fbpx

Coroné George Soares diz em rádio que não aceita seu eleitor votar em Dra. Vanessa e tem que escolher um lado

O deputado George Soares, conhecido por suas práticas coronelistas de intimidação e cheio de discursos de ódio vieram a tona mais uma vez, em entrevista hoje a rádio 104, ele afirmou que não aceita eleitor seu votar em Dra. Vanessa Lopes, candidata a deputada federal no Vale do Açu.

George deixou bem claro que se for seu eleitor, tem que fazer uma escolha, ou vota nele e nos seus candidatos, ou vota em Dra. Vanessa.

Com essa forma controladora de fazer política, George só mostra porque o Vale não tem força politica necessária para alcançar o desenvolvimento tanto na saúde, como na educação, segurança e infraestrutura.

É notório que um mandato de deputado estadual sozinho não serve para resolver os problemas da região, é fundamental um mandato em Brasília e muitos outros mandatos a deputado estadual, além de ter um vice no governo estadual para diariamente, colocar o Vale em pauta de investimentos e muito trabalho.

Dra. vanessa em Brasilia, poderia ser a ponte para uma nova era na região, com alguém trabalhando 100% pela região e com propostas e ideias que ajudarão a mudar a realidade no Vale.

Nelter Queiroz reafirma voto e apoio a Dra Vanessa Lopes em Jucurutu e no Vale do Açu

Sobre notícia publicada em blogs com audiência na região Vale do Açu, nesta terça-feira (27), intitulada “Deputado Nelter Queiroz abandona Dra. Vanessa e fecha dobradinha com Dra. Júlia” afirmo que a mesma não condiz com a realidade, pois como Deputado Estadual temos várias parcerias.

Com muito orgulho e convicção, afirmo que Dra Vanessa Lopes é nossa candidata a deputada federal em Jucurutu e em todo Vale do Açu, onde estamos com essa parceria forte e bem sucedida.

A divulgação de notícias forjadas como esta só revela o incômodo e desespero de um grupo político que pouco tem a apresentar a Assú e região do Vale do Açu, e que ainda usam estratégias políticas arcaicas deste tipo para confundir o eleitor.

NELTER QUEIROZ
DEPUTADO ESTADUAL

Prefeito Bergson Iduino diz que a “pesquisa do povo” sinaliza Fábio Dantas no segundo turno, com Tomba e Rogério eleitos em 2 de outubro

Recepcionando o deputado estadual Tomba Farias (PSDB) com um imenso “arrastão” que levou às ruas da cidade uma multidão de apoiadores, o prefeito de Arez, Bergson Iduino, disse que a “pesquisa do povo” já sinaliza que o ex-deputado estadual Fábio Dantas (SD), candidato ao governo do RN, irá disputar o segundo turno das eleições, com o ex-ministro Rogério Marinho já eleito para o Senado Federal no próximo dia dois de outubro.

Bergson, que já considera um fato líquido e certo a reeleição de Tomba para a Assembleia Legislativa, fez em seu discurso duras críticas à gestão da governadora Fátima Bezerra (PT).

“Acredito que haverá o segundo turno e essa realidade pode ser confirmada pela multidão que veio às ruas mostrar o apoio a Fábio Dantas, Rogério, Tomba e Benes Leocádio, que são os nossos candidatos. Isso aqui é o povo agradecendo e dizendo ‘sim’ aos nossos candidatos”, disse.

Leia maisPrefeito Bergson Iduino diz que a “pesquisa do povo” sinaliza Fábio Dantas no segundo turno, com Tomba e Rogério eleitos em 2 de outubro

Dra. Vanessa Lopes é a candidata de Nelter Queiroz no Vale do Açu e percorre cidades ao seu lado

O deputado estadual Nelter Queiroz continua firme e forte com sua parceria no Vale do Açu com a candidata a deputada federal, Dra. Vanessa Lopes, e cumprem juntos, agenda em várias cidades da região.

Na última segunda, Vanessa, Nelter e Ivan estiveram em São Rafael ao lado do ex prefeito Arimateia, aliado antigo do deputado e que está com eles rumo ao projeto do Vale de ter um deputado federal.

COnfira o post de Vanessa:

Nossa segunda, 26/09, foi INTENSAMENTE MARAVILHOSA!

Estive mais uma vez na cidade de São Rafael, dessa vez, acompanhada pelo nosso futuro vice-governador @ivanjrrn, do nosso amigo e deputado estadual; @nelterqueiroz, do ex prefeito de São Rafael; @josearimateiabraz e demais lideranças políticas e amigos da cidade de São Rafael/RN.

Em seguida, estive na cidade de Ipanguaçu, terra querida que me abraçou, me acolheu, e que guardo lembranças e pessoas tão especiais em meu coração. Foi um experiência incrível estar visitando o comércio da cidade e, sentindo de perto a confiança em cada olhar e em cada aperto de mão.

A tardinha, fizemos nossa caminhada, junto ao nosso futuro vice-governador @ivanjrrn e demais lideranças políticas do nosso Vale do Açu. Andamos pela rua; Cel. Francisco Martins, de pé no chão, sentindo o amor e carinho dos moradores e amigos, que sonham junto à nós, por dias melhores para o nosso Vale.

E para finalizar nossa agenda, estive participando de uma roda de conversas, junto ao nosso querido amigo Júnior do Mendubim, apresentando nossas propostas para transformar a realidade tão sofrida da nossa gente!
Gratidão, amigo Júnior do Mendubim, e aos moradores e amigos pela confiança e atenção ao ouvirem nossas propostas.

Obrigado Deus, Obrigada Vale do Açu!

7 sinais comuns de autismo que ajudam no diagnóstico precoce

Apesar de o autismo ter grande incidência, foi apenas em 1993 que a síndrome foi adicionada à Classificação Internacional de Doenças da Organização Mundial da Saúde (OMS). De acordo com a entidade, a condição atinge cerca de 2% da população mundial e, no Brasil, entre 2 e 4 milhões de pessoas já foram diagnosticadas com o transtorno.

Identificar o autismo logo no início pode ser um diferencial na qualidade de vida das pessoas com o transtorno. Muitos acreditam que o diagnóstico só pode ser feito a partir dos três anos de idade, mas é possível identificar os primeiros sinais que ajudam a identificar o transtorno já nos primeiros meses de vida.

O diagnóstico precoce, segundo a neurocientista Fabiele Russo, é fundamental para que a pessoa consiga desenvolver habilidades cognitivas, sociais e de linguagem.

Para auxiliar os responsáveis a identificarem o transtorno, a cientista listou sete sinais que, apesar de amplos, são muito comuns em crianças com a condição. Confira:

1. Dificuldade em fazer contato visual
A criança não olha quando é chamada pelo nome ou não sustenta o olhar. O indivíduo pode ter dificuldade em responder devido a uma sensação de desconforto quando exposto a muitos estímulos sociais e, por isso, costuma olhar para objetos e não no olho quando os adultos conversam.

2. Dificuldade de interação
Normalmente, as crianças apresentam dificuldades na interação com outras pessoas e precisam de ajuda para aprender a agir em diferentes tipos de situações sociais. É comum que os indivíduos também não consigam entender outras pessoas e interpretar expressões faciais ou linguagem corporal — por isso, o autista muitas vezes não responde a sorrisos, por exemplo.

Os pequenos também não costumam gostar de compartilhar objetos e preferem brincar sozinhos, pois possuem apego aos seus brinquedos — esse fator torna mais complicado fazer novas amizades. Alguns autistas apresentam problemas de fala ou atraso de linguagem e, por isso, crianças com mais de dois anos, quando não falam palavras ou formam frases, devem receber maior atenção.

3. Não imitam outras pessoas
É comum que os bebês comecem a imitar atitudes e comportamentos simples dos adultos por volta dos seis a oito meses de vida. No entanto, crianças que estão no espectro autista costumam ter grande dificuldade em copiar, o que pode comprometer o seu desenvolvimento.

Leia mais7 sinais comuns de autismo que ajudam no diagnóstico precoce

Eleitores podem imprimir o título em casa

O prazo para a solicitação da segunda via impressa do título de eleitor se encerrou na última quinta-feira (22). Na sede do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) em Natal, o movimento em busca pelo serviço foi tranquilo, com pouca procura e sem filas, segundo informações da assessoria de imprensa do órgão. Quem perdeu o prazo, contudo, não deve se preocupar, porque é possível imprimir o título em casa, por meio do site do TRE-RN (www.tre-rn.jus.br).
Arquivo

“No site, basta acessar a aba ‘Eleitor e eleições’ e em seguida, ‘Autoatendimento do Eleitor’. Para isso, o sistema vai pedir uma identificação, como o número do título ou o CPF, e alguns dados pessoais, como o nome da mãe e data de nascimento. Após isso, o título é impresso, em casa mesmo”, orienta João Milton Chaves, chefe de cartório da 10ª Zona Eleitoral, em João Câmara.

Além disso, o eleitor pode acessar a versão digital pelo aplicativo e-título. O app pode ser baixado para smartphone ou tablet , nas plataformas iOS ou Android, por meio da App Store ou Google Play Store. Após baixá-lo, basta inserir os dados pessoais. Para o eleitor que ainda não fez o cadastro biométrico, é necessário apresentar documento oficial com foto sempre que for utilizar o título digital.

Caso o eleitor não saiba o número do título, pode consultar o site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), por meio do nome, CPF e data de nascimento. Entre as vantagens do e-título, está o acesso às informações na Justiça Eleitoral, como situação do eleitor, local de votação, consulta de débitos, emissão de guias para pagamentos e cadastro como mesário voluntário. Diferentemente da via tradicional, a versão eletrônica tem a foto do eleitor, além de dados sobre o cadastramento biométrico e um QR Code para validação na zona eleitoral.

“Lembrando que o eleitor deve baixar o e-título até o dia 1º, véspera da eleição, para que esteja habilitado no local de votação, sem problemas. No dia 2, não será possível o cadastramento de novos usuários no e-título, ou seja, não será possível baixar o aplicativo no dia da eleição”, explica João Milton Chaves. Além disso, segundo ele, tanto no site do TRE como também no e-título, o eleitor pode obter informações sobre o local de votação e rotas, para o caso de dúvidas de como chegar aos pontos de votação no dia do pleito.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: