fbpx

Cotado para ser candidato de Fátima ao Senado, Rafael Motta votou pelo impeachment de Dilma

Hoje aliado ao governo Fátima Bezerra (PT), o deputado Rafael Motta (PSB-RN) já foi desafeto do PT na época da votação do impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff. O parlamentar foi um dos componentes da bancada potiguar que votou favorável à abertura do processo que acabou tirando a ex-presidenta do poder, em 2016.

À época, a única da bancada do RN na Câmara dos Deputados a votar contra o impedimento da petista foi a então deputada federal Zenaide Maia, hoje senadora da República.

O assunto veio à tona novamente após o parlamentar ter afirmando, essa semana, que deseja disputar a vaga para o Senado em uma chapa com a governadora Fátima Bezerra.

Apesar da governadora Fátima nem qualquer integrante do PT ter se pronunciado sobre a possível aliança com o PSB, o Partido dos Trabalhadores costuma rechaçar a união com as legendas que ajudaram a afastar a ex-presidenta Dilma do poder.

Foi assim, por exemplo, com o MDB. Mesmo após o ex-presidente Lula ter vindo a Natal para dialogar com o partido de Walter Alves e Garibaldi, que também votaram a favor do impedimento de Dilma, uma parte do PT, como é o caso da deputada Natália Bonavides, reclamou da possível união. Para ela, o partido não deveria se unir às “oligarquias” do Estado, bem como a partidos que se juntaram contra o PT para derrubar a ex-presidenta Dilma.

Relembre abaixo o voto do deputado Rafael Motta:

Fonte: Portal Grande Ponto

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: