A VERDADE: O ingrato George Soares choraminga no Instagram mas esquece que quem o elegeu deputado estadual e lhe deu a mão foi João Maia

Quem era George Soares em 2010? Um contador de formação que nunca exerceu a profissão, nunca teve a carteira assinada e sobrevivia como cargo comissionado de um ou outro deputado por ser filho de Ronaldo Soares. Resumindo, nunca deu um prego numa barra de sabão, mas que usufruía de uma boa vida.

Seu pai Ronaldo Soares que anunciava aos quatros cantos de Assu que tinha se aposentado da política, foi desmascarado quando revelado pelo blog do VT que na verdade ele tinha era sido aposentado pela justiça (por isso o anúncio da “aposentadoria voluntária), pois foi punido em diversos processos que além de torná-lo inelegível, ainda o condenou a devolver os milhões de reais que subtraiu dos cofres do município, e que nunca foram pagos por ele, na verdade, sequer Ronaldo foi encontrado pelos oficiais de justiça, se escondendo.

Este era o cenário em 2010. João Maia que tinha sido eleito deputado federal em 2006 com uma votação estrondosa – de mais de 193 mil votos, sendo o segundo mais votado daquela eleição – por compaixão da ruína e ostracismo político dos Soares pegou pelo braço George e deu toda a estrutura política (partido, recursos financeiros e etc) para que ele fosse eleito deputado estadual com a ajuda do ex-prefeito Ivan –  que George logo após eleito, traiu.

George foi e é ingrato com João Maia. Tudo que ele tem e é politicamente ele deve a João Maia, que não só o elegeu deputado estadual, mas foi quem o pegou pela mão, deu o peito como a um filho-cuidando,  e lhe mostrou como caminhar na política.

George depois de eleito deputado estadual andava a tiro colo com João porque não conhecia ninguém na política, era apenas chamado por todos de “o menino de Ronaldo”, mas João o trouxe para perto e tratou de forjar George e de lhe mostrar como deveria andar na política. Ou seja, ele deve tudo a João Maia.

Mas, o ingrato George traiu João quando ele mais precisou. Depois vem falar que João que o traiu, esquecendo de ser sincero sobre tudo que ele já estava fazendo contra ele na surdina. Tudo isso porque na aliança de interesses é muito mais confortável para George permanecer com a governadora do que com João Maia.

Quem então permaneceu fiel aos seus princípios, João ou George? Quem é o ingrato dessa história?

Cabe a cada um a reflexão.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.