Aliado do prefeito Gustavo, Johobel Mairon faz pouco caso da denúncia de compra de voto do Ministério Público

O candidato a vereador na cidade Assú, aliado do prefeito e que também é cargo comissionado da Prefeitura do Assú, Johobel Mairon, filiado ao PL, partido do prefeito Gustavo Soares e George Soares, “fez pouco” caso do ministério público e até do julgamento da justiça.

Com intuito malicioso de promover descrença e descredibilidade ao MP eleitoral, ao relatar em sua postagem, “em 2017 o MP também pediu a cassação de Gustavo, e nosso prefeito saiu vitorioso, dessa vez vamos ganhar de novo”, concluiu o candidato do PL.

O candidato Johobel que é cargo comissionado da prefeitura municipal de Assú, exercendo o cargo de assistente de secretaria, na secretaria municipal de saúde, confia cegamente no poder e influência de George, que é líder do governo, irmão do prefeito sob júdice e que acha que sua influência será suficiente para impedir que o irmão seja cassado.

A denúncia que foi fruto da operação do MP eleitoral é séria e não cabe a ninguém desmerecer a operação, pois se tem provas contundentes para ter a chapa de prefeito e vice cassada, e envolvendo ainda o presidente da câmara de vereadores de Assú, porque tentar desmerecer? A não ser que o cargo comissionado da Prefeitura saiba alguma informação que saiu da boca do deputado ou do prefeito, para que ele acredite que isso não dará em nada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *