2024 será o ano em que o empoderamento feminino e a liberdade farão história em Assú ou a cidade quer continuar a viver sob o chicote da Oligarquia machista dos Soares?

Depois de um 2023 turbulento, com cenas vergonhosas da oligarquia machista dos Soares contra as mulheres, o Blog do VT começa a fazer reflexões, o que realmente o povo do Assú quer para esse ano de 2024?

Já deu para perceber diante de vários episódios que estão disponíveis nas redes sociais, o machismo do deputado George, do prefeito Gustavo e do primo que é manda chuva da secretaria de assistência, o dentista Lula Soares.

O machismo gera consequências negativas, e resulta em relações desequilibradas e totalmente desarmônicas, e basta ir a Prefeitura do Assú, andar nas dependências das secretarias, e perceber quem manda no pedaço, uma oligarquia 100% machista, com homens que querem as mulheres apenas para serví – los, e nunca comandando nada.

Mas hoje, Assú tem mulheres que desempenham suas profissões com maestria, e que através do diálogo, querem ajudar para fazer uma política diferente, mesmo que sejam alvos constantemente dos ataques da Oligarquia que ainda perdura na cidade.

Assú para se desenvolver, precisa acabar com o machismo do deputado George, que além de querer apenas homens no poder, apenas permite que ações cheguem na cidade se for através dele ou de seu mandato, do contrário, o prefeito Gustavo recusa emendas e projetos que iriam beneficiar milhares de pessoas.

A terra dos poetas já passou da hora de ser uma terra livre, sem amarras, ser uma terra como Mossoró, Caicó, Natal, que se desenvolvem com a união de vários partidos, de pessoas diferentes e que não estão no mesmo lado, mas que entendem que quanto mais benefícios chegar na cidade seja por quem for, fará a cidade crescer.

E você, quer Assú livre ou quer a terra dos poetas debaixo do chicote do deputado George e do seu primo Lula?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.