fbpx

Coronel diz que rumor de golpe elegeu militares pró e contra Bolsonaro

O rumor de golpe, alimentado ao longo dos últimos anos, ajudou a eleger tanto militares favoráveis quanto contrários a Jair Bolsonaro. A avaliação é do coronel da reserva Marcelo Pimentel, estudioso das relações entre a caserna e a política.

Para ele, a possibilidade de golpe nunca foi real, pois o comando das Forças Armadas não embarcaria na tentativa de ruptura institucional. Contudo, afirma o coronel, a cúpula militar nunca rechaçou publicamente a chance de golpe para manter a tensão no ar.

Essa tensão, segundo Pimentel, contribuiu para o aumento de militares eleitos, o que ele chama de “Partido Militar”. Apenas na Câmara dos Deputados, o salto foi de 36%.

Entre os mais conhecidos estão os generais Pazuello, aliado de Bolsonaro, e Santos Cruz, crítico do presidente.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: