Bolsonaro reinicia sessões de fisioterapia na UTI

Dois dias depois da segunda cirurgia a que foi submetido, o candidato à Presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro, reiniciará nesta sexta-feira as sessões de fisioterapia no Hospital Albert Einstein, em São Paulo.

Ele permanece na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em condições clínicas estáveis e sem complicações no período pós-operatório, segundo o boletim médico divulgado nesta manhã. O deputado está afastado dos atos de campanha nas ruas desde 6 de setembro, quando sofreu um ataque a faca em Minas Gerais.

Diz o boletim médico que o deputado “continua recebendo analgésicos para controle da dor, afebril e sem outros sinais de infecção. Durante o dia de hoje reiniciará fisioterapia – caminhada e exercícios respiratórios”, diz o documento, lembrando ainda que ele continua em jejum oral e alimentação parenteral exclusiva.

A nota é assinada pelo cirurgião Antônio Luiz Macedo, pelo clínico e cardiologista Leandro Echenique, e por Miguel Cendoroglo, diretor superintendente do Albert Einstein. O Globo

Leia maisBolsonaro reinicia sessões de fisioterapia na UTI

PR, PRB e PP guardaram R$ 88 milhões de caixa extra eleitoral

Convenção que oficializou candidatura de Geraldo Alckmin (PSDB)

Cortejados por vários presidenciáveis antes de fecharem com Geraldo Alckmin (PSDB), os partidos do centrão, bloco considerado a “noiva da eleição”, foram os que mais fizeram caixa no ano passado com recursos oriundos do fundo partidário, que é distribuído para a manutenção das siglas.

Esse dinheiro poderá ser usado na eleição, junto com a fatia que cada partido receberá do novo fundo eleitoral, o “fundão” de R$ 1,7 bilhão criado exclusivamente para financiar campanhas após a proibição de doações por empresas.

O PR, com R$ 42,5 milhões em caixa, foi o partido que mais guardou recursos em 2017. Em seguida vem o PRB, com R$ 24,9 milhões, e, em terceiro lugar, o PP, com R$ 20,1 milhões. Somadas as economias dos três, o dote da noiva chega a R$ 88 milhões. Folha de São Paulo

Estado do RN apresenta ferramenta de gestão durante o Congesp

Os técnicos da Unidade de Gerenciamento de Projetos (UGP) do Governo Cidadão, Carlos Nascimento e Lucas Teixeira, apresentaram ontem (2) durante o 12o Congresso de Gestão Pública do Rio Grande do Norte dois painéis sobre ferramentas utilizadas para monitoramento de obras e gerenciamento do projeto.

O coordenador de Monitoramento, Carlos Nascimento, mostrou no painel “Monitoramento e Avaliação em Projetos de Desenvolvimento” como a unidade de gerenciamento controla o andamento dos mais de 500 projetos em execução atualmente, por meio de ferramentas como o SMI – Sistemas de Monitoramento do Projeto. “Apresentamos aos participantes do painel como é possível gerenciar um projeto multisetorial e acompanhar, diariamente, as modificações que ocorrem nos projetos financiados”, acrescentou.

Leia maisEstado do RN apresenta ferramenta de gestão durante o Congesp

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: