fbpx

Gilmar diz que pode não participar da decisão sobre Lula em 4 de abril

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), disse nesta sexta-feira que está “com dificuldades” de comparecer ao julgamento do habeas corpus do ex-presidente Lula, que foi adiado para 4 de abril, um dia depois do início de um evento jurídico em Lisboa que o ministro organiza, como revelado pela coluna do Lauro Jardim. A presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, não tem intenção de adiar mais uma vez o julgamento por causa do compromisso de Gilmar.

Além de fazer a abertura do evento na manhã do dia 3 de abril ao lado do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, Gilmar convidou o presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Souza, para o encerramento do encontro, no dia 5, por volta das 13h.

O julgamento do recurso de Lula está marcado entre o dia da abertura e o do encerramento do evento VI Fórum Jurídico de Lisboa, que é organizado pelo Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP), do qual o ministro é sócio. Gilmar afirmou ao GLOBO que está “verificando” o que fará e que ainda não tem “resposta” sobre se deixará de comparecer ao julgamento ou se abrirá mão do evento. As informações são de RENATA MARIZ –  O Globo.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: