fbpx

PR e João Maia esquecem as obras paralisadas da Reta Tabajara

A obra de duplicação da Rodovia BR-304, a Reta Tabajara, caiu no esquecimento como tema de encontros realizados pelo presidente estadual do PR e candidato a deputado federal Joâo Maia. Nos encontro em Assú e Caicó, a obra mais aguardada pelos potiguares, foi esquecida completamente. Pode?

A Reta está parcialmente paralisada após questionamentos do Tribunal de Contas da União (TCU), mas o PR e João Maia, agora já não acham mais importante e preferem debater temas novos. Uma comissão formada por técnicos do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) de Brasília, órgão responsável pela obra, irá apresentar documentos sobre os questionamentos do Tribunal até o final de maio.

No canteiro de obras, vigas para uso na construção estão em meio à lama, expostas à chuva e sol

Com cerca de 11% de execução, o que equivale a R$ 33 milhões, a obra da Reta Tabajara tornou-se mais cara ao longo dos anos. O orçamento atual foi ajustado para R$ 300 milhões. São R$ 63 milhões a mais do que no ano passado, quando estava previsto um gasto de R$ 237 milhões, que já estava com um valor acrescido em R$ 50 milhões desde o início da construção, em 2014.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: