ALRN vai debater oportunidades e riscos ambientais, sociais e de governança no RN

Por iniciativa do deputado Hermano Morais (PV), a Assembleia Legislativa promove nesta quarta-feira (12) audiência pública com o tema “Oportunidades e Riscos Ambientais, Sociais e de Governança Visando o Desenvolvimento Sustentável do Rio Grande do Norte”. O evento acontece no auditório da Casa, a partir das 14h, e faz parte das atividades da Frente Parlamentar Estadual para Gestão Inteligente e Sustentável, presidida pelo parlamentar. De acordo com ele, é necessário adotar ações que promovam a garantia de uso dos recursos naturais do Rio Grande do Norte.

“O desenvolvimento sustentável gera oportunidades econômicas e sociais importantes, abrindo um ciclo virtuoso e possibilitando um futuro ainda mais próspero, a exemplo do uso da energia renovável. Infelizmente também temos riscos e ameaças. A integração do ser humano necessita de profundas transformações. A audiência busca não só discutir o tema, mas também apontar soluções por meio de políticas públicas e avanços capazes de beneficiar os cidadãos potiguares”, justifica Hermano.

O deputado aponta a degradação ambiental e a exploração desordenada dos recursos naturais como atitudes que necessitam ser debatidas, defendendo também a formulação e implantação de políticas públicas ambientais, com documentos democráticos e com segurança jurídica e de defesa da vida. “Todas essas demandas estão em movimento, são dinâmicas, principalmente quando se refere à sustentabilidade. É necessário impulsionar a economia de forma responsável e equilibrada. Com essa audiência pública pretende-se mostrar e propor ações que possam ser indicativas de um seguro desenvolvimento integral, desde a ideia, a formulação, projeto e avaliação”, explica ele.

Para a audiência pública, foram convidadas as representações dos seguintes órgãos: Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais (IBAMA), Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (IDEMA), Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN), Instituto Nacional do Semiárido (INSA), Escola Agrícola de Jundiaí – UFRN, Fecomércio, Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, da Ciência, da Tecnologia e da Inovação (SEDEC), Secretaria de Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar (SEDRAF), Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMARH), Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN), entre outros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.