À espera de Moro manifestantes deixam clima tenso em frente à PF em Curitiba

Manifestantes pró e contra o ex-ministro, Sergio Moro, dividem o mesmo espaço em frente à sede da PF (Polícia Federal), em Curitiba e deixam o clima tenso no local.

Desde as primeiras horas da manhã deste sábado (2), apoiadores do ex-ministro e apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, manifestam com carros de som, bandeiras e palavras de ordem.

O local teve reforço na segurança pela PMPR (Polícia Militar do Paraná) e o clima é tenso entre os manifestantes.

CINEGRAFISTA É AGREDIDO POR MANIFESTANTE

Há muitos jornalistas no local aguardando a chegada da ex-ministro. Um dos manifestantes (não se sabe se pró ou contra Moro) chegou a agredir um cinegrafista da RIC TV (afiliada da Record no Paraná).

O cinegrafista Robson Silva, da RICTV, explica que sem o cordão de isolamento o manifestante o agrediu achando que era funcionário da TV Globo. “O cara veio pra cima falando que eu era da Globo tal, Globo lixo, acho que ele achou que estava ao vivo, mas não estava sabe. Aí ele veio pra sima pra derrubar a câmera, tentou empurrar a câmera, eu segurei, daí a polícia chegou e tirou ele daqui, porque não tinha cordão de isolamento, sabe?”, desabafou o cinegrafista.

Depois da confusão a PM fez o isolamento dos manifestantes no local.

O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, está sendo aguardo na sede da PF (Polícia Federal), em Curitiba, para prestar depoimento no inquérito que investiga as acusações feitas por Moro, contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: