o repasse aos estados de até R$ 3,8 bilhões para manutenção da competitividade do álcool hidratado sobre os combustíveis derivados de petróleo por meio de créditos tributários.

Com a medida, alíquota do imposto reduzirá de 18% para 15,33% no Rio Grande do Norte. Desde o dia primeiro de julho, a SET já havia reduzido o ICMS, incidido sobre os combustíveis, energia elétrica e telecomunicações, a uma alíquota base de 18%. A diminuição foi implementada para adequar o cálculo fiscal no estado às diretrizes da Lei Complementar 194/2022, aprovadas pelo Congresso Nacional e sancionada em 23 de junho, tornando esses itens essenciais.

Com isso, a alíquota de ICMS do etanol caiu de 23% para 18%, e, com a entrada em vigor do decreto estadual, a base de cálculo reduz novamente para 15,33%, o que representa uma diminuição total de 7,67 pontos percentuais. A expectativa é de que a medida provoque baixa nos preços cobrados nas bombas e estimule o setor sucroalcooleiro do Rio Grande do Norte.

De acordo com especialistas, a utilização do etanol é mais vantajosa economicamente do que a gasolina quando o preço do primeiro for até 70% do valor da gasolina. Na mais recente pesquisa da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o preço médio do etanol no Rio Grande do Norte é de R$ 5,78, enquanto o da gasolina foi de R$ 6,35. Com a gasolina nesse valor, o preço do etanol deveria ser de R$ 4,445 para ser mais viável.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: