fbpx

Atos a favor e contra Lula nas ruas

k

As manifestações contra e a favor do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva movimentaram as principais capitais brasileiras durante toda a quarta-feira (24). A maior concentração aconteceu em Porto Alegre, palco do julgamento do recurso da defesa de Lula.

Desde o começo da manhã de quarta-feira, integrantes de movimentos sociais que apoiam Lula se deslocavam pelas ruas da capital gaúcha para acompanhar o julgamento. Segundo os organizadores, cerca de 30 mil pessoas se reuniram nas proximidades do TRF-4.

Após a decisão, pedindo buzinaço para carros que passavam (e sendo prontamente atendidos), cerca de 30 ativistas pró-intervenção militar comemoram o 3 a 0 contra Lula no tribunal. Líder do Movimento Brasil Livre (MBL), Kim Kataguiri circulou como celebridade e herói entre os defensores da condenação de Lula no parque Moinhos de Vento, em Porto Alegre.

Em Belo Horizonte, cerca de 200 pessoas participaram de um ato em favor do ex-presidente em frente à sede da Justiça Federal, no bairro Santo Agostinho, região Centro-Sul da capital. O grupo era formado por membros de movimentos sociais, sindicatos e algumas lideranças políticas de partidos de esquerda.

No início da tarde, um grupo de cerca de 50 pessoas se reuniu na praça da Liberdade para comemorar o resultado do julgamento. Um carro de som tocava o hino nacional e músicas diversas, variando de Beatles a Molejo. Policiais acompanharam de perto, e nenhuma ocorrência foi registrada.

Diversas faixas de protesto contra Lula e o PT foram abertas. Motoristas que passavam pelo local buzinavam para o grupo. Entre os manifestantes, destacavam-se os apoiadores do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), pré-candidato à Presidência, que portavam camisas e bandeiras com o rosto do parlamentar.

Já no Rio de Janeiro, um grupo de manifestantes invadiu um dos prédios da TV Globo, no Jardim Botânico, na zona Sul do Rio. Eles jogaram tinta vermelha contra as paredes do hall de entrada da emissora. O letreiro externo do prédio também foi manchado.

Na capital paulista, protestos contra Lula tiveram Pixulecos, cartazes em inglês e críticas ao petista. Cerca de 600 manifestantes, contrários ao ex-presidente e vestidos com as cores nacionais, celebraram a condenação em frente ao Masp, na avenida Paulista.

Batizada de “CarnaLula”, a comemoração teve direito a champanhe, rojões e marchinhas de Carnaval com letras antipetistas.

No centro da cidade, na praça da República, durante todo o dia manifestantes apoiavam Lula, mesmo com a condenação já proferida. No início da noite, o ex-presidente participou de ato com lideranças da esquerda. No discurso de todos os presentes, a insistência para que Lula concorra à eleição.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: