Após exclusão, Exército pode voltar a incluir Assú na Operação Carro-Pipa

Após a Prefeitura do Assú por puro descaso do prefeito Gustavo Soares, do PR, ter sido excluída da Operação Carro-Pipa (OCP), executado pelo Exército Brasileiro, e que tem por finalidade suprir hidricamente povoações rurais onde o abastecimento emergencial de água potável revele-se mais acentuado, o município passará por um processo de avaliação técnica objetivando sua inclusão novamente.

O coordenador geral substituto do Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres, da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil, do Ministério da Integração Nacional, Reinaldo Soares Estelles, enviou oficio endereçado ao subcomandante de Operações Terrestres do Exército Brasileiro, general de Divisão Estevam Cals Theóphilo Gaspar de Oliveira, orientando o oficial a providenciar visita ao município para verificar “in loco” o redimensionamento da população que necessita do atendimento complementar federal e dos carros-pipas necessários à demanda.

No Ofício, o Assú é citado na escala de classificação do órgão federal como área de seca “grave”.É acrescentado que, “no caso de parecer favorável, desde já sinalizo autorização para inclusão/ampliação da OCP federal, exclusivamente na área rural”.O coordenador/secretário Jonaelson Medeiros frisou que em razão da paralisação da OCP em Assú o socorro emergencial de água à zona rural vem sendo feita pela administração.O número estimado de pessoas que necessitam de tal assistência é de 2.143 pessoas.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: