fbpx

Petistas pressionam Lula a escolher Haddad como ministro da Fazenda

Integrantes da cúpula do PT tentam convencer o presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva, pela indicação de Fernando Haddad para o Ministério da Fazenda, posto chave da administração federal e cujo nome segue indefinido. O cálculo feito por deputados e senadores do partido é de que, nesse cargo, Haddad pode construir um caminho para a disputa presidencial de 2026, quando Lula já disse que não vai concorrer.

A indicação para o Ministério da Fazenda é uma das principais dúvidas sobre o governo Lula e a escolha que for feita será fundamental para a relação com o mercado e para medidas do próprio Executivo. Até agora, o presidente não deu sinal sobre quem escolherá para o cargo.

Lula indicou diversas vezes, durante a campanha presidencial, que preferia um ministro com perfil político, capaz de negociar propostas com o Congresso Nacional. Haddad perde pontos, nesse caso, por ter pouca interlocução com o Congresso. Nomes pesados do setor financeiro e industrial também torcem o nariz para Haddad, considerado um político que não tem uma vocação natural para o consenso e para negociações entre diversos grupos com interesses divergentes.

Outros nomes

Segundo integrantes da transição, há outros nomes sendo aventados por aliados de Lula para a Fazenda. Entre eles, estão o dos senadores eleitos Wellington Dias (PI) e Camilo Santana (CE). Dias está sendo responsável por ajustar o Orçamento de 2023. A indicação de um senador, porém, está sendo avaliada com cautela por auxiliares de Lula, já que aliados importantes do presidente Jair Bolsonaro foram eleitos para a Casa — como o atual vice, Hamilton Mourão (Republicanos-RS) e a ex-ministra Damares Alves (Republicanos-DF).

Leia maisPetistas pressionam Lula a escolher Haddad como ministro da Fazenda

O primeiro erro político de Lula e Alckmin

O primeiro erro político de Lula e Alckmin

Ao abrir a discussão de uma ‘PEC da Transição’, na qual colocará recursos no Orçamento de 2023 para pagar promessas feitas durante a campanha, Lula cometeu seu primeiro erro político, antes mesmo de assumir a Presidência. A opinião é do cientista político Leonardo Barreto.

Segundo ele, o petista permitiu ao entorno do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP/AL), criar o primeiro problema para a gestão que será inaugurada em janeiro.

“Abriu-se a possibilidade, portanto, de armar uma bomba fiscal que só poderá ser desarmada com uma negociação com o entorno de Lira. Entrariam aí um eventual apoio de Lula à sua reeleição e influência na indicação de nomes para cargos na nova gestão. Foi nesse sentido que Renan Calheiros chamou a PEC da Transição de barbeiragem.

O Antagonista

Eleições suplementares em Canguaretama e Pedro Velho

Novos prefeitos e vices devem ser escolhidos no dia 27 de novembro

Dois municípios potiguares devem passar por eleições suplementares no dia 27 deste mês de novembro: Canguaretama e Pedro Velho. Os dois municípios pertencem a 11ª zona eleitoral, sendo que Canguaretama tem 24.006 eleitores, que devem votar em alguma das 80 seções em 19 locais de votação; enquanto que, Pedro Velho tem 11.605 eleitores, organizados em 43 seções eleitorais e em 9 locais de votação.

Em Canguaretama, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) manteve a cassação do prefeito Wellinson Ribeiro e da vice-prefeita, Maria de Fátima Moreira. Wellinson foi considerado inelegível devido a uma condenação criminal na Justiça Federal por crime contra a fé pública. Para as eleições suplementares, o cartório eleitoral do município registrou 3 candidaturas para o cargo de prefeito:

Leia maisEleições suplementares em Canguaretama e Pedro Velho

TJRN promove circuito de rua com servidores e magistrados em comemoração aos 130 anos de atividades

TJ encerra semana do servidor em clima descontraído com futebol e corrida -  Correio dos Municípios - Alagoas

Vem aí o Circuito 130, mais uma das ações integrantes do calendário de comemorações dos 130 anos de atividades do TJRN, agora no campo esportivo. No dia 27 de novembro, domingo, a partir das 5h30, os integrantes do Judiciário potiguar participarão de um circuito de rua recreativo, com percurso de 5 quilômetros na Avenida Capitão-Mor Gouveia, entre a sede do Tribunal de Justiça e a Rua São José. Limitadas, as inscrições serão abertas em breve, e são destinadas ao público interno do Tribunal.

De acordo com a secretária de Comunicação Social do TJRN, jornalista Andreia Ramos, a intenção é integrar os vários servidores e magistrados praticantes e entusiastas de corridas de rua e a partir desse evento inaugural evoluir para uma corrida anual com a marca da Justiça potiguar.

“O trabalho é o que nos une, porém, desta vez, estaremos juntos em torno do esporte, em um momento especial de congraçamento. Será uma excelente oportunidade de integração entre magistrados e servidores”, reforça Andreia Ramos.

Leia maisTJRN promove circuito de rua com servidores e magistrados em comemoração aos 130 anos de atividades

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: