Comissão votará destaques que faltam para concluir a reforma da Previdência na terça

Dep. Carlos Marun (PMDB - MS) concede entrevista

A reunião está marcada para as 9h30, no plenário 2

A Comissão Especial da Reforma da Previdência (PEC 287/16) resolveu marcar a votação dos 12 destaques que faltam para a aprovação do texto na terça-feira (9).

O presidente da comissão, deputado Carlos Marun (PMDB-MS), disse que pretende encerrar a votação no mesmo dia.

Depois de analisada pelo colegiado, a proposta de emenda à Constituição precisa ser votada em dois turnos pelo Plenário, com pelos menos 308 votos para ser aprovada e encaminhada para análise do Senado.

A votação dos destaques foi interrompida na quarta-feira à noite, quando agentes penitenciários invadiram o plenário da comissão para protestar contra a retirada da categoria da regra de aposentadoria especial dos policiais. As informações são da Agência Câmara.

Lula ataca imprensa e diz que não vai permitir mentiras

Lula e Mujica

Ex-presidente faz promessas de regulamentar os meios de comunicação se voltar à Presidência e se compara a um mandacaru, que não precisa de muita água para viver

Ricardo Galhardo e Daniel Weterman, O Estado de S.Paulo

No dia em que o ex-diretor de Serviços da Petrobrás Renato Duque disse à Lava Jato que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tinha “pleno conhecimento” do esquema de corrupção na estatal, o petista partiu para o ataque contra a imprensa.

Em longo discurso na abertura da etapa paulista do 6.º Congresso Nacional do PT, Lula ameaçou “mandar prender” quem espalha “mentiras” contra ele e disse que, se voltar a ser presidente, vai fazer a regulamentação dos meios de comunicação.

O petista voltou a reclamar da cobertura da imprensa no caso da Lava Jato. Segundo ele “ficaram dois anos dizendo que eu seria preso”. “Se eles não me prenderem quem sabe um dia eu mando prender eles por mentir”, disse o petista.

Leia maisLula ataca imprensa e diz que não vai permitir mentiras

Se quiserem me pegar, terão de competir comigo pelas ruas, diz Lula

Sao Paulo SP BrasiL 05 05 2017 O ex-presidente Luiz Inacio Lula da Silva e o ex-presidente do Uruguai, José Mujica, durante, abertura da etapa estadual São Paulo do 6º Congresso do PT, que levará o nome de Marisa Letícia Lula da Silva, em homenagem à ex-primeira dama. na Quadra dos Bancários,na Bela Vista.PODER. Jorge Araujo Folhapress 703 ORG XMIT: XXX

Lula e o ex-presidente do Uruguai José Mujica participam de congresso do PT

Por Catia Seabra – Folha de são Paulo

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou, nesta sexta-feira (5) durante a abertura da etapa paulista do congresso do PT, que, se quiserem o “pegar”, terão que competir com ele pelas ruas do país.

Após mencionar a hipótese de prisão, Lula afirmou que “hoje, aos 71 anos, está com mais tesão para ser candidato”. “Se quiserem me pegar, se quiserem evitar minha candidatura, terão que competir comigo pelas ruas deste país.”

O ex-presidente disse que há dois anos ouve pela imprensa que será preso no dia seguinte: “Se eles não me prenderem logo quem sabe um dia eu mande prendê-los por mentira”.

Lula chamou José Dirceu – libertado da prisão pelo Supremo Tribunal Federal na última terça-feira (2) – de companheiro e voltou a afirmar que existe um “pacto diabólico entre a operação Lava Jato e os meios de comunicação”.

Leia maisSe quiserem me pegar, terão de competir comigo pelas ruas, diz Lula

Senador propõe acabar com repasse ao Sistema S

Senador Ataídes Oliveira (PSDB-RO) - Jefferson Rudy/Agência Senado

Em 2016, entidades como Sesc, Sesi e Senai e as confederações que as administram receberam R$16 bilhões repassados pela Receita Federal

Raquel Brandão, O Estado de S.Paulo

Após passar incólume no debate e na votação da reforma trabalhista na Câmara dos Deputados, o repasse de recursos públicos ao sistema S  pode entrar no relatório que será discutido no Senado. Na tarde desta sexta-feira, 5, o senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO) protocolou uma emenda ao projeto da reforma recém-chegada ao Senado para acabar com a obrigatoriedade das contribuições para essas entidades.

Criado na década de 40 por Getúlio Vargas para incentivar a industrialização do País, o Sistema S (Sesi, Senai, Sesc, Senar, Senac, Sest, Senat, Sebrae, Sescoop) recebe repasses do governo com a missão de oferecer qualificação profissional, educação, cultura, e serviços de saúde e lazer para os trabalhadores. Somente em 2016, o valor repassado pela Receita Federal exclusivamente ao sistema foi de R$16 bilhões, enquanto sindicatos patronais e dos trabalhadores receberam R$3,6 bilhões.  

Leia maisSenador propõe acabar com repasse ao Sistema S

Ivan Júnior pode falar hoje na Princesa sobre a visita de Gustavo e George Soares ao governador

A imagem pode conter: 1 pessoa, texto

O ex-prefeito do Assú e atual secretário estadual de Meio ambiente e Recurso Hídricos, Ivan Júnior, é o entrevistado de hoje ao meio dia do programa Sala de Redação, da Rádio Princesa do Vale. Ele deverá falar sobre as ações que desenvolve a Semarh para melhorar a vida do cidadão do Assú e da região, como também de outros municípios pelo interior do Estado.

Ivan Júnior também deverá abordar assuntos da política assuense, como por exemplo, a visita política e administrativa do prefeito Gustavo Soares e do seu irmão, deputado George Soares ao governador Robinson Faria. Os dois adversários políticos de Ivan Júnior, que viviam falando mal do governador, agora estão malas prontas para desembarcar no governo, tendo inclusive ido com pires na mão pedir ajuda ao chefe do executivo estadual.

Mais de 54 mil autoridades no Brasil têm foro privilegiado

Resultado de imagem para senado predio

O Brasil tem 54.990 autoridades com direito ao foro privilegiado. É o que mostra estudo publicado recentemente pela Consultoria Legislativa do Senado. Um dos autores, o consultor João Trindade Cavalcante Filho, concedeu entrevista nesta sexta-feira (5) à Rádio Senado e explicou que em outros países está no máximo “na casa das centenas” o número de pessoas protegidas pelo foro privilegiado.

“No caso do Brasil, a grande característica é a quantidade”, disse ele. O estudo faz um histórico do desenvolvimento do foro privilegiado no país e foi publicado no momento em que o Senado discute, em segundo turno, a proposta de emenda constitucional (PEC 10/2013) que acaba com o mecanismo no caso de crimes comuns.

A PEC foi aprovada em primeiro turno por unanimidade no dia 26 de abril e seguirá para a Câmara dos Deputados se passar por uma segunda votação no Plenário do Senado. Ouça a entrevista ao jornalista Jeziel Carvalho. As informações são da Agência Senado.

UFRN dará andamento à revitalização de prédios inseridos no PAC Cidades Históricas 

Exibindo IPHAN_04Mai17_Cicero Oliveira BR07.jpg

A descentralização de verba para a revitalização da antiga Faculdade de Direito e da Secretaria Municipal de Tributação (SEMUT), ambas pertencentes à Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), foi discutida em reunião na última quinta-feira, 04, entre o vice-reitor UFRN, José Daniel Diniz Melo, e o diretor do Programa de Aceleração ao Crescimento (PAC) Cidades Históricas, Robson Antônio de Almeida. Tombados como patrimônios históricos do Estado, os prédios estão inseridos no PAC para recebimento de recursos destinados à restauração.

Leia maisUFRN dará andamento à revitalização de prédios inseridos no PAC Cidades Históricas 

Propina de Cabral pagou mãe, mulher, ex, filhos, irmãos, tia..

PF aponta que dez pessoas próximas receberam um total de R$ 7,3 milhões

POR MARCO GRILLO E MIGUEL CABALLERO – O Globo

Anotações apreendidas na casa do operador Luiz Carlos Bezerra indicam que o esquema de corrupção comandado por Sérgio Cabral (PMDB) abasteceu o ex-governador e outras dez pessoas do círculo familiar com R$ 7,3 milhões em propina, sempre em espécie, entre outubro de 2013 e outubro de 2016.

Os papéis, que deram origem a um relatório detalhado da Polícia Federal (PF), mostram que o mecanismo funcionou até a antevéspera da prisão de Cabral e aliados: há o registro de um pagamento de R$ 40 mil para que a governanta da casa do ex-governador, no Leblon, pagasse despesas da residência em 15 de novembro, dois dias antes da deflagração da Operação Calicute.

Ao GLOBO, por e-mail, a mãe de Cabral, Magaly, afirmou que o filho “vez ou outra mandava algum recurso”. Ela disse que não saberia “precisar valores” e que não conhecia a origem dos recursos.

Leia maisPropina de Cabral pagou mãe, mulher, ex, filhos, irmãos, tia..

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: