Associação Quilombola emite nota de repúdio contra concurso da Prefeitura do Assu que prevê 2 vagas exclusivamente para o Trapiá

A Associação Quilombola de Bela Vista Piató emitiu nota de repúdio contra o edital de concurso da Prefeitura do Assú. O motivo da nota, é questionando porque justamente em ano eleitoral, apenas a comunidade de Trapiá foi escolhida para ser contemplada com 2 vagas no concurso, e nesse mesmo edital eles ainda classificaram o Trapiá como Quilombo.

Na nota, a comunidade questiona porque em meio a tantas comunidades rurais, a preferência foi a comunidade do Trapiá? Inclusive, na nota eles citam vários problemas que a Escola Municipal Senador Georgino Avelino enfrenta por estar aguardando reforma ainda, e diante disso, as aulas serão realizadas na sede da associação.

A comunidade Quilombola está esquecida pela Prefeitura do Assú e  gritando por socorro, resistindo em meio a tanta politicagem grotesca que só prejudicam a cidade.

A comunidade do Trapiá tem o vereador Júnior como sua maior expressão política, e que é aliado do prefeito Gustavo. Por isso, é preciso que haja transparência nos quesitos que fizeram o prefeito escolher Trapiá em detrimento a outras comunidades.

Ontem, a Prefeitura do Assú afirmou que corrigiria o edital já que Trapiá não é Quilombo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.