Apreensão de cocaína em exportação de frutas suja a imagem da fruticultura no RN

Mosca-das-frutas é uma praga que preocupa agricultores, que temem o reflexo nas exportações — Foto: Reprodução/ TV Grande Rio
Mosca-das-frutas é uma praga que preocupa agricultores, que temem o reflexo nas exportações — Foto: Reprodução/ TV Grande Rio

Em meio ao vendaval de danos provocado pela apreensão da Polícia Federal e da Receita no Porto de Natal de 3,2 toneladas de cocaína em cargas de mangas que seriam exportadas para a Holanda, na Europa, o Governo do RN comandado pela governadora Fátima Bezerra, do PT, informou que o Serviço Agrícola e Pecuário do Chile reconheceu 13 municípios da região Oeste potiguar (veja lista abaixo) como de área livre da mosca-das-frutas, ou seja, propícios para a produção de frutas frescas para exportação.

“A resolução que renova a exportação de frutas frescas para o Chile é de forma significativa o reconhecimento do trabalho efetivo na área livre e isso serve de parâmetro de mercado para outros países como a China por exemplo”, explicou Luiz Roberto Barcelos, diretor da Agrícola Famosa e presidente do Comitê Executivo de Fruticultura do Rio Grande do Norte.

Os municípios que vão continuar livres para a produção de frutas são Mossoró, Assu, Areia Branca, Baraúna, Serra do Mel, Grossos, Porto do Mangue, Tibau, Carnaubais, Ipanguaçu, Alto do Rodrigues, Afonso Bezerra e Upanema.

Na época da Frunorte e da Maisa, na década de 70, elas se tornaram cidades de área livre da mosca-das-frutas e ja exportavam para a Europa, mas que acabaram falindo e aumentou número de empresas covas no cemitério de fruticultura no Vale do Açu e Mossoró.

Governadora aciona Justiça Estadual para cobrar dívida ativa de R$ 664 milhões

Governadora Fátima Bezerra e o secretário de Tributação do RN

A Secretaria Estadual da Tributação (SET), atendendo a orientação da governadora Fátima Bezerra, do PT, que como líder do governo na Assembléia e deputado do PR, George Soares, encaminhou a listagem dos 120 maiores créditos inscritos na Dívida Ativa.

Para atender a governadora, a Presidência do Tribunal de Justiça encaminhou a listagem dos processos prioritários neste segmento para juízes de todo o Estado. A Justiça Estadual em suas diversas comarcas dará prioridade à tramitação e julgamento de processos referentes à execução fiscal e tributária dos maiores devedores da Dívida Ativa junto ao Estado do Rio Grande do Norte.

Os valores envolvem R$ 664 milhões e correspondem a 120 processos que tramitam em 17 comarcas potiguares, ou seja, na da capital e em 16 circunscrições judiciárias do interior. Empresas de diversos setores da economia como agroindústria, têxtil, alimentos, transportes, pesca, salineira, comércio e exportação figuram entre as que têm débitos a saldar com o Estado do Rio Grande do Norte. O maior crédito a ser recebido pelo Erário Estadual soma quase R$ 38 milhões.

Os processos de execução fiscal tramitam em unidades judiciárias de Natal, Areia Branca, Assu, Caicó, Ceará-Mirim, Cruzeta, Jardim de Piranhas, Macaíba, Macau, Mossoró, Parelhas, Parnamirim, Santa Cruz, Santo Antônio, São Gonçalo do Amarante, São Paulo do Potengi e Touros.

Presidente da Vale diz que empresa não pode ser condenada por um acidente

O presidente da Vale, Fábio Schvartsman, admite falhas em sistema da empresa. Foto: Valter Campanato/Agência Brasil - 31/1/2019

O presidente da Vale, Fábio Schvartsman, disse nesta quinta-feira, 14, que a companhia de mineração é uma “joia brasileira” que não pode ser condenada pelo que aconteceu em Brumadinho (MG) – o rompimento da barragem do Córrego do Feijão deixou 166 mortos e 155 desaparecidos.

O executivo reconheceu que o sistema de monitoramento de barragens da companhia tem falhas e disse que todo o processo será revisado com base nas melhores normas internacionais.

“A Vale é uma das melhores empresas que eu conheci da minha vida. É uma joia brasileira, que não pode ser condenada por um acidente que aconteceu em sua barragem, por maior que tenha sido a tragédia”, disse, ao participar de audiência pública na Câmara dos Deputados. “A Vale humildemente reconhece que, seja lá o que vinha fazendo, não funcionou, pois uma barragem caiu.”

O Código de Mineração brasileiro é de 1967 e a proposta enviada pelo governo Michel Temer em 2017, por meio de medida provisória, perdeu validade no ano passado, pois a Câmara dos Deputados não votou o projeto. Pelo Código de Mineração, a multa máxima que pode ser aplicada a uma mineradora por violar a legislação é de R$ 3.421,06. Anne Warth, O Estado de S.Paulo

Associação de Barraqueiros suspeita de fraude na licitação de banheiros da Prefeitura de Natal

Resultado de imagem para prefeito alvaro dias em Ponta Negra
Prefeito de Natal Álvaro Dias, do MDB, precisa mandar abrir inquérito administrativo e ajudar na investigação de fraude na Prefeitura de Natal

A Associação de Antigos Barraqueiros de Ponta Negra pediu a anulação da licitação que escolheu uma empresa para tomar conta dos banheiros e chuveiros da praia, que fica na Zona Sul de Natal, o governo do prefeito Álvaro Dias, do MDB, proibir os donos de quiosque do calçadão de Ponta Negra de oferecer um chuveiro aos clientes. 

Administração dos banheiros da Praia de Ponta Negra foi entregue à iniciativa privada pela prefeitura — Foto: Divulgação
Administração dos banheiros da Praia de Ponta Negra foi entregue à iniciativa privada pela prefeitura — Foto: Divulgação

De acordo com o advogado Luciano Falcão, que representa os associados, há indícios de que a terceirizada que venceu o certame foi favorecida no processo.
Os banheiros e chuveiros do calçadão da praia de Ponta Negra foram construídos para a Copa do Mundo de 2014.

Em setembro de 2017, o então prefeito Carlos Eduardo publicou norma em que autorizava a cobrança pelo uso dos equipamentos e, no mês seguinte, foi aberta a licitação.

A empresa Montecon Segurança e Serviços Eirele – ME, acusada e ganhadora da licitação para gerir banheiros de Ponta Negra, se recusou a comentar a denúncia ao G1 RN, sob o argumento de que o responsável, por falar sobre a licitação está viajando.

A Semsur afirmou que o certame foi conduzido pela Secretaria de Administração (Semad). No entanto, afirmou que o contrato foi firmado com a Montecon porque somente ela apresentou os documentos necessários ao contrato.

Tribunal de Justiça define penalidade de ex-prefeito de Jardim de Piranhas

Ex-prefeito de Jardim de Piranhas Antônio Soares

À unanimidade de votos, os desembargadores da Câmara Criminal do Tribunal de Justiça deram provimento parcial ao apelo de Antônio Soares de Araújo, ex-prefeito de Jardim de Piranhas, para reformar a dosimetria da pena, fixando-a, em definitivo, em quatro anos e dois meses de detenção, por infrações julgadas no processo de nº 0500003-42.2011.8.20.0142 (primeira instância), que o condenou pelo crime previsto no artigo 89, da Lei nº 8.666/1993 (Lei de Licitações). O julgamento se relaciona à Apelação Criminal n° 2018.000131-3, sob a relatoria do desembargador Gilson Barbosa.

Narra a denúncia do Ministério Público, que o acusado, no ano de 2009, na condição de prefeito de Jardim de Piranhas, celebrou diversos contratos de permissão de uso de quiosques instalados na Praça Plínio Saldanha, sem observar as formalidades pertinentes à dispensa ou à inexigibilidade de licitação.

Inicialmente, a defesa pedia a anulação da sentença em razão da violação ao princípio da identidade física do juiz, afirmando que o magistrado sentenciante não foi o mesmo que presidiu a instrução processual, o que violaria a garantia constitucional ao devido processo legal.

“Contudo, segundo a jurisprudência consolidada no STJ, admite-se a mitigação do aludido princípio, a fim de possibilitar excepcionalmente o julgamento por juiz substituto quando o magistrado que presidiu a instrução estiver convocado, licenciado, afastado por qualquer motivo, promovido ou aposentado”, avalia o desembargador, o qual acrescentou que a defesa não obteve êxito em demonstrar qual teria sido o prejuízo pela substituição do magistrado sentenciante.

Leia maisTribunal de Justiça define penalidade de ex-prefeito de Jardim de Piranhas

Ministério Público quer que prefeito anule decisões ilegais que reduzem proteção ambiental em Mãe Luíza

Resultado de imagem para prefeito alvaro dias g1 rn

Área faz parte de uma Zona de Proteção Ambiental e decisões tomadas em reuniões apresentam uma série de ilegalidades  

A 45ª Promotoria de Justiça de Defesa do Meio Ambiente recomendou ao prefeito do Município do Natal Álvaro Dias (MDB) que anule as deliberações tomadas pelo Conselho da Cidade (Concidade/Natal) em oito reuniões ocorridas entre junho e dezembro de 2017.

Outra medida apontada na recomendação é garantir a decisão de extinguir a conferência final do processo de regulamentação das Zonas de Proteção Ambiental (ZPAs). 

O documento do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) alerta que não é possível se conhecer, com exatidão, a proposta final que foi aprovada pelo Concidade sobre a regulamentação da Zona de Proteção Ambiental 10 – Farol de Mãe Luíza e entorno. 

“Sabe-se apenas que houve diminuição da área protegida. Há trecho de duna sujeito a deslizamento que foi retirado da área de proteção, possibilitando assim se construir no local tido como de risco”, aponta a promotora de Justiça de Defesa do Meio Ambiente, Gilka da Mata. Leia a recomendação na íntegra, clicando aqui.

Leia maisMinistério Público quer que prefeito anule decisões ilegais que reduzem proteção ambiental em Mãe Luíza

Vale projetou mortes, custos e até causas possíveis de colapso em barragem de Brumadinho

Barragem rompida em Brumadinho

Um documento interno da Vale estimou em outubro de 2018 quanto custaria, quantas pessoas morreriam e quais as possíveis causas de um eventual colapso da barragem de Brumadinho (MG), que acabou se rompendo no dia 25 de janeiro, deixando ao menos 165 mortos.

O relatório é usado pelo Ministério Público de Minas Gerais em ação civil pública em que pede a adoção de medidas imediatas para evitar novos desastres, já que dez barragens, incluindo a de Brumadinho, estariam em situação de risco, segundo o documento da própria mineradora. 

Vale questiona a Promotoria e diz que o estudo indica estruturas que receberam recomendações de manutenção, as quais já estariam em curso. A empresa defende ainda que a barragem de Brumadinho não corria risco iminente.

O estudo projeta que um eventual colapso provocaria mais de cem mortes —até o momento, as autoridades contabilizam 165 mortos e 155 desaparecidos. O número considera um cenário de rompimento durante o dia e com funcionamento dos alertas sonoros instalados para evitar emergências.

Leia maisVale projetou mortes, custos e até causas possíveis de colapso em barragem de Brumadinho

Demissões por assédio sexual chegam a universidades

Campus da UFG. Universidade goiana não comentou demissões dos dois professores acusados de assédio sexual Foto: Divulgação/UFG
Campus da UFG. Universidade goiana não comentou demissões dos dois professores acusados de assédio sexual Foto: Divulgação/UFG

Três casos de demissões de professores de instituições públicas levaram aos holofotes o debate sobre o assédio sexual e os desvios na relação de poder entre docentes e estudantes.

No ano passado, após uma série de denúncias e sindicâncias, a Universidade Federal Fluminense (UFF) e a de Goiás (UFG) afastaram membros do magistério que teriam forçado encontros com alunas e enviado mensagens eróticas pelo celular, conforme publicou o jornal “Folha de S.Paulo” no último domingo.

Em comum, as alunas admitem dificuldades em relatar os casos de assédio — acreditam que podem sofrer represálias, inclusive nas avaliações acadêmicas, e temem que as comissões montadas para averiguação sejam compostas por colegas dos denunciados.

A UFF demitiu, em abril de 2018, o professor de ciência política José Henrique Organista, que teria assediado 16 alunas no campus da universidade em Campos dos Goytacazes. Uma delas, que pediu ao GLOBO para não ser identificada, lembra que o professor a chamou para jantar pelo WhatsApp e chegou a pedi-la em casamento. Ana Paula Blower, Paula Ferreira e Renato Grandelle – O Globo

Leia maisDemissões por assédio sexual chegam a universidades

STJ cassa decisão que beneficiava médico preso por cobrar por consultas no SUS

Em recurso do MPRN, STJ cassa decisão que beneficiava médico preso por cobrar por consultas no SUS

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) obteve, perante o Superior Tribunal de Justiça (STJ) em Brasília, decisão favorável para reformar acórdão proferido pelo Tribunal de Justiça do RN (TJRN), que concedeu a um médico que cumpre pena em regime semiaberto a faculdade de trabalho externo e interno, com liberação do recolhimento noturno à instituição prisional. 

O médico Ernance Fernandes Pinheiro havia sido preso em junho de 2017 por cobrar pelos serviços que já eram pagos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e também por forjar internações na antiga Casa de Saúde Santa Luzia, em Mossoró. Ele foi condenado à pena privativa de liberdade de 5 anos, 10 meses de reclusão e 97 dias-multa, encontrando-se atualmente em regime semiaberto. 

O recurso do MPRN apontou violação à Lei de Execução Penal, já que o TJRN dispensou o apenado do recolhimento noturno à instituição prisional. A decisão que derruba o acórdão do TJRN, assinada pelo ministro do STJ Sebastião Reis Júnior, determina que o médico deverá trabalhar, frequentar curso ou exercer outra atividade autorizada, permanecendo recolhido durante o período noturno e nos dias de folga.

Para visualizar a decisão do STJ, clique aqui.

Walter Alves confirma que obras na Armando Ribeiro estão 90% concluídas

O deputado federal Walter Alves (MDB-RN) confirmou, hoje (11), junto ao Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS) que as obras de recuperação e modernização da Barragem Armando Ribeiro Gonçalves estão 90% concluídas.

Atualmente, os operários trabalham na conclusão do enrocamento da barragem. A previsão é a de que os trabalhos sejam concluídos até o fim de março deste ano.

As obras na maior e mais importante barragem do Rio Grande do Norte foram asseguradas através da articulação do deputado Walter Alves, em Brasília, em novembro do ano passado.

Leia maisWalter Alves confirma que obras na Armando Ribeiro estão 90% concluídas

Deputado Kelps comanda debate de audiência sobre manutenção em prédios e barragens do RN

O Projeto de Lei de autoria do deputado estadual Kelps Lima (Solidariedade) que obriga o Poder Público a fazer manutenção em prédios públicos e barragens foi tema de audiência pública realizada nesta segunda-feira (11) na Assembleia Legislativa. A proposição foi do próprio parlamentar, que destacou a importância de haver uma “cultura de manutenção” no Rio Grande do Norte.

“O Estado precisa criar essa cultura de manter prédios públicos e barragens. A tragédia recente de Brumadinho (MG) torna essa necessidade ainda mais evidente, já que a falta de manutenção representa 66% das causas dos acidentes recentes. Com o debate, vamos construir uma política que permita essa cultura, para que a nova legislação não seja uma letra morta e tenha de fato efetivação”, declarou Kelps durante a audiência.

A proposta debatida foi sugestionada pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado (CREA-RN) no final de 2018. A presidente da entidade, Ana Adalgisa Dias, reforçou a sua importância para a infraestrutura pública potiguar, com destaque para as barragens. Kelps destacou que a Agência Nacional de Águas (ANA) apontou risco de desabamento em cinco delas: Barbosa de Baixo (Caicó), Riacho do Meio (Equador), Passagem das Traíras (Jardim do Seridó), Marechal Dutra – Gargalheiras (Acari) e Calabouço (Passa e Fica).

Leia maisDeputado Kelps comanda debate de audiência sobre manutenção em prédios e barragens do RN

Justiça do RN obriga Prefeitura de Natal a convocar 647 aprovados no concurso da Saúde

Prefeitura de Natal convoca 647 aprovados no concurso da Saúde — Foto: Divulgação/Secretaria de Saúde de Natal

A Prefeitura de Natal, cumprindo acordo judicial celebrado na 4ª Vara da Fazendo Pública de Natal – Processo nº 0812109-23.2017.8.20.001, publicou neste sábado (8), no Diário Oficial do Município, a convocação de 647 aprovados no concurso público da Secretaria Municipal de Saúde(SMS).

Agora os candidatos precisam apresentar alguns exames médicos e a documentação que foi informada no edital. VEJA AQUI

De acordo com o acordo celebrado com a Justiça, mais 500 pessoas devem ser convocadas no dia 11 de fevereiro do ano que vem, e outras 500 em 19 de março. Ao todo, 1.647 novos funcionários vão entrar para os quadros da SMS.

Doutora Vanessa vai processar médica Isabela Soares, por calúnia após agressão verbal

A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sorrindo, criança

A médica Isabela da Fonseca Soares, tia do prefeito do Assu Gustavo Soares e do deputado estadual George Soares, começou do dia para a noite, a atacar ferozmente e agredir verbalmente, a médica Vanessa Lopes, esposa do ex-prefeito de Assú, Ivan Júnior, nas redes sociais, por pura picuinha politica e sem provas documentais das denúncias das supostas fraudes, apontadas nos posts abaixo:

Após a publicação, a médica Vanessa Lopes, esposa do ex-prefeito de Assú, Ivan Júnior, usou também as redes sociais para se defender das agressões da médica Isabela Soares, irmã do ex-prefeito Ronaldo Soares, o maior ficha suja da história politica do Vale do Açu – e anunciar que está acionando a Justiça para processá-la.

“Estou aqui me defendendo de acusações injustas, levianas e infundadas, as quais serão contestadas da forma que têm de ser. Acione seu advogado, pois a senhora logo precisará dele”, destaca Vanessa na nota

NOTA DE REPÚDIO

Senhora Isabela da Fonseca Soares, me pergunto o que poderia ter feito, para que pudesse justificar tamanho ódio nesse coração, contra mim, alguém que sequer conhece.

Às vezes chego a pensar em inveja, frustração pessoal, infelicidade, despeito ou simplesmente complexo de inferioridade, mas acho que nem isso é capaz de justificar essa perseguição a mim e à minha família.

A senhora já ultrapassou todos os limites da maldade, da falta de escrúpulos e da má fé, sem razão alguma para tal. Se todas essas acusações giram em torno da política suja que sua família faz, e a senhora quer, de alguma forma, me atingir, lamento muito e garanto-lhe: SOU MUITO MAIOR E MAIS FORTE que essas picuinhas baratas a que a senhora e os seus sempre se propõem a fazer.

Graças a Deus, fui agraciada com uma família linda, que me apoia e me dá suporte quando preciso. Tenho um marido que me ama muito, e é um companheirão, pais maravilhosos que me ensinaram desde cedo o respeito ao próximo, valor imprescindível à natureza humana, e um filho lindo e saudável, que é uma dádiva de Deus e só me dá alegrias. Tenho um trabalho digno, que foi conquistado com muito suor e sacrifício, fruto de muito estudo noites a fio. Dediquei-me e lutei para passar nos concursos em que fui aprovada, a propósito, para sua informação foram 5 (cinco), coincidentemente, ou não, TODOS aos quais me submeti. Eu a desafio a provar qualquer indício que comprometa a lisura de tais concursos. Lembre-se que sua acusação atinge além de mim, outros tantos colegas que não tiveram essa conquista de mão beijada. Lamento o fato de a senhora não ser uma funcionária efetiva na PMA, como eu, e como diria Zagallo: “Vocês vão ter que me engolir”, pois eu sou uma servidora de carreira, e enquanto os políticos entram e saem, eu continuarei lá. Tenho o privilégio de poder escolher onde desejo trabalhar. A senhora acredita que fui “PRESENTEADA” com a minha aprovação, não é mesmo?! Talvez tenha sido, sabe por quê? Porque, graças ao meu bom Deus, minha conquista só dependia de mim, e Dele, e disso NINGUÉM pode me tirar o mérito. Hoje, tenho saúde para exercer meu ofício com paixão e o tenho feito, sem buscar nada em troca, nem me ater à política local, pela qual sua família nutre uma verdadeira obsessão, pois ESCOLHI ser médica para servir aqueles que tanto precisam de mim. Acredite: não me meça pela sua régua vil, pois eu nunca serei (e Deus me livre de ser) igual a senhora. Este é um desabafo de alguém que cansou e não suporta mais, NEM POR UM SEGUNDO, ser saco de pancadas e instrumento para atingir outrem (Ivan). Essa não é a primeira vez que sou vítima de seu ódio, nem tão pouco a segunda…

Estou aqui me defendendo de acusações injustas, levianas e infundadas, as quais serão contestadas da forma que têm de ser. Acione seu advogado, pois a senhora logo precisará dele. EU VIVO DO MEU TRABALHO, não de política, e tenho um nome e reputação a zelar, portanto não tolerarei esse tipo de agressão. NUNCA MAIS! Essa é a PRIMEIRA E ÚLTIMA vez que irei me dirigir à senhora e, em respeito à sua idade, não entrarei no jogo de vocês. AQUI, o assunto está encerrado, para mim! Não sou de brigas nem de baixarias, prefiro ocupar meu tempo com o que me faz bem.

Ah, eu sei exatamente quem está por trás disso, e especialmente o porquê…

Só peço ao Senhor que tenha misericórdia da senhora e a perdoe, pois é disso que a senhora precisa para ter paz e sossego.

Fique com Deus

MDB, PSDB e PT perdem protagonismo na Câmara e no Senado

Resultado de imagem para maia e alcolumbre

Após três décadas ditando os rumos da política no País, MDB, PT e PSDB viram-se apeados não apenas da presidência das duas Casas legislativas, mas também dos cargos da Mesa Diretora da Câmara. É a primeira vez desde a redemocratização que as três siglas, que concentram o maior número de filiados, ficam de fora dos postos de comando da Casa.

As legendas tiveram de se contentar com vagas de suplência para que não ficassem totalmente alijadas do arranjo capitaneado por Rodrigo Maia (DEM-RJ). Em outro lance, o PT ainda corre o risco de perder a liderança da minoria na Casa, por força de pressão de bloco encabeçado por PDT e PCdoB.

No Senado, o desenho final costurado por Davi Alcolumbre (DEM-AP) ajudou a atenuar a perda de espaço do PSDB, que conquistou a 1.ª vice-presidência. O MDB, que mirava a presidência com Renan Calheiros, acabou ficando com uma das secretarias. Já o PT perdeu a 1.ª secretaria e passou a ter a 3.ª suplência da Mesa. Renata Agostini e Ricardo Galhardo, O Estado de S.Paulo

Leia maisMDB, PSDB e PT perdem protagonismo na Câmara e no Senado

Com salário do sogro na Ceasa em dia, George Soares apoia Fátima

Daniele com seu esposo e deputado George Soares, o pai Flávio Morais nomeado para a Ceasa e o seu aliado, o secretário da PMA Clebson Corsino

O deputado do PR e líder da governadora Fátima Bezerra, na Assembléia, George Soares, apoia e vibra a favor da opção política condenável, ilegal e criminosa do Governo do PT do RN, garantir as remunerações em dia para cargos comissionados nomeados no atual governo petista, enquanto os exonerados ficaram sem pagamento, como aponta e acusa o deputado do PSDB José Dias.

Com a nomeação do seu sogro Flávio Morais para a diretoria da Ceasa, o deputado George Soares, com o salário do pai de sua esposa Danielle Morais em dia, pouco esta ligando para o Governo pagar os salários referentes a janeiro e fevereiro, sem definição para os atrasados de 2017 e 2018.

MP manda “Gondim e Garcia” e “Partage Shopping Mossoró” ofertar ingressos de meia entrada

Resultado de imagem para "Partage Shopping Mossoró"

Diversas representações de consumidores levaram o MPRN a editar recomendação  

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), por meio da 2ª Promotoria de Justiça de Mossoró, publicou no Diário Oficial do RN (DOE) desta sexta-feira (8), recomendação para que um shopping center e uma produtora de eventos do município ofertem ingressos de meia entrada para estudantes, cujo valor deve corresponder à metade do preço efetivamente cobrado ao público em geral. 

A Lei Federal que dispõe sobre o direito a meia entrada assegura aos estudantes o acesso às salas de cinema, cineclubes, teatros, espetáculos musicais e circenses e eventos educativos, esportivos, de lazer e de entretenimento, em todo o território nacional, promovidos por quaisquer entidades e realizados em estabelecimentos públicos ou particulares, mediante pagamento da metade do preço do ingresso efetivamente cobrado do público em geral. 

Antes de expedir a recomendação, o MPRN recebeu diversas representações de consumidores quanto ao desrespeito ao direito de meia entrada dos estudantes a espetáculos artístico-culturais em eventos realizados em um shopping. As informações foram confirmadas pela Promotoria de Justiça, inclusive por meio de propagandas em redes sociais. 

No documento publicado no DOE, o MPRN alerta que a inobservância da recomendação implicará na adoção das medidas judiciais ou extrajudiciais cabíveis, devendo ser encaminhadas à 2ª Promotoria de Justiça de Mossoró as informações pertinentes à adoção das medidas administrativas para o seu pleno atendimento, no prazo de 10 dias. 

Para ler a recomendação na íntegra, clique aqui.

Delkiza e Xavier cobram de diretora do hospital e protegida de Nuilson, o Pavão

Vereadores da chamada oposição, Xavier e Delkiza, com a protegida do candidato a prefeito do Assu Nuilson, o Pavão, da patota de Ronaldo

Apesar do líder do governo e deputado do PR George Soares, ter acusado a diretoria anterior do hospital regional Dr. Nelson Inácio em Assu, da prática de politicagem na unidade hospitalar e patrocinado a indicação da atual diretora geral Liduina Melo, com aval do PT do Assu – os vereadores da chamada oposição Xavier Enfermeiro e Delkiza Cavalcante, visitaram uma visita de cortesia a nova afilhada do deputado do PR para tratar da paralisação das cirurgias eletivas no nosso Município e região.

Na rede social instagram, a vereadora Delkiza registrou o encontro deles com a enfermeira Liduina Melo, que foi nomeada para transformar o hospital regional num biro eleitoral da campanha do super secretário Nuilson Pinto, o Pavão, futuro candidato a prefeito do Assu nas eleições de 2020, com apoio de toda patota do ex-prefeito Ronaldo Soares.

Delkiza afirmou que pleiteamos, também, resposta acerca da ausência de médicos especialistas que não fazem mais parte do quadro do referido hospital. E divulgou a promessa da atual diretora Liduina Melo que garantiu buscar parcerias com os órgãos responsáveis para solucionar os problemas.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: