fbpx

Beto: ‘Imagine como seria Mossoró sem os recursos do nosso mandato e do Finisa’

Por César Santos / Jornal de Fato

Deputado Beto Rosado tomou o “Cafezinho com César Santos”. Ele avalia o que contribuiu para a sua não reeleição, fala de projetos que vai tocar a partir do próximo ano e do seu futuro político. Ele poderá ser candidato a prefeito nas eleições 2024?

Com mais de 83 mi votos, o deputado federal Beto Rosado (Progressistas) foi o quinto mais votado no Rio Grande do Norte nas eleições de 2 de outubro, mesmo assim, não ficou entre os oito eleitos. Seu partido não cumpriu a regra do quociente eleitoral.

A não reeleição de Beto não se traduz apenas em prejuízo político para o parlamentar e seu grupo, mas, principalmente, para Mossoró. A partir de 1º de fevereiro de 2023, quando Beto Rosado concluir o mandato, a cidade deixará de ter um legítimo representante na Câmara Federal após quase oito décadas.

Na sexta-feira, 18, Beto tomou o “Cafezinho com César Santos”. Ele avalia o que contribuiu para a sua não reeleição, fala de projetos que vai tocar a partir do próximo ano e do seu futuro político. Ele poderá ser candidato a prefeito nas eleições 2024? Leia a entrevista e encontre a resposta:

O senhor foi bem votado, mais de 83 mil votos, mas não foi suficiente para renovar o mandato, uma vez que o seu partido não alcançou o quociente eleitoral. Qual é o sentimento que fica nesse momento que se aproxima de o senhor concluir o mandato em Brasília?

Não estamos decepcionados, mas é claro que estaríamos melhor se o resultado das urnas fosse outro, se nós tivéssemos renovado o mandato. Mas, digo com muita tranquilidade, a minha satisfação é muito grande com a missão que estamos cumprindo na Câmara, que é repleto de conquistas que nós trouxemos para Mossoró e o Rio Grande do Norte. Posso afirmar que nós tivemos uma atuação importante para o desenvolvimento do nosso estado, principalmente nas cadeias produtivas e na garantia do emprego para o povo potiguar. Só essas cadeias produtivas, acredito, nosso mandato beneficiou mais de 300 mil famílias. Então, repito, de forma muita tranquila me sinto satisfeito e com a sensação que o nosso mandato está cumprindo o seu papel em favor do povo potiguar.

Nos dois mandatos na Câmara, o senhor beneficiou Mossoró com mais de 70 milhões de reais, mas o eleitor mossoroense não reconheceu as suas ações como o senhor esperava. A sua votação na cidade foi de pouco mais de 11 mil votos em um universo de 183 mil eleitores. O senhor sente-se frustrado?

De forma nenhuma. Primeiro, eu quero agradecer aos mais de 11 mil eleitores mossoroenses que escolheram o nosso nome nas urnas, sou muito grato, assim como sou grato a toda Mossoró que me deu dois mandatos de deputado federal. Agora, eleição é estratégia, de certa forma não importa a quantidade de benefícios que você traz para a cidade, região ou estado. Eu costumo citar o exemplo do grande líder (Winston Churchill), que liderou os Aliados para vencer a Alemanha nazista na Segunda Guerra Mundial, mas perdeu as eleições britânicas (para o Partido Trabalhista, em 1945). Então, provavelmente foi um erro de estratégia eleitoral que cometemos. Mossoró é a minha terra, é a cidade mais beneficiada pelo nosso mandato através das nossas ações, das nossas emendas parlamentares, do nosso trabalho. A população reconhece isso, mesmo que a nossa votação não tenha sido a esperada. No entanto, isso não nos deixa frustrado. Vamos continuar trabalhando por Mossoró e o Rio Grande do Norte.

O senhor, então, acha que a votação, digamos, tímida em Mossoró foi um erro de estratégia? Como assim?

Ampliamos a nossa base eleitoral em outras regiões, optamos por fazer uma campanha, a busca pelo voto, muito mais fora do que dentro de Mossoró. Eu não fiz mais do que cinco visitas aos bairros de Mossoró no período eleitoral, porque acreditamos que a cidade já conhecia a nossa ação parlamentar e isso, por si só, seria suficiente para recebermos boa votação. Achei que como qualquer político ou qualquer cidadão de bem que trabalha por sua cidade haveria um bom reconhecimento do nosso mandato. De certa forma, nas caminhadas que fiz em Mossoró o povo deu notícia, sim, do nosso trabalho, do nosso esforço, das nossas ações em benefício da cidade. Distribuímos um material bem informativo, publicizamos o nosso mandato e acredito que o povo de Mossoró hoje sabe que não existe na história da nossa cidade um deputado federal que tenha se empenhado tanto em garantir recursos e obras como o deputado Beto Rosado.

O senhor, então, acha que se tivesse optado por uma concentração maior de sua campanha em Mossoró o resultado seria outro?

Não posso falar por aquilo que não aconteceu. O que entendo é que houve um erro de estratégia. Poderia ter realizado uma campanha mais presente em Mossoró, como fizeram os meus concorrentes. Acho que as pessoas teriam dado uma resposta mais positivas à nossa postulação, reconhecendo os recursos que trouxemos e que está beneficiando a infraestrutura com pavimentação e calçamento de ruas, construção e reformas de unidades de saúde, ambulâncias para o SAMU, reformas de praças, entre tantas outras obras e ações garantidas pelo nosso mandato que beneficiam diretamente as famílias mossoroenses.

Leia maisBeto: ‘Imagine como seria Mossoró sem os recursos do nosso mandato e do Finisa’

“Coroné” George, prefeito Gustavo e o primo Lula Soares deixarão 1060 famílias sem atendimento na UBS em Linda Flor

O amor que o “coroné” George prega pela cidade do Assú, ao lado do seu irmão, o prefeito Gustavo e o primo Lula Soares, é só da boca pra fora, e quem fala isso é a Unidade básica de saúde de Linda Flor.

De forma corajosa, a UBS vai paralisar as atividades a partir de amanhã, dia 21, porque não tem condições de continuar com os atendimentos nas instalações precárias que vivem no momento.

Mas o trio parada dura não está nem aí, já reelegeu o coroné George, e o prefeito só quer saber de promover festas na cidade com dinheiro público, e enquanto isso, a Várzea do Assú vai viver dias dificeis, pois com uma UBS a menos, as outras duas que tem na região, serão sobrecarregadas, e quem perde é a comunidade.

O prefeito sequer comentou em suas redes sociais, qualquer ação para tentar impedir essa paralisação e pelo visto, não está se importando.

Governo do RN regulamenta expediente diferenciado para dias de jogos do Brasil na Copa

Nos dias úteis em que houver jogo da seleção brasileira, o expediente interno e externo nos órgãos da administração estadual será das 7h às 10h, quando a partida se iniciar às 12h; das 7h às 11h, quando for às 13h; e das 7h às 14h, quando a partida começar às 16h.

Na primeira fase da Copa do Mundo, o Brasil joga três vezes: dia 24 (quinta-feira), às 16h, contra a Sérvia; dia 28 (segunda-feira), às 13h, contra a Suíça; e sexta-feira (2), às 16h, contra Camarões.

O governo lembra que o expediente ao público nas repartições vinculadas ao Estado varia de acordo com o tipo de serviço prestado à população, mas que geralmente vai das 7h às 13h. No Detran, em Natal, e na Secretaria de Tributação, funciona das 8h às 14h. O Detran vai divulgar em breve como ficará o atendimento de quem estava agendado para os horários afetados pelos jogos.

O decreto reforça que “caberá aos dirigentes dos órgãos e entidades a preservação e o funcionamento dos serviços essenciais afetos às respectivas áreas de competência”.

ABC sobe três posições no ranking da CBF; América-RN perde uma

O ge publicou neste sábado o Ranking Nacional de Clubes 2023, da CBF. O ABC subiu três posições em relação ano anterior e segue como melhor representante do Rio Grande do Norte. Campeão da Série D em 2022, o América-RN aparece como segundo melhor do estado, mas perdeu um posto na lista.

Com o título estadual e o acesso à Série B neste ano, o ABC está na 44ª posição do ranking, com 2.842 pontos.
ABC foi campeão potiguar em 2022 — Foto: Augusto César Gomes

ABC foi campeão potiguar em 2022 — Foto: Augusto César Gomes

O América-RN aparece no 62º lugar, com 1.577 pontos.

O Globo FC ocupa a 77ª colocação, com 1.038 pontos.

Histórico no Ranking de Clubes

Leia maisABC sobe três posições no ranking da CBF; América-RN perde uma

RN: Sete em cada 10 estudantes de cursos técnicos conseguem emprego

Sete em cada 10 estudantes de cursos técnicos no Brasil estão empregados e conquistaram aumento de, em média, 22% na renda a partir da qualificação. A taxa de ocupação da categoria no mercado de trabalho também segue em expansão este ano, com oportunidades para homens e mulheres em setores pujantes, como o de energia eólica, liderado nacionalmente pelo Rio Grande do Norte, e o de energia solar.

O cenário foi apresentado na sexta-feira (18) pelo instrutor de educação e tecnologias do Senai-RN, Tiago Castro, na palestra “Formação técnica e os caminhos da empregabilidade”, parte da programação do I Seminário dos Técnicos Industriais do Estado (I SETIRN). O evento, promovido pelo Conselho Regional dos Técnicos Industriais do RN, (CRT-RN), foi realizado na Casa da Indústria e reuniu durante dois dias profissionais e estudantes da área.

Apenas no Senai do Rio Grande do Norte há, em média, duas mil pessoas em formação em cursos técnicos. O número inclui estudantes em áreas como eletrotécnica, mecânica, refrigeração e climatização, sistema de energia renovável, segurança do trabalho, automação industrial, modelagem do vestuário e, por exemplo, especializações técnicas em energia eólica e sistemas fotovoltaicos, os sistemas que geram energia solar.

Qualificação
Castro, instrutor de Educação e Tecnologias do Senai-RN há 12 anos, técnico em Automação, Engenheiro Eletricista, especialista em Engenharia Elétrica, em Engenharia de Controle e Automação e em Neurociências, com mestrado em andamento em Neuroengenharia, mostrou na palestra um raio-x das possibilidades na atividade, ressaltando que as oportunidades existem para atuação em diversos campos.

A taxa de ocupação de profissionais de nível técnico, disse ele, passou de 72,6%, entre os anos 2017 e 2019, para 76,3% de 2019 a 2022, e “cresce anualmente mesmo em um período conturbado como a pandemia”. Os dados fazem parte de pesquisa nacional do SENAI, com aproximadamente 50 mil participantes.

Para quem ainda busca uma vaga no mercado, a formação, segundo o instrutor, também é encarada como impulso para abrir portas. “Para pessoas mais jovens, que representam a maior faixa de desempregados, essa qualificação pode ajudar a conseguir o primeiro emprego”, exemplificou na palestra.

O perfil de quem busca a qualificação técnica é variado e engloba também profissionais que já estão em campo. “Há estudantes que já estão trabalhando e precisam da formação para melhorar a faixa salarial, para assinar projetos ou para ascender na carreira de outras formas”, complementou Rubia Lahm, coordenadora de Educação do Hub de Inovação e Tecnologia (HIT) do Senai-RN, complexo que engloba, em Natal, o Centro de Tecnologias do Gás e Energias Renováveis (CTGAS-ER), os Centros do Senai voltados à moda, alimentos (Senai/Clóvis Motta) e à construção civil (Senai/Flávio Azevedo).

O índice de empregabilidade na área, reforça ela, é alto e parte dos profissionais entram no mercado mesmo antes da formação, como estagiários/as normalmente depois efetivados/as nas empresas.

Projeto incentiva formação técnica de mulheres
Ações do SENAI-RN, afirma Tiago Castro, também buscam incentivar as mulheres a procurarem a qualificação técnica, e a entrarem em atividades como a de energia, onde ainda há predominância de homens. Ele se refere a projetos como o Interligadas, que tem como uma das metas, até o final de 2023, elevar de 7% para 20% o número de mulheres em cursos de formação profissional técnica – a porta de entrada profissional para o setor de energia – nos SENAIs do país e nos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia (IFs).

As ações do projeto no Brasil começaram pelo CTGAS-ER, no Rio Grande do Norte, referência no país na formação profissional para energias e centro de excelência que está desenvolvendo, com a Alemanha, soluções de educação para profissionais que atuarão na cadeia produtiva do hidrogênio verde.

Iniciativas que o Centro intensifica desde o ano passado para ampliar a presença feminina no setor elétrico foram premiadas pelo SENAI Nacional este ano como boas práticas em gestão escolar.

A adesão ao Interligadas foi incorporada à estratégia e resultou na concessão de uma série de estímulos para meninas que estudam no SENAI e em escolas públicas enxergarem profissões tecnológicas também como possibilidade. “Os eventos que temos promovido têm feito a diferença para que as meninas visualizem as oportunidades, quando muitas vezes elas ainda não conseguem entender aonde podem chegar”, disse Rubia Lahm.

Leia maisRN: Sete em cada 10 estudantes de cursos técnicos conseguem emprego

Enem 2022: candidatos fazem provas de Matemática e Ciências da Natureza neste domingo

O segundo dia de aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2022 acontece neste domingo, 20, a partir das 13h30. Os candidatos terão cinco horas para realizar as provas de Matemática e Ciências da Natureza. Serão 90 questões de múltipla escolha. O exame é o principal vestibular de universidades públicas e privadas do País.

Na última semana, os candidatos fizeram provas de Redação, Linguagens e Ciências Humanas. O primeiro dia de prova teve 26,7% de abstenção – 2,5 milhões de estudantes fizeram o exame. O número de inscritos foi de 3,4 milhões, o segundo menor patamar desde 2005. O Enem tem passado por uma queda do total de inscritos nos últimos anos.

Para evitar contratempos neste domingo de prova, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) orienta os participantes a atentarem-se para o horário e para o local de aplicação do exame. Reforça também que eles confiram, antes de sair de casa, se estão levando documento de identificação válido.

Os portões de acesso serão abertos às 12h e fechados às 13h. A aplicação começa às 13h30 e termina cinco horas depois, às 18h30. Aqueles que tiveram os pedidos de tempo adicional aprovados terão uma hora a mais para concluírem as provas. Serão 90 questões de Ciências da Natureza e suas tecnologias e de Matemática e suas tecnologias.

Para realizar o exame, é obrigatória a apresentação da via original de documento de identificação oficial com foto, como cédulas de identidade expedidas por secretarias de Segurança Pública, polícias Militar e Federal ou pelas Forças Armadas. Também é aceita identidade expedida pelo Ministério da Justiça para estrangeiros.

São válidos ainda para identificação do participante documentos digitais com foto (e-Título, CNH Digital e RG Digital), apresentados nos respectivos aplicativos oficiais. Não serão aceitas capturas de tela. A relação dos outros documentos válidos, além de outras informações, pode ser acessada na Página do Participante.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: