fbpx

Bandidos armados invadem posto de saúde e roubam vacinas contra a Covid-19 em Natal

Unidade básica de saúde da vila de Ponta Negra, na Zona Sul, foi invadida por criminosos, que roubaram doses da vacina contra Covid-19. — Foto: Kleber Teixeira/Inter TV Cabugi

Criminosos armados invadiram um posto de saúde e roubaram doses de vacinas contra Covid-19 no final da manhã desta segunda-feira (22) na Vila de Ponta Negra, na Zona Sul de Natal. O caso foi confirmado pela direção da unidade e pela Guarda Municipal da capital. Duas ampolas, com um total de 20 doses, foram levadas.

Dois homens suspeitos do crime foram detidos pela Polícia Militar no início da tarde em Ponta Negra, mas não estavam com as vacinas. A polícia ainda procura por pelo menos mais um suspeito.

Testemunhas disseram que criminosos já teriam tentado roubar doses no início da manhã, por volta das 7h, porém havia muitas pessoas no local, que gritaram, o que os afugentou. A polícia foi ao local e ficou parte da manhã, mas quando os policiais saíram, os assaltantes voltaram e roubaram as vacinas.

No final da manhã, os criminosos invadiram a unidade armados, pegaram uma caixa térmica e foram até a sala de vacinação, onde pegaram duas ampolas disponíveis.

Suspeitos foram presos em Ponta Negra, mas não estavam com as ampolas de vacinas roubadas em posto de saúde de Natal. — Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi

Suspeitos foram presos em Ponta Negra, mas não estavam com as ampolas de vacinas roubadas em posto de saúde de Natal. — Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi

“Queriam só vacina da Covid-19. Um deles estava com uma metralhadora. As enfermeiras estão passando mal”, contou um morador do bairro, que não quis ser identificado.

Um agente de saúde foi agredido, por tentar resistir à ação. Os criminosos ainda tomaram o aparelho de celular do homem, segundo a direção da unidade. A porta de uma sala também foi quebrada na ação.

“Estavam armados e encapuzados. Levaram duas ampolas, cada uma ampola da CoronaVac tem 10 doses”, afirmou a diretora da unidade, Elvira Maranhão.

“Eu já tinha avisado de manhã, à secretaria, que eles tinham vindo aqui cedo. Tentaram. Quando viram que a enfermeira não estava trazendo vacina, estava trazendo água sanitária, foram embora. Eu disse: ‘eles vão voltar’. Pedi para a polícia vir, ficar. Estavam os dois armados e encapuzados”, acrescentou a diretora.

“Isso é um alerta: eles vão procurar outras unidades. Eu acho que tem que ter uma segurança maior, ou deixar as vacinas só nos centros de drive-thru, porque nós não temos segurança nas unidades para ficar com essas vacinas”, disse.

G1RN

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: