fbpx

Polícia prende ex-vereador de Ielmo Marinho suspeito de corromper testemunhas de assassinato

A equipe da Divisão Especializada em Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) prendeu o ex-vereador de Ielmo Marinho, Tarcísio José Ribeiro de Lara Andrade Júnior, em cumprimento a um mandado de prisão preventiva. O ex-vereador é suspeito de corromper testemunhas do assassinato do hoteleiro Ademar Miranda Neto, de 58 anos, em Natal.

Segundo investigações da Divisão, Tarcísio Júnior e seu irmão gêmeo Antônio Ribeiro de Andrade Neto, candidato a vereador derrotado nas Eleições 2016, teriam corrompido testemunhas que atualmente estão presas no presídio de Alcaçuz para que elas mentissem no inquérito policial que apura os executores da morte do hoteleiro Ademar Miranda Neto, de 58 anos, em 7 de Junho de 2016.

Os irmãos Tarcísio Jr e Antônio foram indiciados por corrupção de Testemunhas.

Questionados sobre quem seriam as testemunhas que estão presas e o que elas poderiam relatar à polícia, os delegados da DHPP afirmaram que não poderiam repassar mais detalhes, para evitar comprometer as investigações e a segurança dessas pessoas.

O crime

O hoteleiro Ademar Miranda Neto, de 58 anos, foi executado com cinco tiros na avenida Engenheiro Roberto Freire, principal via de Ponta Negra, Zona Sul de Natal, quando dois homens que estavam em uma motocicleta efetuaram disparos de arma de fogo contra ele. O crime aconteceu em 7 de Junho de 2016. Ele estava em processo de separação de Renatta Borsatto, com quem teve três filhos.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: