Deputado diz que não aceitará perseguição da governadora a nenhum servidor ou policial militar

Com a divulgação da punição disciplinar do cabo PM Gonçalves Júnior por criticar a governadora Fátima Bezerra, do PT, em rede social, o deputado estadual Coronel Azevedo (PSL), destacou que estará atento as denúncias de perseguição política, por parte do governo do Estado, a alguns servidores estaduais.

“Não podemos aceitar que esse governo comece a fazer perseguições aos servidores. Já é inaceitável fazer o pagamento seletivo. Não aceitarei perseguição política e ideológica a nenhum servidor, em especial a nenhum policial militar”, finalizou Coronel Azevedo.

O parlamentar também criticou o atraso no pagamento dos servidores estaduais. Segundo o parlamentar, há 40 meses os funcionários públicos estão recebendo seus proventos em atraso..

O parlamentar parabenizou o Batalhão de Choque que domingo passado completou 9 anos de sua atuação em locais onde aconteça possíveis perturbação de ordem pública, em grandes eventos e também atua no controle das rebeliões em estabelecimentos prisionais.

“O trabalho do BP Choque não é dos mais fáceis. Muitas vezes são considerados truculentos e até mesmo violentos, mas quando a ordem é mantida, seja qual for a situação, a sociedade agradece” afirmou o deputado.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Content is protected !!
%d blogueiros gostam disto: