Assembleia presta homenagem a agentes penitenciários do RN

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte homenageou, na tarde desta quinta-feira (23), os profissionais que atuam no Sistema Prisional Estado. Por proposição do deputado Kelps Lima (SDD), o Legislativo realizou uma Sessão Solene em alusão ao Dia do Agente Penitenciário, comemorado anualmente no dia 22 de maio. Para o parlamentar, é fundamental que a sociedade valorize a função e saiba da importância que os profissionais têm na segurança pública.

Contando com a participação de representantes do Poder Público e órgãos de segurança, a solenidade também reuniu centenas de profissionais e familiares, homenageando especificamente 35 profissionais pelos relevantes serviços prestados ao Rio Grande do Norte, com a entrega de placas e certificados. Para Kelps Lima, é necessário que a população tenha a real dimensão sobre a importância da atividade.

“É fundamental que a sociedade compreenda o papel do agente. Onde ele está no ciclo da segurança, no ciclo da violência. Não adianta lembrar só quando tem rebelião no presídio, ou fuga, ou ônibus queimados, ou presos assassinados. É importante que se valorize sempre e saibamos do quão fundamental eles são para o estado”, explicou Kelps Lima, que agradeceu pela oportunidade de homenagear os profissionais e agradecer pelo trabalho desenvolvido.

Presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do RN (Sindasp), Vilma Batista, comemorou o reconhecimento por parte da Assembleia, que propôs, através da ex-deputada Márcia Maia, a criação de uma data para homenagear a categoria. No entendimento da sindicalista, a data é simbólica, mas é um justo reconhecimento aos profissionais que há 17 anos atuam no Rio Grande do Norte para garantir a ordem no sistema prisional.

“Ser agente penitenciário não é pra qualquer um. Estamos aqui comemorando, primeiramente, a vida. Estarmos vivos é sempre uma vitória. Temos uma profissão estressante e arriscada, com colegas que faleceram pela violência e também pelo desgaste causado pelo trabalho. Estamos lutando sempre contra assédio e perseguições e assim mantemos o sistema está de pé. Hoje, todos se orgulham para colocar em propaganda política a situação do sistema, mas só está assim por cada suor e abdicação dos agentes e de suas famílias, que dão o suporte. O sistema é bruto e desgasta. Nós nos tornamos brutos pela vida porque é exigido, mas é uma brutalidade que nos trás a felicidade de proporcionar segurança aos outros”, disse Vilma Batista.

No entendimento da presidente do sindicato e de Kelps Lima, é necessário que o Poder Público mantenha o foco em melhorar as condições do sistema prisional, valorizando os profissionais e garantindo que o caos que ocorreu em anos anteriores não se repita.

“Sistema teve melhora, mas não podemos passar a impressão de que está tudo resolvido. Não podemos cair no comodismo para deixar de dar prioridade. Não vamos esperar a próxima crise para convocar os novos agentes. Que sejam convocados logo, que as vagas sejam preenchidas logo. Isso pode evitar uma crise externa que, inclusive, fere a economia do Rio Grande do Norte”, disse Kelps Lima. “O crime organizado não tem vez e nem voz no nosso sistema prisional. Quem manda é o estado, mas garantindo os direitos e cumprindo a lei de execução penal. Hoje dizemos ao Governo e ao Brasil que nós somos os profissionais do sistema penitenciário. Somos nós que conhecemos o sistema. Seguimos a passos largos para que possamos ser referência no Brasil e no mundo através da Polícia Penitenciária”, disse Vilma Batista.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: