George Soares manda assessores divulgar investigação do Ministério Público contra prefeito Valderedo

A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sentadas e área interna

Os blogs do secretário de comunicação da Prefeitura do Assú Lúcio Flávio, que também funcionário da Princesa FM, emissora que tem como sócios o ex-prefeito Ronaldo Soares, o velho Jacaré e a sua es-esposa Rizza Montenegro, pai e mãe respectivamente do prefeito Gustavo Soares e do deputado estadual George Soares, assim o famoso puxa saco do deputado do PR e mentiroso condenado pela Justiça várias vezes, mandaram bala no prefeito de Ipanguaçu Valderedo Bertoldo, a pedido da oligarquia Soares que não quer apoiar a reeleição do atual prefeito do PR no pleito eleitoral do próximo ano.

Segundo os assessores do deputado George Soares, o Ministério Público abriu inquérito Civil Público, para apurar suposto ato de improbidade administrativa praticado pelo gestor da Prefeitura de Ipanguaçu/RN, Valderedo Bertoldo do Nascimento.  em face do não atendimento de requisições da Câmara Municipal de Vereadores. Pois diga.

Justiça nega liberdade de fazendeiro condenado por encomendar morte de vereador de Alexandria

Os desembargadores que integram a Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do RN negaram o recurso de Apelação Criminal movido pela defesa de Francisco Guedes de Oliveira, fazendeiro acusado como mandante do homicídio do vereador Sebastião Jácome de Oliveira, conhecido como “Jogo”, à época presidente da Câmara Municipal de Alexandria.

Francisco Guedes de Oliveira foi condenado por um júri popular a 18 anos de prisão por ter contratado três pistoleiros para matar o vereador, assassinado no dia 20 de janeiro de 2000, no Sítio Atoleiro, zona rural de Alexandria.

No dia do júri, os advogados do réu justificaram que “Chico Guedes” não compareceu ao Tribunal do Júri por uma questão de segurança e que estava em suas propriedades no estado do Pará.

Na sessão da Câmara Criminal, o atual advogado do caso, Abrão Lira Beltrão, argumentou em sua sustentação oral que a citação do acusado teria sido inválida e que não foi nomeado um defensor público para o fazendeiro.

Mas os argumentos não foram acolhidos pelos desembargadores da Câmara Criminal. “A defesa teve um prazo extenso para representar o caso”, definiu o órgão julgador do TJRN.

(Apelação Criminal nº 2018.009908-8)

Ezequiel Ferreira solicita ampliação de serviços públicos para o Agreste

Extensão de rede de distribuição de água, reforma de posto de saúde, construção de posto policial e iluminação pública são benefícios que o deputado e presidente da Assembleia Legislativa Ezequiel Ferreira (PSDB) está requerendo para o município Serra de São Bento, na região Agreste.

“As nossas solicitações são embasadas em reivindicações de moradores, tanto da zona Urbana como Rural de Serra de São Bento, que chegam ao nosso gabinete parlamentar. Temos certeza que o atendimento dos nossos requerimentos vão contribuir para a melhoria da qualidade de vida da população do município”, afirma o deputado Ezequiel Ferreira.

Uma das solicitações foi para que seja feito estudo de viabilidade técnica para a extensão da rede de distribuição de água para a comunidade Lagoa Salgada, na zona Rural de Serra de São Bento, para onde também reivindicou do governo do Estado a construção de um posto da Policia Militar.

O deputado requereu a reforma do posto de saúde localizado na comunidade Panelas e a melhoria da iluminação pública do conjunto Baixa da Raposa, onde os moradores convivem com a falta de segurança pública.

Servidores do Assu repudiam contratação via cooperativa de 100 a 300 apadrinhados do prefeito Gustavo Soares

Com um Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Assú -SINDSEP, sob o comando de maioria de pelegos que fingem representar os servidores da Prefeitura do Assú, em troca de favores do governo do prefeito Gustavo Soares, que vem tirando os seus direitos de aumento e não cumpre o Plano de Cargos, Carreiras e Salários, agora está pensando em criar de 100 a 300 cargos na administração municipal via contratação terceirizada de uma cooperativa para atender a interesses financeiros do testa de ferro do governo municipal – os servidores municipais, fizeram hoje uma reunião para repudiar e protestar contra o chefe do executivo assuense, elaborando inclusive uma nota oficial que deverá ser divulgada.

O presidente da Câmara de Vereadores do Assu Francisco de Assis, vulgo Tê, já recebeu o projeto de lei da farra de contratação terceirizada de empregados de uma cooperativa com ligação política a um cabo eleitoral do deputado estadual George Soares (PR) que será contratada a peso de ouro pelo governo do prefeito Gustavo Soares para atender as demandas das secretarias municipais.

O atual governo que realizou uma manobra para não chamar os concursados por pura picuinha e mesquinharia política, inventou essa contratação via cooperativa, nas barbas do Ministério Público que deverá adotar medidas para coibir esse abuso de poder e jogo político sujo do governo que quer se manter no poder a todo custo.

No entanto, o presidente Francisco de Assis, vulgo Tê, engavetou o projeto de contratação de 100 a 300 cargos como moeda do toma lá dá cá que todos os 15 vereadores estão querendo garantir com a aprovação para receber uma recompensa que não tem ainda valor estimado para exigir do prefeito Gustavo Soares para votarem pela aprovação da lei que concede ao governo o poder de realizar essa farra de contratação, aparentemente dentro da legislação se tudo não for abortado pelo promotores de Justiça do Ministério Público da comarca do Assú

Governo Fátima deve executar condenações de ex-reitores da Uern Severino Neto e Milton Marques

Resultado de imagem para governadora fatima e o deputado george
Governadora Fátima do PT aliada de George Soares vai executar espolio de Milton Marques

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), por meio da 19º Promotoria de Justiça de Mossoró, recomendou que a Procuradoria-Geral do Estado promova as medidas judiciais relativas às condenações imputadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE/RN) a Francisco Severino Neto, ex-pró-reitor da Administração da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern), e ao espólio de Milton Marques de Medeiros, ex-reitor daquela Universidade.

Gestores foram condenados pelo Tribunal de Contas do RN a ressarcir erário

De acordo com o TCE/RN, Francisco Severino Neto foi condenado a restituir mais de R$ 115 mil em razão da ausência de comprovação da finalidade pública em gastos ordenados por ele enquanto esteve no cargo. Esse foi o mesmo motivo pelo qual o TCE condenou o ex-Reitor, Milton Marques de Medeiros, ao ressarcimento ao erário no valor de cerca de R$ 30 mil. As irregularidades ocorreram no exercício de seus mandatos durante os anos de 2007 e 2009.

A Procuradoria-Geral do Estado tem 10 dias para informar o MPRN sobre as providências tomadas ou que se pretende tomar. Para ler a recomendação na íntegra, clique aqui.

George Soares chama de bagunça geral governo do pai do deputado Fábio Faria

Resultado de imagem para george soares e robinson
George Soares mamou a vontade nas tetas do governo Robinson Faria

O deputado estadual e líder do governo na Assembléia George Soares, para justificar o emprego que ganhou de mão beijada da governadora Fátima Bezerra, do PT, para o seu sogro, Flávio Morais, ex-secretário da Prefeitura do Assu, no governo do seu irmão e prefeito Gustavo Soares e pai da sua esposa Danielle Soares, para comandar uma diretoria da Central de Abastecimento do RN – Ceasa, com salário bem recheado e que engorda a conta bancária da família do parlamentar do PR, passou atacar covardemente o ex-governador Robinson Faria, pai do deputado federal Fábio Faria. ESCUTE O AUDIO ABAIXO DE GEORGE SOARES

Na campanha eleitoral passada, o deputado federal Fábio Faria que hoje sumiu do mapa político, deixando o seu pai ser golpeado covardemente pelas costas com palavras virulentas do deputado George Soares, a quem dispensou um tratamento político vip a George e a outros deputados estaduais com o objetivo apenas de prejudicar a eleição do ex-prefeito do Assu Ivan Júnior e atender um pedido do filho do Jacaré e do então candidato a deputado federal e presidente do PR João Maia, para não dar um centavo do fundo partidário para a campanha de Ivan deputado estadual e que acabou não tendo sucesso e obter a vitória.

Hoje, após o deputado Fábio Faria cumprir o acordo que fez com o deputado estadual George Soares e o seu padrinho, deputado federal João Maia, para prejudicar Ivan Júnior, deve estar muito arrependido com a covardia e a traição do parlamentar do PR que paga o favor maldoso que o genro do dono do SBT fez com a oligarquia Soares na campanha. Mas na campanha do próximo ano, Fábio Faria deve estar no mesmo palanque do algoz do seu pai e ex-governador Robinson Faria.

Ivan Júnior diz que deputado George Soares receberá 170 mil de férias e 13° salário reatroativo

A imagem pode conter: Marcus Silva, óculos

Enquanto o vice-presidente da Assembléia, líder do governo do PT da governadora Fátima Bezerra e deputado do PR George Soares, defendeu a le que regulamenta o adicional de férias e o pagamento de 13º salário para os 24 deputados estaduais do Rio Grande do Norte., afirmando inclusive que não ver nada imoral ou ilegal, o ex-prefeito Ivan Júnior, apoiou a decisão da governadora de tirar o braço da seringa, mas discordou veementemente do seu adversário político e irmão do prefeito Gustavo Soares, dizendo que está muito triste com essa conduta do parlamentar do Assu que aprovou uma lei que contempla ele mesmo com mais de R$ 170 mil retroativo.

Para justificar a sua indignação e revolta, o ex-prefeito Ivan Júnior disse que enquanto isso, o professor, aposentador, os servidores do Estado com salário atrasado, os servidores da saúde em greve, a delegacia de Policia do Assú sem funcionar no final de semana e a noite, as mães gravidas obrigadas a parir em Mossoró, porque a maternidade da cidade não funciona mais e o deputado George Soares aprova uma lei retroativa.

Escute abaixo o trecho da entrevista do ex-prefeito a Nova 89 FM que tem como dono, o ex-vice-prefeito Zeca Abreu, tio do ex-vereador e ex-secretário Arnóbio Júnior, acusado de tomar dinheiro emprestado ao BNB e não pagar a dívida, segundo denúncia do ex-prefeito Ronaldo Soares, pai do prefeito e do deputado do PR.

Juíza do Assú inocenta prefeito Gustavo Soares e a sua vice Sandra Alves

Resultado de imagem para juíza eleitoral do Assú Suzana Paula de A. Dantas Corrêa
Juíza Suzana julgou improcedentes todos os pedidos de impugnação da oposição em Assú

A juíza eleitoral do Assú Suzana Paula de A. Dantas Corrêa inocentou o prefeito do Assú Gustavo Soares (PR) e a vice-prefeita Sandra Alves (MDB), da acusação de recebimento de doação ilegal de empresa do marido da vice-prefeita e atual presidente do diretório do MDB em Assú Helder Alves, na campanha eleitoral de 2016 contra o ex-candidato derrotado a prefeito Patrício Júnior (PSD). VEJA SENTENÇA COMPLETA AQUI

Na sentença proferida no último dia 20, a magistrada que, embora seja certo que a conduta dos representados se revestiu de ilegalidade, esta não teve a intensidade suficiente para excluir a lisura e higidez do pleito eleitoral em análise e nem para provocar qualquer desequilíbrio entre candidatos ou mesmo comprometer a liberdade de escolha do cidadão, motivo pelo qual é de se concluir que não restou configurada qualquer hipótese para a incidência do referido dispositivo legal, já que não houve ofensa ao bem jurídico protegido pela norma.

Em outras palavras, diz a juíza o recebimento de doação ilegal de serviço de locação de veículo pelo prazo da campanha eleitoral não apresentou expressividade econômica capaz de comprometer a lisura das eleições municipais de Assu.

Resultado de imagem para gustavo soares e sandra alves

Por fim, a juíza destaca ainda que as demais irregularidades apontadas pelo Ministério Público no início da fundamentação da representação, quais sejam,  1) doações financeiras acima de 1.064,10 recebidas de pessoas físicas; 2) omissões de receitas e gastos eleitorais (art. 60, IV, da Resolução TSE n.º 23463/2015) e 3) irregularidade das transferências; além de não terem sido detalhadas na inicial pelo representante, não foram acompanhadas das respectivas provas de sua ocorrência.

Diante de todo o exposto, JULGO IMPROCEDENTES todos os pedidos contidos nas ações de impugnação de mandato eletivo, de investigação judicial eleitoral e na representação pela prática de infração ao art. 30-A da Lei 9.504/97 em análise, finalizou a magistrada.

George Soares não ver nada imoral ou ilegal na lei de férias e 13º salário para deputados

Resultado de imagem para george soares assembleia
Vice-presidente da Assembléia e líder do governo do PT George Soares discorda da governadora Fátima Bezerra

A governadora Fátima Bezerra, do PT, tirou o braço da seringa e não aprovou e não vetou a lei aprovada na Assembleia Legislativa, que regulamenta o adicional de férias e o pagamento de 13º salário para os 24 deputados estaduais do Rio Grande do Norte. O vice-presidente da Assembléia e deputado George discorda da posição da governadora, não acha errado a aprovação da lei.

Na semana passada, o deputado estadual do PR George Soares, atual vice-presidente da Assembléia e líder do governo do RN, afirmou em Assú, a sua terra natal e curral eleitoral da centenária oligarquia dos Soares do Vale do Açu, que a Assembléia não criou um privilégio e que o Governo Federal, as Prefeituras e as Câmaras Municipais já fazem que é pagar férias e o 13º salário.

George explicou que não acha imoral ou ilegal, porque o cidadão comum  que tem carteira assinada tem esse direito.

Escute abaixo a explicação do parlamentar do PR que acha correto ele e seus colegas receberem esse pagamento, discordando da versão apresentada pela governadora Fátima Bezerra, através do seu chefe do gabinete Raimundo Alves, irmão da ex-secretaria de Articulação Institucional do governo Robinson Faria Estela Dantas, que também é assessora do deputado federal Fábio Faria, do PSD. 

Fábio Faria toma chá de sumiço e não defende governo do pai Robinson Faria

Resultado de imagem para governador robinson faria e o seu filho fabio faria g1

O genro do dono do SBT e deputado federal pelo PSD do RN, Fábio Faria, tomou o chá de sumiço, apesar de ter sido reeleito no fim da fila ou melhor no último lugar de um total de oito parlamentares da bancada federal do potiguar.

O ex-governador Robinson Faria que tem sido alvo de fortes e severas critícas da governadora Fátima Bezerra, do PT, não tem recebido até hoje uma defesa robusta e presente do seu filho e deputado Fábio Faria, que deixa a sensação de ter abandonado o próprio pai, alvo até de ataques levianos e irresponsáveis de integrantes do governo do PT que está comprando aliados em troca de empregos e outras vantagens.

O silêncio do deputado federal Fábio Faria tem levantado nos bastidores muitas dúvidas e questionamentos dessa conduta passiva e quais os motivos que estão forçando o destemido e arrogante deputado do PSD a ficar calado e amordaçado. 

Ezequiel reivindica benefícios para municípios da região Seridó

O deputado e presidente da Assembleia Legislativa Ezequiel Ferreira (PSDB) protocolou requerimentos na Mesa Diretora solicitando do governo do Estado, obras e programas do Executivo para beneficiar cinco municípios da região Seridó: São José, Caicó, Jardim do Seridó, Florânia e Currais Novos.

Uma das solicitações do deputado é o estudo de viabilidade técnica para a recuperação da barragem Passagem das Traíras, localizada na divisa dos municípios São José do Seridó, Jardim do Seridó e Caicó.

“A barragem Passagem das Traíras é uma das mais importantes do Estado, fazendo parte da bacia do rio Piranhas-Açu, tendo barrado o rio Seridó. Ela é utilizada para o abastecimento de água da zona Urbana de Jardim do Seridó e zona Norte de Caicó.

A água do reservatório é utilizada, também, na criação de peixes e em atividades recreativas. No entanto, a barragem construída há 24 anos apresenta riscos de rompimento, tendo em vista os problemas em sua estrutura física”, justifica o deputado Ezequiel.

Leia maisEzequiel reivindica benefícios para municípios da região Seridó

Governadora Fátima Bezerra se recusa sancionar lei do 13º e férias para deputados estaduais

A governadora Fátima Bezerra (PT) não sancionou e nem vetou a lei aprovada na Assembleia Legislativa, que regulamenta o adicional de férias e o pagamento de 13º salário para os 24 deputados estaduais do Rio Grande do Norte. O prazo para que a governadora do Estado se pronunciasse a respeito do tema terminou na quarta-feira (20).

A governadora do RN se pronunciou nesta quinta (21) por intermédio do chefe do Gabinete Civil do governo, Raimundo Alves, que se reuniu com a governadora Fátima Bezerra e o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB), a quem foi comunicado a decisão governamental.

Raimundo Alves informou que no encontro, a governadora do Estado explicou ao deputado que apesar do parecer da Procuradoria Geral do Estado (PGE) “avaliar como constitucional, a situação política e financeira do Estado não permite que o projeto de lei que estabelece o pagamento do 13º e de um terço de férias aos deputados estaduais”.

Juiz bloqueia bens no valor de R$ 100 mil do prefeito de Natal Alvaro Dias

Resultado de imagem para alvaro dias natal g1

O juiz Bruno Montenegro Ribeiro Dantas, da 3ª Vara da Fazenda Pública de Natal, acatou pedido de tutela de urgência requerida pelo Ministério Público Estadual e decretou a indisponibilidade dos bens do ex-deputado estadual e atual prefeito de Natal, Álvaro Costa Dias, e do servidor Breno Fernandes Valle, no limite do valor de R$ 100.016,64, nos autos de uma Ação de Responsabilização pela Prática de Atos de Improbidade Administrativa em que se apura a prática de contratação de “funcionário fantasma”.

O montante é referente aos valores recebidos por Breno Valle. O magistrado determinou que a quantia seja indisponibilizada paulatinamente sobre o patrimônio dos réus, na proporção de 50% para cada um, até que seja obtido o montante.

Denúncia

O MP instaurou Inquérito Civil visando apurar a suposta condição de “funcionário fantasma” atribuída a Breno Fernandes Valle, no âmbito da Assembleia Legislativa do RN, em razão de este haver recebido remuneração proveniente do órgão sem a efetiva prestação do serviço respectivo.

O Ministério Público afirma que Breno Valle foi lotado no gabinete de Álvaro Dias, à época deputado estadual, em regime de 40 horas semanais, porém não trabalhava efetivamente na Assembleia Legislativa, mas, sim, na UFRN, todos os dias, em ambos os turnos.

Leia maisJuiz bloqueia bens no valor de R$ 100 mil do prefeito de Natal Alvaro Dias

Com aval da Lava-Jato, PF prende ex-presidente Michel Temer em São Paulo

Resultado de imagem para temer e henrique alves
Lava-Jato prende Temer, mira Padilha, Moreira Franco e ‘bancada de Cunha’ e amigos de Henrique Eduardo Alves, no Congresso

Com base na delação do operador do PMDB Lúcio Funaro, homologada pelo Supremo Tribunal Federal (STF), a força-tarefa da Lava-Jato está nas ruas do Rio, São Paulo, Brasília e Porto Alegre, prendeu na manhã desta quinta-feira o ex-presidente Michel Temer.

Agentes da Polícia Federal ainda buscam o ex-ministro da Casa Civil Eliseu Padilha e Moreira Franco. A ordem dos mandados de prisão é do juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro. A delação de Funaro foi homologada no dia 5 de setembro de 2017.

A colaboração de Funaro, homologada pelo ministro Edson Fachin, relator da Lava-Jato no STF, à qual o GLOBO teve acesso, tem 29 anexos que narram em detalhes como teria funcionado o esquema de corrupção no Congresso, chefiada por caciques do antigo PMDB como os ex-presidentes da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha, preso em Curitiba, e Henrique Eduardo Alves, além dos ex-ministros Geddel Vieira Lima (preso há 6 meses), Moreira Franco e do ex-vice governador do Distrito Federal Tadeu Filippeli, que foi assessor especial do gabinete de Temer. Chico Otavio e Daniel Biasetto – O Globo

Leia maisCom aval da Lava-Jato, PF prende ex-presidente Michel Temer em São Paulo

Ministros do STF discordam de inquérito aberto por presidente do Supremo Toffoli 

Ministros do STF

O inquérito aberto por Toffoli na semana passada é motivo de discordâncias entre ministros do próprio Supremo, sobretudo por dois fatores: por ele ter instaurado o inquérito de ofício (sem provocação de outro órgão), sem pedir providências ao Ministério Público, e por designar Alexandre de Moraes para presidi-lo sem fazer sorteio ou ouvir os colegas em plenário.

“O objeto deste inquérito é a investigação de notícias fraudulentas (fake news), falsas comunicações de crimes, denunciações caluniosas, ameaças e demais infrações revestidas de ‘animus caluniandi, diffamandi ou injuriandi’, que atingem a honorabilidade e a segurança do Supremo Tribunal Federal, de seus membros bem como de seus familiares”, escreveu Moraes em seu despacho.

A apuração inclui “o vazamento de informações e documentos sigilosos, com o intuito de atribuir e/ou insinuar a prática de atos ilícitos por membros da Suprema Corte, por parte daqueles que tem o dever legal de preservar o sigilo; e a verificação da existência de esquemas de financiamento e divulgação em massa nas redes sociais, com o intuito de lesar ou expor a perigo de lesão a independência do Poder Judiciário”.

Foram designados dois delegados para atuar no caso: Alberto Ferreira Neto, da Polícia Federal, e Maurício Martins da Silva, da Polícia Civil de São Paulo.  Camila Mattoso e Thais Bilenky – Folha de São Paulo

Leia maisMinistros do STF discordam de inquérito aberto por presidente do Supremo Toffoli 

Investigação de fake news contra STF identifica suspeitos e PF faz buscas

Ministros do STF

A Polícia Federal cumpre na manhã desta quinta-feira (21) dois mandados de busca e apreensão para apurar ataques e fake news contra ministros do Supremo Tribunal Federal

A operação ocorre em Alagoas e em São Paulo. A Folha antecipou que o STF havia identificado suspeitos e que a equipe de investigação sairia às ruas nesta quinta-feira.

Os investigadores buscam tirar do ar as contas nas redes sociais de dois dos autores identificados no caso e visam recolher computadores e aparelhos usados por operadores dessa rede.

Um guarda civil metropolitano de Indaiatuba, no interior de São Paulo, e um advogado já foram identificados pela equipe que atua no inquérito como suspeitos de estarem por trás das ações.

O presidente do STF, Dias Toffoli, instaurou o inquérito, que corre em sigilo, no último dia 14, e designou o ministro Alexandre de Moraes seu relator. Desde então, houve uma redução dos ataques dirigidos aos ministros, segundo pessoas que acompanham o caso. Folha de São Paulo

Leia maisInvestigação de fake news contra STF identifica suspeitos e PF faz buscas

Com Cerval fechada, Associação de produtores de Linda Flôr começa a construir mini fábrica de queijo em Assú

O presidente Cleudon da Mata e seus auxiliares da Cerval, o ex-vereador Leosvaldo Paiva e o cérebro da maracutaia Antonio Andrielio Leandro de Lima, um dos suspeitos da quadrilha da gafanhoto, em reunião com o presidente Roberto Coelho

Enquanto a governadora Fátima Bezerra, do PT e o secretário Mineiro, libera para o super secretário Nuilson Pinto, o Pavão, mais de R$ 4 milhões para comandar projeto de irrigação no Diba no Alto do Rodrigues, na conta bancária da entidade, a Associação de produtores de Leite de Linda Flor, formada por dezenas de pequenos produtores rurais, começa a construir uma mini fábrica de queijo e iogurte nas imediações da comunidade de Santa Clara em Assú e deverá receber uma bolada boa e recheada de grana do governo do RN, para tocar a mini fábrica que está quase pronta e se habilitar a embolsar uma fortuna de dinheiro a fundo perdido.

Por outro lado, o prefeito do Assú Gustavo Soares com a ajuda do seu irmão e deputado estadual George Soares, e o presidente do SESCOOP/RN, Roberto Coelho, continuam a enganar o vereador Junior do Trapiá e o presidente da Cerval Cleudon da Mata, com promessa de reativar a Cooperativa de Desenvolvimento Sustentavel Rural do Vale do Assu – Cerval, que estão com as portas fechadas e com os equipamentos de sua mini fábrica de queijos e iogurtes se deteriorando por falta de manutenção.

O atual presidente da OCB/RN e do SESCOOP/RN, Roberto Coelho, está enganando a população do Assú, desde que trouxe com seu amigo e chefe da tribo do clá Ronaldo Soares, a Credivale, uma cooperativa de crédito que deu calote financeiro em centenas de famílias que confiaram no pai do atual deputado George Soares e do prefeito Gustavo Soares, depositando suas economias para depois serem roubadas descaradamente.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: