Comissão do Senado aprova convocação de diretor da Abin e ministro da GSI

Resultado de imagem para diretor geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Janér Tesch Hosken Alvarenga, e do ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Sergio Etchegoyen

A Comissão de Direitos Humanos (CDH) do Senado aprovou nesta quarta-feira (21) a convocação do diretor geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Janér Tesch Hosken Alvarenga, e do ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Sergio Etchegoyen. O objetivo é que eles expliquem o suposto uso da agência para investigar o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Segundo reportagem da revista “Veja” publicada na semana passada, o governo de Michel Temer acionou o serviço secreto para levantar informações que possam comprometer o ministro do Supremo, relator da Operação Lava Jato e responsável por homologar a delação da JBS, que implica o presidente, segundo informações da Agência Estado.

“Os fatos narrados são extremamente graves. Além de violarem frontalmente o art. 37 da Constituição Federal, configuram crimes e, se confirmados, entrarão para a história como um dos mais graves atentados à separação de poderes, desde a promulgação da Constituição de 1988”, diz o requerimento, proposto pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP). Ainda não há data para que os dois sejam ouvidos na comissão.

Convite

Um outro requerimento, apresentado pelo senador José Medeiros (PSD-MT), pede a transformação da convocação em convite. Caso seja aprovado, a participação dos dois na comissão não será obrigatória.

Esse novo requerimento, porém, deve ser votado apenas na semana que vem, na próxima reunião da CDH.

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: