Alunos da Escola JK em Assu temem tragédia igual a Suzano mas diretor tranquiliza

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé

Após a tragédia do massacre que deixou dez jovens mortos num colégio estadual de Suzano, na Grande São Paulo, os alunos da rede estadual de ensino começaram a ficar assustados com a notícia de que a Escola Estadual J. K, em Assú, corra o risco de ser palco também de uma tragédia, mas o diretor da escola Valderedo de Melo Silva descartou essa possibilidade, classificando como Fake News, as conversas que tem circulado em vários grupos do WhatsApp entre centenas de alunos.

O professor Valderedo Melo nega veementemente a possibilidade de risco de massacre no J.K. em Assú, alegando que tudo começou após um estudante que não aceitava o fim do relacionamento que tinha com uma jovem que também estudava na própria unidade escolar e chegou a dizer algumas coisas sobre a ex-namorada e não direcionadas a comunidade escolar. O diretor pede calma e diz ter tomado todas as providências para resolver a situação, tranquilizando os pais de milhares de alunos do JK.

A população escolar do Assu ainda lembra muito bem tragégia de Suzano em que dois atiradores invadiram a Escola Estadual Raul Brasil , no Jardim Imperador, e abriram fogo a esmo no horário do intervalo. No colégio, eles mataram cinco estudantes, duas funcionárias do colégio e, logo em seguida, se mataram. O Ministério Público do Assú e o Conselho Tutelar também precisam participar dessa investigação e saber realmente quais foram providências adotadas e se envolvidos são maiores ou menores de idade.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: